Eleições na Assembleia Legislativa grupo se garante

0
2079

Uma nota divulgada nesta quinta-feira, 30, informou uma reunião ocorrida na última terça-feira, 28, quando 15 deputados decidiram formar uma chapa suprapartidária para concorrer à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Eles também resolveram apoiar o nome do deputado Mauro Carlesse (PHS) para concorrer à Presidência da casa. Além de Carlesse, o grupo é formado pelos deputados Wanderlei Barbosa (SD), Luana Ribeiro (PDT), Jorge Frederico (PSC), Olyntho Neto (PSDB), Eduardo do Dertins (PPS), Eduardo Siqueira Campos (DEM), Nilton Franco (PMDB), Júnior Evangelista (PSC), Cleiton Cardoso (PSL), Zé Roberto (PT), Amália Santana (PT), José Bonifácio (PR), Toinho Andrade (PSD) e Ricardo Ayres (PSB).

Se nenhum desses deputados mudar de posição até a eleição da Mesa Diretora, que acontece no  dia 8 de julho próximo, Mauro Carlesse será o novo presidente da Assembleia Legislativa durante o biênio 2017/18.
Entretanto, o atual presidente, deputado Osires Damaso (DEM), mantém sua disposição de disputar a reeleição. Em 2015, início da atual legislatura, Damaso valeu-se de uma articulação atribuída nos bastidores a reuniões que mantiveram um grupo de deputados trancado numa chácara para derrotar a candidatura do deputado Paulo Mourão (PT).
Nas últimas semanas ficou evidente que a reeleição de Osires Damaso à presidência da Assembleia teria dificuldades. Vários deputados já vinham manifestando nos bastidores o descontentamento com a gestão de Damaso, que cumpre seu segundo período como presidente da casa.
A nota do grupo de deputados ressalta que ainda não há decisão sobre os outros cargos da mesa. Novamente, evidencia-se a não interferência nas articulações para a decisão sobre o comando da Assembleia. Em 2015, quando o governo percebeu que a oposição ficaria com a presidência e a maioria dos cargos da mesa diretora, a eleição estava praticamente perdida e a maioria dos deputados incomunicáveis, já que estavam todos numa chácara e com os telefones “sob controle” de apenas um deles para evitar mudança de “opinião”. Ao final, o governo só conseguiu articular o comando de algumas comissões e mesmo assim sofreu com a desistência de José Bonifácio participar da Comissão de Constituição Justiça e Redação, lugar que foi ocupado por Eduardo Siqueira Campos. (Do Site Agora-TO)

Veja a íntegra da Nota

NOTA
ASSEMBLEIA UNIDA E FORTE
Os deputados estaduais Mauro Carlesse, Wanderlei Barbosa (SD), Luana Ribeiro (PDT), Jorge Frederico (PSC), Olyntho Neto (PSDB), Eduardo do Dertins (PPS), Eduardo Siqueira Campos (DEM), Nilton Franco (PMDB), Júnior Evangelista (PSC), Cleiton Cardoso (PSL), Zé Roberto (PT), Amália Santana (PT), José Bonifácio (PR), Toinho Andrade (PSD) e Ricardo Ayres (PSB), decidiram em reunião realizada nesta terça-feira, 27, a construção de uma chapa suprapartidária para a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, Biênio 2017/2018.
O grupo reitera a disposição de buscar o bem estar do estado e da população, sempre tendo a frente o debate democrático e apartidário da gestão pública, buscando o aperfeiçoamento institucional do Poder Legislativo.
Os parlamentares citados ainda definiram a unificação em torno do nome do deputado Mauro Carlesse à presidência da Casa, sendo que os demais cargos, ainda terão suas composições definidas. A deliberação também visa manter a Assembleia Legislativa unida e forte na defesa dos interesses do povo tocantinense.
Palmas, 30 de junho de 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here