Dr. Antonio parabeniza concurso de redação da Tribuna do Planalto

0
1564

O deputado estadual Dr. Antônio (PR) parabenizou e enviou ofício ao diretor-presidente da Tribuna do Planalto, Sebastião Barbosa da Silva, e à secretária Estadual de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, pela realização da 12ª edição do Concurso Goiás na Ponta do Lápis, que tem como tema “Histórias reais de combate ao Aedes”. O parlamentar destaca que o concurso visa a promoção da cidadania, tendo como alvo da proposta os alunos das escolas das redes pública e particular de ensino em todo o Estado de Goiás. Ao cumprimentar Sebastião Barbosa, Dr. Antonio parafraseou o educador e psicanalista Rubens Alves e disse. “Escolas são asas e amam os pássaros em vôo. Esse concurso proporcionou aos alunos a oportunidade de viajar em ideias e contribuir no combate de um mal tão temeroso que é o mosquito Aedes”.


“Eu quero, com esta minha palava, tranquilizar a todos. Dizer que, aqui, no governo federal, em conjunto com o governo estadual e o governo municipal, temos feito seguidas reuniões para garantir a segurança de todos aqueles que vierem para o nosso país e para o município do Rio de Janeiro”

Presidente da República em exercício, Michel Temer, divulga vídeo para “tranquilizar” turistas e atletas que irão ao Rio de Janeiro para assistir às competições e participar da Olimpíada em agosto.


Rápidas

  • Os deputados estaduais goianos apreciaram 1.409 matérias de janeiro a junho deste ano. Foram 1.050 requerimentos, 231 projetos de autoria parlamentar, quatro da Mesa Diretora e cinco de órgãos da Administração Pública Estadual.
  • Este foi o balanço oficial do primeiro semestre apresentado pela Assembleia Legislativa. O último projeto aprovado, em sessão extraordinária na quinta-feira, dia 30, foi a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2017
  • Decisão da Justiça na Bahia proíbe o Detran daquele estado de apreender veículos com o pagamento do IPVA atrasado. O veículo é considerado propriedade particular e não pode ser levado pelas autoridades por causa disso.

Sem acordo
Governador Marconi Perillo voltou a pedir, no encontro do PSDB semana passada em Goiânia, com contundência, a união dos integrantes da sua base política em torno de uma só candidatura, a de Giuseppe Vecci (PSDB). Só que Luiz Bittencourt (PTB) e Francisco Júnior (PSD não mostram disposição de refluir para beneficiar quem está com a máquina do Estado nas mãos mas permanece no mesmo patamar do que eles nas pesquisas.

Modelo eficiente
Ao participar de culto ecumêmico em celebração ao primeiro ano de funcionamento do Hugol, o governador Marconi Perillo voltou a defender a presença das Organizações Sociais (OS’s) na administração dos hospitais públicos de Goiás. “A eficiência do modelo de gestão adotado nas unidades de saúde estaduais virou referência para o País”, disse. E acrescentou: “O trabalho na área de saúde é incessante e o Governo de Goiás segue buscando excelência total no atendimento”.

Bola da vez
O PMDB continua batendo cabeça e totalmente desnorteado por causa da desistência de Iris Rezende de disputar a prefeitura de Goiânia este ano. As principais lideranças do partido no Estado buscam um nome para substituí-lo e concentram esforços na tentativa de convencer o deputado federal Daniel Vilela a aceitar o desafio. O problema é que o parlamentar trabalha projeto eleitoral visando as eleições de  2018 e uma candidatura inesperada pode comprometê-lo.

Assédio político
Com a aposentadoria do ex-prefeito Iris Rezende (PMDB), Vanderlan Cardoso, pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PSB, o agora o segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto, passou a ser assediado pelo PMDB e pela base marconista. O problema é o salto alto do homem. Vanderlan diz que vai dialogar com todas as correntes políticas, mas que não negocia apoio político em troca de cargos. Pode?

Pensando em 2018
Sem Iris Rezende na disputa pela prefeitura de Goiânia este ano, o PMDB, caso não apresente um nome competitivo, deverá ter em Gustavo Mendanha, pré-candidato a prefeito de Aparecida, o principal nome do partido com chances reais de vitória na Região Metropolitana da Capital. O partido deve apostar também nas candidaturas de Ernesto Roller, em Formosa, Adib Elias, em Catalão, e Paulo do Vale, em Rio Verde.

Inconclusivo
Prefeito Maguito Vilela assume agora a posição de principal protagonista do PMDB de Goiás com a aposentadoria de Iris Rezende. Ele chegou a alinhavar nota oficial para falar sobre o assunto, mas desistiu. À imprensa, diz que a decisão de Iris deve ser respeitada. Para ele, o PMDB pode lançar chapa própria em Goiânia, se apresentar nome competitivo, ou apoiar outro candidato, caso não tenha esse nome. Falou muito, mas não disse quase nada.

Lançamento
Deputado Marlúcio Pereira lança oficialmente nesta segunda-feira, dia 11,  sua pré-candidatura a prefeito de Aparecida pelo PSB. O evento será realizado na Chácara do Projeto Meninos dos Meus Olhos, no Setor Marista Sul, a partir das 18h30. A senadora Lúcia Vânia e o pré-candidato a prefeito por Goiânia, Vanderlan Cardoso, além de amigos famosos do mundo da música sertaneja, já confirmaram presença.

Lançamento 2
Vereador William Ludovico também já marcou o lançamento oficial da sua pré-candidatura a prefeito de Aparecida pelo PTB. Será no dia 5 de agosto. Estrela do partido por causa de sua atuação como relator na comissão do Impeachment da presidenta Dilma Rousseff na Câmara Federal, o deputado Jovair Arantes, presidente regional da sigla, participará do evento.

Briga de foiçe
A escolha do cive de Gustavo Mendanha, pré-candidato a prefeito de Aparecida pelo PMDB, eleva a  temperatura na base do prefeito Maguito Vilela e já gerou desgastes entre Adriano Montovania (PT), Veter Martins (SD) e Manoel Nascimento (DEM).

Pois é!
A investigação da Operação Lava Jato na JBS-Friboi pode envolver um deputado federal goiano do PMDB, empresa que teria dado dinheiro a Eduardo Cunha. Mas a investigação ao JBS-Friboi, que foi beneficiado com o perdão de uma dívida bilionária, pode atingir também políticos do PSDB de Goiás.

Sem dormir
Preso em Bangu Oito, no Rio de Janeiro, o contraventor Carlinhos Cachoeira é como se fosse uma caixa preta de avião. A possibilidade de delação premiada está tirando o sono de muito político badalado por aí.

Telhado de vidro
Se todas as obras federais em Goiás forem investigadas, a Polícia Federal pode jogar merda no ventilador de muitos políticos que posam de certinhos, mas que não aguentam nem a primeira investigação, aquela mais superficial.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here