Credeq inicia tratamento de dependentes químicos

0
1836
O Credeq de Aparecida de Goiânia fica na Avenida Copacabana, Setor Expansul. Foto: Karim Alexandre

Inúmeras autoridades se reuniram na manhã desta quinta-feira, dia 23, para prestigiar a inauguração do primeiro Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) Professor Jamil Issy, em Aparecida de Goiânia. A partir da sexta-feira, a equipe terapêutica coordenada pela Organização Social Luz da Vida passa a realizar os primeiros atendimentos. Seu funcionamento se dará de forma gradual, iniciando com 30% da sua capacidade para ser ampliado ao longo do tempo. Ao todo, o Credeq oferece 96 vagas, sendo 36 para adultos, 36 para adolescentes e 24 para internação infantil. Em seu pleno funcionamento, está prevista a realização de 2.200 atendimentos ambulatoriais e 64 internações por mês.

Foto: Léo Iran
Foto: Léo Iran

O governador Marconi Perillo relembrou os passos dados rumo à sua concretização, ao mencionar que a recuperação de dependentes químicos fez parte de seu plano de governo nas eleições de 2010. “Assim que assumi em 2011 montei uma equipe focada em estudar as diferentes abordagens para a recuperação de dependentes. São muitas linhas abordadas e buscamos o que cada uma delas oferecia de mais eficiente”, recordou. Em 2012, lembrou Marconi, a equipe se dedicou à elaboração do projeto e do conceito a ser adotado. “Incluímos nessa etapa a Agetop para pensar conjuntamente os aspectos da infraestrutura”, pontuou.

Segundo Marconi Perillo, a iniciativa de construir um centro de tratamento aos moldes das melhores casas de recuperação particular existentes vai alçar Goiás como referência para outros Estados, assim como tem acontecido em alguns modelos adotados para gestão da saúde goiana. “Enquanto vemos alguns serviços de saúde sendo extintos pelo Brasil, Goiás trabalha para o seu aprimoramento e ainda inicia um novo e moderno complexo de atendimento a dependentes químicos”, comparou Marconi.

Ele ainda mencionou que este ano foram retomadas as obras de dois outros Credeqs, em Goianésia e Quirinópolis. E ainda constam do seu plano, a construção em Morrinhos e Caldas Novas. “Assim, se conseguirmos incluir a região do Entorno do Distrito Federal, vamos conseguir contemplar todas as regiões do Estado com esse serviço”, calculou. Para encerrar, o governador recordou os projetos que tem desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Aparecida de Goiânia como o Instituto Médico Legal, o Complexo Logístico e Alfandegário e o futuro Hospital do Câncer.

A solenidade
O presidente da Associação Luz da Vida, Luiz Antônio de Paula, reforçou que a Organização Social possui 18 anos de dedicação à recuperação de dependentes químicos. Ele enfatizou em seu discurso a importância de se envolver a família no processo, pois o tratamento busca essa reinserção do paciente em todos os sentidos. Luiz Antônio também afirmou ter montado uma equipe multidisciplinar altamente capacitada para o trabalho. Ao todo, 360 profissionais atuarão no centro de referência.

Foto: Léo Iran
Foto: Léo Iran

O secretário de Saúde, Leonardo Vilela (foto), explicou que o modelo terapêutico do Credeq foi desenvolvido após uma série de pesquisas e visitas feitas a outras comunidades que tratam do assunto. Foi escolhido um modelo de tratamento holístico, além do espaço para o atendimento espiritual nas mais diferentes crenças e religiões. “Fizemos também uma proposta de tratamento que acomoda o paciente em uma casa, de forma mais humana e acolhedora”, declarou. Cada um dos núcleos – adulto, adolescente e infantil – conta com casas de reabilitação e posto de enfermagem com assistência médica oferecida 24 horas.

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela, elogiou a qualidade da infraestrutura do centro e ainda se declarou satisfeito com a união de forças somadas com o poder executivo estadual para a realização de projetos dessa magnitude. Em seu discurso, Maguito chegou a quebrar o protocolo ao convidar o governador Marconi Perillo ao palco, para juntos lançarem o desafio da construção do Hospital do Câncer em Aparecida de Goiânia. “Goiás é capaz de ter um hospital do Câncer aos moldes do de Barretos. Vamos somar forças para buscar esse objetivo juntos”, conclamou o prefeito.

6F8T2448Funcionamento do Credeq
Contando com uma área construída de 10 mil metros quadrados, o Credeq de Aparecida de Goiânia, localizado na Avenida Copacabana, Setor Expansul, foi orçado em R$ 26,6 milhões, provenientes dos cofres estaduais. O custo mensal de seu funcionamento será R$ 602 mil, também vindos do governo estadual.

23-06-16-CREDEQ-GovGo-Inaug-Leoiran-53Os pacientes serão encaminhados pelos 11 Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) ou, em municípios que não disponibilizem esse serviço, pelas unidades básicas de saúde.  O público-alvo são pessoas que, voluntariamente tenham interesse em se recuperar. Logo na primeira triagem é avaliada a possibilidade do paciente ser internado na ala de desintoxicação. Esse período é compreendido em sete dias. Na sequência, ele passa a ser encaminhado para uma das casas de reabilitação dentro do próprio centro.

A unidade conta com ambulatório médico com dois consultórios, uma área de pronto atendimento com consultório médico, uma ala de desintoxicação e um posto de enfermagem. Cada uma das alas, separadas por faixa etária, conta com a mesma estrutura. No centro da unidade há uma piscina adulto e infantil, uma quadra poliesportiva, vestiários masculino e feminino, quadra de peteca e um campo de futebol.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here