Sedentarismo prejudica rendimento escolar

0
901
Práticas esportivas como jogar bola, natação, capoeira, karatê, andar de bicicleta, correr, pular corda contribuem para a melhoria das notas na escola

Estudantes precisam ser estimulados a praticar exercícios físicos, já que os aparelhos tecnológicos se tornaram prioridade, deixando as atividades físicas para para segundo plano

Cuidar da saúde é sempre muito importante para viver bem e melhor. E esse cuidado deve começar desde muito cedo. Por isso as atividades físicas são fundamentais para o desenvolvimento físico e metal dos alunos, além de ajudar a melhorar no desempenho escolar. Mas os estudantes precisam ser estimulados a praticar exercícios físicos, já que o sedentarismo está fazendo parte da rotina da juventude. Incentivar o aluno a praticar esporte deve ser uma tarefa em conjunto de todos os professores e pais.
O professor de Educação Física Célio Silva observa que os alunos estão cada vez mais ligados ao uso das tecnologias, deixando de lado as práticas esportivas que contribuem significativamente para o desempenho do aprendizado escolar. Os aparelhos tecnológicos são usados pelos jovens como prioridade e as atividades físicas estão ficando para depois. Com isso, crianças e adolescentes estão ficando obesas precocemente.
“Atividade física combate a obesidade. Mas muitos alunos não têm práticas esportivas como prioridade para melhor a qualidade de vida, tanto física quanto metal. Até um estudante que é hiperativo consegue controlar mais a doença e apresentar desenvolvimento em sala de aula se ele praticar exercícios regularmente”, ressalta Célio Silva.
O professor diz que o papel do educador físico hoje é desafiador. Ele precisa lembrar aos alunos com frequência que as práticas de atividades físicas trazem benefícios não apenas para o corpo, mas também para a mente. Esse desafio se dá porque jovens estão dando prioridade às inovações tecnológicas e deixando os exercícios físicos de lado.
“O uso do celular parece ser mais atrativo e acaba roubando muito tempo. Precisamos integrar os alunos em outras práticas de esporte, além do futebol ou fazer caminhada. O estudante deve brincar, correr, pular corda, competir. Isso estimula e desenvolve o cérebro também”, lembra o professor.

É importante o estudante praticar exercícios todos os dias, inclusive fora do ambiente escolar. Praticar esporte aumenta em 40% a chance dele aprender com mais facilidade, diz Célio Silva. Basta ao aluno dedicar ao menos 30 minutos por dia para fazer algum tipo de exercício físico que isso já reflete positivamente no seu rendimento escolar.
O professor diz que os benefícios acontecem porque o exercício físico ajuda no desenvolvimento cognitivo, aumentando o fluxo de oxigênio e sangue para o cérebro e desenvolve os níveis de noradrenalina e endorfinas. Alguns exercícios físicos são mais importantes para os estudantes se beneficiarem dos bons resultados.
“As principais atividades físicas para as crianças são jogar bola, natação, judô, capoeira, karatê, andar de bicicleta, correr, pular corda. Elas podem ser feitas tanto em casa quanto na escola”, orienta o professor.
Célio Silva ressalta que os estudantes devem manter constância nas práticas dos exercícios físicos fora do ambiente escolar. Fazer uma caminhada, correr em um parque, andar de bicicleta, jogar bola, vôlei são algumas atividades que vão trazer benefícios para o aluno principalmente em sala de aula.
A professora de Português Gisele Soares, que dá aulas na Escola Estadual Olga Marques, em Goiânia, diz que é perceptível a melhoria que a prática de esporte traz para o desenvolvimento físico, social, disciplinar e emocional dos estudantes.
Para a professora o sedentarismo está atacando os estudantes cada vez mais cedo. Ela relata ter alunos que praticam esportes com frequência fora do ambiente escolar e diz que percebe a diferença e disposição deles em sala de aula para aprender.

Célio Silva: “O desafio do professor de educação física hoje é motivar os alunos praticarem atividades físicas”
Célio Silva: “O desafio do professor de educação física hoje é motivar os alunos praticarem atividades físicas”

Escola aposta nas gincanas para estimular estudantes

A importância das práticas de esporte na vida da criança e do adolescente ajuda a desenvolver o senso cognitivo. Ajudam a reduzir o índice de obesidade e alivia o estresse. Na Escola Estadual Olga Mansur, em Goiânia, os alunos são motivados a praticar esportes através de gincanas.
A diretora, Renata Fiuza, diz que os educadores das escolas precisam integrar mais os estudantes em práticas esportivas. Na escola que ela dirige, os alunos são motivados a participar de atividades físicas de forma interativa. Por meio de gincanas esportivas, os estudantes são estimulados a participar e disputar pelos melhores lugares nas competições.
“As gincanas têm a função de estimular os alunos a praticar exercícios físicos. A prática esportiva leva o aluno a se concentrar mais e ter boa alimentação. Faz com que ele aprenda a superar limites que talvez para ele fossem inalcançáveis. Estamos levando esses conceitos de superação através do esporte”, diz a diretora.
Renata Fuiza explica que quando os educadores da escola ajudam o aluno a identificar que ele precisa de tratamento para emagrecer já é um grande passo.
“Ao perceber que através das práticas esportivas ele pode ter melhores notas, o aluno vai sentir vontade de se alimentar melhor e praticar mais esportes. Precisamos orientar eles cada vez mais sobre os bons resultados das atividades físicas”, lembra a diretora
A estudante do colégio Olga Mansur, Amanda Prado, de 14 anos, diz que as gincanas esportivas têm ajudado ela aprender a se concentrar mais. Além das atividades físicas na escola, ela faz academia.
“Praticar esportes me faz ser uma aluna melhor. Tenho essa convicção. Fazer exercícios na academia me ajuda a ter mais concentração. Quero ser advogada e preciso buscar me concentrar desde nova”, diz.
Já o estudante Antônio da Cruz, 15 anos, diz que as gincanas o motivam a praticar exercícios fora da escola. Ele diz que, ao realizar atividades físicas, sua mente fica mais tranquila.

O estudante deve brincar, correr, pular corda, competir de diferentes maneiras. Essas atividades físicas ajudam a estimular e desenvolver o cérebro. Por meio de gincanas alunos se divertem e praticam exercícios físicos
O estudante deve brincar, correr, pular corda, competir de diferentes maneiras. Essas atividades físicas ajudam a estimular e desenvolver o cérebro. Por meio de gincanas alunos se divertem e praticam exercícios físicos

“Na escola praticamos vários esportes, futebol, vôlei, queimada…. Eu gosto porque melhora minha saúde e meu metabolismo. Sinto minha mente mais ativa para aprender. Através das gincanas esportivas passei a gostar de futebol e agora jogo também com meus amigos que não são da escola”, comenta o estudante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here