Segurança pública é questão de estratégia nacional, diz Eliton

0
1204
Vice-governador e secretário de Segurança Pública, José Eliton: “Estamos iniciando uma trajetória que será longa” (J. Eurípedes)

“É importante tratar segurança pública como questão de estratégica nacional”, disse na quinta-feira, dia 7, o vice-governador e titular da SSPAP, José Eliton. Ele comentou anúncio feito pelo deputado Alexandre Baldy, segundo o qual a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), da Câmara Federal aprovou a criação do Ministério da Segurança Pública. “O seu pleito número um foi atendido”, disse ele ao se dirigir ao secretário, que lembra que defendeu essa pauta junto ao presidente em exercício, Michel Temer.

José Eliton disse que o deputado Alexandre Baldy tem uma missão muito importante na Câmara Federal: a de mobilizar os parlamentes tendo em vista rediscutir a legislação penal. “Ou o Brasil começa a repensar as leis ou nossos estados não haverão de trilhar a pacificação de maneira total como todos nós queremos”, afirma.

As declarações do vice-governador foram feitas em Anápolis, no auditório do Sesi, durante participação no I Encontro do Partido Trabalhista Nacional (PTN). O evento contou com a presença do governador Marconi Perillo, parlamentares nacionais e lideranças locais. “É importante rediscutir a legislação brasileira que tem travas muito fortes na política de segurança”, disse Eliton.

“Estamos iniciando uma trajetória que será longa”, afirma o secretário de Segurança Pública ao comentar as várias ações que sua pasta empreende no sentido de integrar forças policiais para o combate ao crime organizado. Ele destacou avanços ao citar que Goiás teve, em junho, os menores registros dos últimos quatro anos. “É preciso agir com investimentos em inteligência, tecnologia e no sistema prisional”, afirma.

“Continuaremos a trabalhar de maneira integrada com outros Estados”, disse o secretário ao citar a Operação Brasil Central Seguro, deflagrada na quinta-feira (07/07), com ações integradas entre forças policiais de sete unidades da federação que integram o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento da região: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Tocantins, Minas Gerais e Distrito Federal.

No estado, o objetivo foi cumprir mandados de prisão e de busca e de apreensão em dezenas de municípios. O trabalho de José Eliton à frente da frente a Segurança Pública em Goiás foi elogiado por todas as autoridades que antecederam seu discurso durante o encontro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here