Barbearias se reinventam

0
1792
Barbearias apostam em ambientes modernos, com serviços de bar e garantem crescimento de 25% ao ano para o setor

Eles evitam lugares femininos, gostam de praticidade e estão muito mais vaidosos. Os homens têm feito o mercado de beleza masculino crescer em números extraordinários

Daniela Martins

Os homens goianienses querem mais do que o tradicional “cabelo, barba e bigode”. E para agradar a essa clientela cada dia mais vaidosa e exigente, as clássicas barbearias tiveram de se reinventar para oferecer, além dos serviços de praxe, uma nova experiência ao público masculino. Os empresários da área apostaram na união do útil ao agradável, e trouxeram para dentro da barbearia, o bar, a mesa de sinuca, muita música e o velho e bom bate-papo entre amigos.
Essa mistura deu muito certo. Tanto que nos últimos dois anos, o setor experimentou em Goiás um crescimento anual de 25%, segundo dados do Sindibeleza-GO. No total, são 2.500 barbearias somente na Capital. Destas, muitas ainda contam com apenas um profissional atendendo, o que, porém, tem mudado. “Houve um considerável surgimento de barbearias de grande porte, com estruturas bastante sofisticadas”, salienta o presidente do Sindibeleza, Marcelino Lucena.
Novidade que se espalha pela Capital, as barbearias modernas também têm chegado ao interior. Os sócios Greison Cândido Ferreira, 24 anos, e Fellype Mardem, 25, apostaram no sucesso desse novo conceito. Greison já era do ramo e Fellype abandonou a carreira de piloto de avião para ingressar na profissão. Juntos, os dois investiram R$ 60 mil na criação da Vintage Barbearia e Pub, a primeira desse modelo moderno em Aparecida de Goiânia, cidade da Região Metropolitana de Goiânia (RMG).
“Optamos por trazer uma proposta diferente, uma barbearia onde o cliente se sentasse, ficasse à vontade, tomasse uma cerveja, tivesse algo a mais”, conta Greison. E eles conseguiram. Já na entrada, quem chega encontra uma mesa de sinuca liberada para jogar enquanto aguarda atendimento. Tem ainda os serviços de bar e a música ambiente.
Depois de onze meses de Vintage, os dois já não conseguem atender a demanda sozinhos e correm atrás de mais gente para ampliar o atendimento aos clientes. “O mercado está em alta, o pessoal faz cursos, mas está difícil de encontrar profissionais com experiência”, explica Greison.
“A maior dificuldade é a mão de obra especializada para este novo formato de barbearias mais sofisticadas”, destaca o presidente do Sindibeleza, Marcelino Lucena. Ele diz que o Sindicato tem procurado capacitar os interessados com a realização de cursos com profissionais de destaque na área.
O ambiente favorável da Vintagem certamente atrai a clientela, mas a vaidade do público masculino é o que impulsiona a alta desse mercado. “O homem está mais vaidoso. Antigamente, ele cortava cabelo uma vez ao mês, cortava bem baixinho pra durar mais tempo. Agora não tem mais isso, tem cliente que vem até duas vezes aqui”, resumem os sócios.

Os sócios Fellype Mardem e Greison Cândido investiram no novo modelo de negócio
Os sócios Fellype Mardem e Greison Cândido investiram no novo modelo de negócio

O arquiteto e urbanista Bruno Monteiro Almeida, 35, é um destes clientes fiéis da barbearia e do bate-papo. A cada 15, 20 dias, está na Vintage. “Como gosto de barba, adotei isso para mim, então venho aqui. Ele faz minha barba, me dá uma linha para seguir e faço a manutenção em casa”, conta Bruno. Só que na verdade, o “fazer a barba é também um pretexto pra ter essa conversa, essa interação, sair um pouco da rotina”.
“Gosto de tomar uma cerveja, do estilo de música, de jogar uma sinuca, o ambiente me atrai bastante”, revela Mário Sanches, garçom, 22 anos, cliente há nove meses da barbearia Vintage. Mário diz que foi fidelizado depois que Fellype acertou o estilo de corte que ele gosta de usar, “diferente e difícil” de fazer.


New Star, tradicional e de sucesso há 41 anos

Ruimar Ferreira e a esposa, Janete Nunes: sucesso e décadas de tradição em Goiânia
Ruimar Ferreira e a esposa, Janete Nunes: sucesso e décadas de tradição em Goiânia

Enquanto uns investem na integração bar-barbearia, o famoso barbeiro Ruimar Ferreira, 58 anos, permanece, com sucesso, no clássico e tradicional. Com orgulho, ele conta que aprendeu o ofício com o pai, Waldemar Ferreira, quando começou a trabalhar, ainda muito jovem, aos 14 anos, com a navalha.
Hoje, décadas depois, mantém acessa a paixão pela profissão. “Mantive a barbearia tradicional, sempre falei, há 20 anos, que barbearia não cairia de moda, como não caiu. Barbearia é um local onde o assunto é diferente, a fofoca é diferente, a maneira de fazer é totalmente diferente”, salienta.
Ruimar é proprietário da Barbearia New Star, tradicional reduto goianiense que fica na Praça Tamandaré. A empresa, inaugurada em 1975, fez história no meio político e cultural goiano, ao reunir entre sua clientela governadores, senadores, deputados, artistas, jornalistas e tantas outras pessoas conhecidas do dia a dia da cidade e do Estado.
“Meu pai cortou cabelo de Pedro Ludovico, Iris Rezende… tudo começou com  Irapuã Costa Júnior, que à época era governador, e vinha cortar com meu pai. Com o Irapuan, vinha muita gente e assim meu pai foi fazendo a clientela”, relembra.
O tempo passou, e os políticos continuaram sendo presenças constantes na barbearia. Nas paredes do New Star, as fotografias contam as histórias, são muitos os registros de vereadores, prefeitos, governadores, esportistas e tantos outros.
“Na política, existe uma lenda de que todos que passam pela cadeira do Rui acabam sendo eleitos. Então todos os pré-candidatos normalmente vêm na cadeira dele”, relata o empresário Benjeamin Beze Júnior, ex-secretário de Estado, e frequentador assíduo da barbearia.

Novos serviços para atender à demanda do público masculino
Novos serviços para atender à demanda do público masculino

Hoje a New Star conta com 12 profissionais, a maioria mulheres, entre elas, a mais velha “barbeira” de Goiânia, Edy, que está na barbearia desde a década de 1970, segundo conta Ruimar. Na lista de serviços oferecidos, além dos cortes de cabelo, barba, estão sobrancelha, manicure, depilação e outras novidades para agradar o público masculino.
Casada há 37 anos com Ruimar, Janete Nunes é a responsável pela administração da Barbearia New Star e acompanha de perto o amor do marido pelo trabalho que herdou. “Ele é apaixonado pela profissão, gosta do que faz. Ele vem todos os dias, só se afasta quando a gente viaja. E onde a gente for, ele vai primeiro atrás das barbearias”, diz.
Janete conta que em breve será lançada uma linha de produtos de beleza e cuidados masculinos que leva o nome de Rui. “Os homens estão mais vaidosos, inclusive os empresários e políticos”, acrescenta a empresária.
Investir nesse nicho é tendência. Segundo dados da Euromonitor Internacional, que realiza pesquisa de estratégia para mercados consumidores, o mercado brasileiro de higiene e cosméticos masculinos deve crescer 7,1% ao ano até 2019, ultrapassando os Estados Unidos, hoje o maior consumidor mundial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here