Paulo Garcia abre 20ª edição da Frente de Trabalho

0
1268
Paulo Garcia posa para foto com funcionários da prefeitura

Servidores da Comurg e Seinfra executaram serviços de limpeza, embelezamento e infraestrutura em 10 bairros da Goiânia

O prefeito Paulo Garcia lançou na terça-feira, 19, a 20ª edição da Frente de Trabalho Ampliada, desta vez realizada na Região Leste de Goiânia. A abertura dos trabalhos ocorreu na Praça Washington, no Jardim Novo Mundo, e também foram beneficiados os setores Vila Maria Luiza, Residencial Jardim Novo Mundo Extensão, Jardim Novo Mundo II, Jardim Califórnia Industrial, Vila Romana, Vila Bandeirantes e Vila Moraes, com serviços de varrição, coleta, remoção de entulhos, pintura e recuperação de meio-fio, limpeza e troca de tampa de bueiros, manutenção da iluminação, roçagem, limpeza de córregos, praças, entre outros trabalhos. Equipes da Comurg também intensificaram a orientação e notificação aos moradores que fazem o descarte indevido de resíduos e entulhos, e mantém lotes baldios.

Mais de 200 servidores da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra) executaram os serviços. O objetivo é manter toda a região limpa e ordenada.

As ações de limpeza para a requalificação e manutenção dos espaços públicos são uma constante da prefeitura. ‘A comunidade quando percebe que nós todos estamos trabalhando com esforço e dedicação, ela também se apropria dos equipamentos públicos, que passam a ser áreas de convivência, além de se tornarem extensões de suas casas’, afirma o prefeito Paulo Garcia.

Neste mês, a Prefeitura mantém outras duas frentes de trabalho, na região Noroeste. Nove mil toneladas de entulhos foram removidas dos bairros Santos Dumont, Jardim Bonança, Vila Regina, Cândida de Moraes, 14 Bis, London Park, Novo Petrópolis, Parque Industrial Paulista, Jardim Clarissa, Residencial Barra da Tijuca, Recreio Panorama, Barravento, Jardim Fonte Nova, Finsocial, Alto do Vale, Morada do Sol, Jardim Belvedere e Residencial Mirante.

Praças
A Prefeitura, por meio da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), revitaliza várias praças da Capital. O objetivo é deixar a cidade mais arborizada, florida e ordenada. Todos os locais recebem os serviços de poda, rastelação, varrição, pintura de meio e reparos em bancos, lixeiras, brinquedos e calçadas.

Na Praça do Jardim Aruanã II, a Comurg faz a terraplanagem para plantio de grama, construção da pista de cooper, duas quadras de vôlei de areia e um campo soçaite.

No setor Finsocial, a praça localizada na Rua VF-17 com VF-6, recebe reparos nas pistas de caminhada, poda de árvores e grama e revitalização dos canteiros ornamentais.

No setor Veredas dos Buritis, a Prefeitura iniciou a construção de uma nova praça. Para a área pública de três mil metros quadrados, o projeto paisagístico contempla bancos, lixeiras e pista de cooper.

Já nas praças das Artes no Jardim Goiás, da Juventude, no Novo Horizonte, e Vicentino Filomena, no Jardim Novo Mundo, a iluminação foi toda revitalizada e houve também poda de árvores e grama.

Nas praças do Recanto do Bosque, Aruanã III, Jardim Primavera, Recreio Panorama e Nossa Senhora das Graças, na Villa Mutirão, os bancos, lixeiras e brinquedos estão sendo substituídos por novos equipamentos. A iluminação também está sendo trocada. E onde há campo de futebol, o alambrado e a iluminação estão sendo revitalizados.

No Jardim Nova Esperança, a Comurg, em parceria com a Secretaria Municipal de Infraestrutura, retomaram as obras do Parque Municipal.

De acordo com o Presidente da Companhia, Edilberto Dias, além das unidades relacionadas, o órgão executa diariamente a limpeza e manutenção de pelo menos 15 outras praças. “Queremos que a população ocupe cada vez mais os espaços públicos e a revitalização dessas áreas contribuirá significativamente para isso”, concluiu.


Parcerias

Empresários americanos querem explorar resíduos sólidos de Aparecida

Pensando em dar melhor destinação ao lixo produzido diariamente em Aparecida, a prefeitura está com projeto licitatório de concessão da exploração do passivo do Aterro Sanitário da cidade. O projeto será executado por meio de Parceria Público Privada (PPP). Na tarde de sexta-feira, dia 22, o secretário de Governo de Aparecida, Euler Morais se reuniu com financiadores norte-americanos e empresários que trabalham no ramo de beneficiamento do lixo em Senador Canedo.

“Aparecida já está com o processo licitatório em andamento, faltando apenas alguns detalhes a serem acertados no projeto, mas nossa expectativa é de lançar o editar nos próximos meses. A necessidade de se tratar o passivo do aterro sanitário de Aparecida é latente, pois produzimos hoje cerca de 400 toneladas de resíduos sólidos por mês. O Aterro acaba sendo insuficiente, já que a cidade está crescendo a cada dia e deve crescer ainda mais”, pontuou o secretário Euler Morais juntamente com o presidente da Câmara, Gustavo Mendanha.

O processo de licitação para a Concessão de Exploração dos Resíduos Sólidos de Aparecida visa conceder área de 62 mil metros quadrados ao lado do Aterro para a implantação da usina de beneficiamento do lixo por 20 anos. Em contrapartida a empresa vencedora da licitação terá que disponibilizar, sem custos para os cofres públicos, a coleta seletiva de materiais recicláveis e também a coleta de objetos como móveis e eletrodomésticos, que de lixo passarão a ser matéria prima da usina, para a fabricação da madeira sintética e do óleo combustível.

Fernando Alves é um dos sócios da Incinera Tratamento de Resíduos que atua em Senador Canedo, e que está interessada na possibilidade de fazer a parceria com Aparecida. Segundo ele, para trabalhar todo o resíduo gerado na cidade a usina terá que ter uma capacidade maior que a que atua hoje no município vizinho. “Estamos interessados na licitação e para isso trouxemos investidores americanos para conhecer nosso trabalho e a possibilidade de ampliação para outras cidades”, destaca Fernando, que estava acompanhado do ex-deputado estadual, Josias Gonzaga.

O investidor americano Robert Bailey veio acompanhado dos representantes da empresa TMO Internacional, Thiago Machado e Diogo Cipriano. Robert está há cerca de uma semana acompanhando o processo da empresa Incinera. A comitiva veio à Aparecida para observar as novas possibilidades de investimento. “Caso vença a licitação, o projeto de implantação da usina terá custo de 22 milhões de dólares, que serão investidos em um período de um ano”, sublinhou Thiago Machado.

Também participaram da reunião o diretor de Resíduos Sólidos, Regis Inácio, os secretários Ralph Vicente (Indústria e Comércio) e Ozéias Laurentino Júnior (Comunicação) e o Procurador do Município, Tarcísio dos Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here