Em posição de destaque nas pesquisas, Delegado Waldir prega cautela

0
1198
Delegado Waldir: tecnicamente empatado com Iris Rezende

Pré-candidato diz que vai continuar “gastando a sola da bota” em busca de apoio populacional em torno do seu nome

Marcione Barreira

Em segundo lugar nas últimas pesquisas, o pré-candidato à prefeitura de Goiânia, deputado federal Delegado Waldir Soares (PR) prega cautela com relação aos números. Para ele, o fato de estar tecnicamente empatado com o principal nome do PMDB, Iris Rezende, coroa o trabalho feito desde o início do ano passado.
Segundo ele, o fato não deve tirar a humildade da pré-campanha e continuará pedindo o apoio da população. “Nós recebemos com muito humildade. Vamos continuar gastando a sola da bota. A estratégia não muda”, afirma delegado Waldir declarando ainda que “as pesquisas são apenas fumaça”.
Realizando campanha com apenas um partido até aqui, o deputado diz que quem quiser apoiá-lo terá que vir com desprendimento. “Nós não termos cargos para oferecer”, diz. Neste momento, o PR tem o apoio apenas do PMB que deve indicar o médico Zacharias Calil (PMB) para vice de delegado Waldir.
Apesar de o partido não ter garantido o cirurgião pediátrico como nome certo para vice, o parlamentar federal diz que Calil está definido. O presidente regional do PR, Flávio Canedo, afirmou à reportagem da Tribuna do Planalto que a vaga ainda está em discussão e que deve ser definida em breve. “Ainda não está definido. Temos preferência por ele. Mas estamos conversando com outros partidos”, revelou Canedo.
Sim ou não, tudo indica que será mesmo Zacharias o vice de Waldir. O levantamento mais recente indica que os eleitores elegem segurança, saúde e transporte como prioridade. Neste aspecto, os dois nomes da chapa englobam as duas principais necessidades dos eleitores.
Apesar do setor de segurança pública ter como principal gestor os governos federal e estadual, Waldir sabe que  a prefeitura pode ajudar com a guarda municipal e alerta que é preciso governar em todas as áreas. “Nós podemos ser fundamentais com a guarda municipal, mas eu tenho que cuidar de todos os problemas da cidade”, declara.
Entretanto, o partido sabe que reunir os dois elementos na chapa não é suficiente. Para tanto, nesta semana se reuniu com a cúpula da agremiação para incrementar o plano de governo que esta em fase final. “Nós estamos fazendo um plano palpável com realidade econômica do país. Vamos apresentar em breve”, garante Flávio Canedo.


Moradia popular

Para Vecci, programas habitacionais de Goiás são exemplos para o Brasil

Ao participar na semana passada, ao lado do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), e do governador Marconi Perillo (PSDB) da solenidade de entrega de 480 casas do Conjunto Habitacional Maria Pires Perillo à famílias de Palmeiras de Goiás, o pré-candidato a prefeito de Goiânia, deputado federal Giuseppe Vecci (PSDB), afirmou que os programas habitacionais do governo de Goiás são exemplos de criatividade e efetividade para o todo o Brasil. Na ocasião, o ministro anunciou que o Cheque Mais Moradia é um excelente programa criado no governo estadual e que deve ser adotado pelo governo federal.
Como secretário de Planejamento no primeiro mandato de Marconi, Vecci ajudou a elaborar e executar o Cheque Moradia, lançado em 1999. Em 2012, o programa foi reformulado e passou a ser chamado de Cheque Mais Moradia. “É importante que o Ministério das Cidades, hoje comandando pelo nosso amigo Bruno Araújo, possa avaliar, como ele está fazendo, as políticas habitacionais brasileiras e, assim, elaborar uma nova forma de financiamento para atender as pessoas carentes de habitação no país”, disse Vecci durante discurso.
Hoje na condição de pré-candidato à Prefeitura da capital goiana, Vecci ressaltou que o poder público deve batalhar para que cada cidadão tenha moradia digna e de qualidade. “Enquanto existir alguém sem saneamento, sem habitação, sem um lar, o poder público terá que tomar as medidas cabíveis para poder resolver esses problemas”, destacou Vecci.
“Nada disso teria saído do papel se não houvesse uma equipe consolidada, se não houvesse competência dos entes envolvidos. A família de Goiás dedica seu suor para o crescimento do Brasil e, por isso, o Brasil tem dívida com o Estado de Goiás”, afirmou o ministro Bruno Araújo.
Ao enaltecer o Cheque Mais Moradia, Bruno garantiu que o presidente Temer com certeza reconhece a grandeza do programa. “E quero trabalhar com ele um modelo para o governo federal”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here