Vecci fala em profissionalizar a gestão com governo de alianças

0
1524
Deputado federal Giuseppe Vecci

Pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PSDB, o deputado federal Giuseppe Vecci percorre os bairros de Goiânia em reuniões com a comunidade, oportunidade que aproveita para tratar de assuntos de interesse coletivo e para ouvir sugestões do goianiense na elaboração do plano de governo que será apresentado na campanha eleitoral. “É fundamental termos políticas públicas para segmentos sociais da população: mulheres, idosos, pessoas com deficiência, e outros”, afirmou durante encontro com membros do PSDB Mulher. “Precisamos criar políticas mais profissionalizadas, que possam exigir zelo, responsabilidade para com a sociedade”, acrescentou. Nos frequentes encontros com a comunidade, Vecci tem insistido na proposta de manter a gestão próxima da população, de forma a atender as necessidades do povo, e de que é preciso parcerias para governar bem a cidade. “Ninguém consegue governar sozinho. É preciso ter alianças com o governo federal, estadual, ter parcerias com os segmentos organizados da sociedade, com sindicatos, associações comunitárias e a população em geral para que, em conjunto, possamos resolver gradativamente os problemas que nos afligem”, destaca.


“Nosso povo é trabalhador e com grande apreço pela liberdade. Saberá, não tenho dúvidas, impedir quaisquer retrocessos”

Presidenta Dilma Rousseff ao discursar perante chefes de Estado mundiais na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York.


Expulsão do PDT
A deputada federal Flávia Morais já sabia antes de votar a favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) que poderia ser punida com a expulsão do PDT, o que inviabilizaria sua candidatura a prefeita de Trindade este ano já que o prazo para filiação partidária para quem pretende concorrer nestas eleições terminou no dia 2 de abril.

Tranquila
Flávia Morais, no entanto, preferiu correr o risco e, por isso, demonstra estar com a consciência tranquila. “Reconheço que houve avanços importantes nos últimos anos. Mas chegou o momento da mudança, chegou a hora de ouvirmos o desejo da vontade da maioria dos brasileiros. Estou preparada para as consequências desta minha decisão”, afirmou em sua conta no Facebook.

Pois é!
Tem muita gente acreditando que se o processo caminhar no Senado e Dilma Rousseff (PT) for impedida, a deputada Flávia Morais e seus cinco colegas ameaçados de expulsão podem ser perdoados pela “rebeldia” já que eles fariam falta numa provável negociação por cargos no Planalto em eventual governo de Michel Temer (PMDB), que beneficiaria, como sempre, Carlos Lupi, o chefão do PDT no Brasil.


Exemplo ao mundo
Governador Marconi Perillo (PSDB) reconhece que o Brasil vive crise política grave e que precisa de liderança com compromisso de tirá-lo do buraco. “O Brasil vai precisar muito de nós governadores e dos prefeitos. E nós vamos dizer ‘sim’ a esse País que nasce a partir de agora para superar as crises, para dar exemplo ao mundo, porque potencial e povo trabalhador nós temos”.

Venda da Celg
Mesmo tendo sido responsável pela venda da Usina de Cachoeira Dourada, o PMDB de Goiás sempre lutou para impedir a venda da Celg durante os dois últimos governos de Marconi Perillo (PSDB). Agora, com a possibilidade de Michel Temer (PMDB) assumir a Presidência da República, a bancada peemedebista na Assembleia Legislativa acredita no impedimento da privatização da Celg, dada como certa no governo Dilma Rousseff (PT).

Trabalho forte
Para o deputado estadual Adib Elias (PMDB), com o trabalho do senador Ronaldo Caiado (DEM), em Brasília, e com o PMDB no poder, eles terão como desenvolver trabalho mais forte contra a venda da Celg aqui em Goiás.
Foco na gestão
Secretário de Governo da Prefeitura de Aparecida, Euler Morais, que foi preterido na escolha do pré-candidato a prefeito pelo PMDB, prega a unidade da base de Maguito Vilela como fator preponderante para que o vereador Gustavo Mendanha vença as eleições. Mas ele, no entanto, não dá sinais de que vá participar da campanha. “A partir de agora o propósito é continuar colaborando com a administração do Maguito em diversas atividades e projetos que estão sob a minha coordenação na Secretaria de Governo”, diz.

Coisas da política
Prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB) sempre esteve ao lado e defendeu a presidenta Dilma Rousseff (PT), mas depois que seu filho, o deputado federal Daniel Vilela, presidente regional do PMDB, votou a favor do impeachment, ele mantém silêncio sobre o assunto

Atritados
Não convide para a mesma mesa de almoço num restaurante qualquer o deputado estadual Carlos Antônio, o presidente do SDD em Goiás, Armando Vergílio, e o deputado federal Lucas Vergílio. Carlos Antônio é acusado pelos dois de “traição” por ter trocado o SDD pelo PSDB para ser candidato da base do governador Marconi Perillo a prefeito de Anápolis.

Que coisa!
A Associação Nacional do MP de Contas, o Conselho Nacional de Procuradores Gerais de Contas, o Instituto de Fiscalização e Controle e a Associação Contas Abertas querem o afastamento do conselheiro do TCE, Edson Ferrari, do processo de julgamento das contas do governo de Goiás do ano de 2015 por considerarem que ele tem íntima relação de amizade e de gratidão com o governador Marconi Perillo. Essa relação dos dois já é conhecida há muitos anos, mas achar que o fato pode interferir na atuação do conselheiro é algo comprometedor.

Xadrez político
Iris Rezende (PMDB) só aguarda definição do Senado sobre o impedimento da presidenta Dilma Rousseff (PT) para lançar sua pré-candidatura a prefeito de Goiânia. Saindo PT e entrando o PMDB no comando da nação, o arranjo político muda e ele quer aproveitar bem essa situação para definir sua chapa, longe dos petistas.

Definição
Professor Alcides Ribeiro Filho vai cobrar do governador Marconi Perillo esta semana definição sobre os rumos do PSDB em Aparecida de Goiânia. O Professor Alcides disputa a indicação do partido para concorrer a prefeito com atual vice-prefeito Ozair José. Ele acha que a indefinição prejudica a pré-campanha.


Rápidas

Além de familiares e amigos, políticos de vários partidos compareceram ao velório e enterro da juíza Maria Aparecida Siqueira Garcia, mãe do prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), que faleceu na madrugada de sexta-feira, dia 22, de infarto.
D. Maria Aparecida cursou Pedagogia e foi professora. Virou juíza e exerceu a magistratura por 35 anos em cidades do interior. Casou-se com Altamiro Garcia e teve quatro filhos. Paulo Garcia é o mais velho. Condolências da Tribuna do Planalto à família.
O secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Peixoto, acompanhou o governador Marconi Perillo à 2ª Edição da Brazil Conference, realizada em Cambridge (Massachusetts, EUA). Os dois já estão de volta à Goiânia.
A meritocracia para os servidores públicos estaduais, efetivos ou comissionados, será retomada e a estimativa é que, até o fim do ano, os novos selecionados tomem posse nos cargos. A informação é do secretário de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here