GOIÂNIA NA PONTA DO LÁPIS Prorrogado prazo para a entrega das redações

0
1139

Estudantes terão tempo extra para se preparar para o maior concurso de escrita da cidade

Fabiola Rodrigues

Os participantes do maior concurso de redação da capital terão um maior prazo para entregar as redações. A data para a entrega do material foi prorrogada para dia 31 de agosto, que a princicio seria no próximo dia 17. O Goiânia na Ponta do Lápis este ano dá aos estudantes das escolas municipais e particulares a oportunidade de escreverem tudo sobre alimentação saudável. Com o tema “Educação alimentar: em busca de uma vida saudável”, os alunos terão tempo há mais para se preparar.
Os professores das escolas municipais da região Noroeste gostaram do alongamento do prazo. Anna Crhistina Alves, que trabalha como apoio técnico de professor nas escolas da regional municipal Maria Helena de Bretas, diz que o a preocupação do educador é explorar o tema com qualidade em sala de aula.
“A divulgação do concurso está sendo realizada nas 37 escolas da nossa região. Como acompanho os professores em sala de aula, percebo que o desejo deles vai além de levar os estudantes a participar de mais uma edição. O tempo maior de preparo proporciona mais conhecimento para os alunos”, diz Anna Crhistina.
Os estudantes começam o segundo semestre com outros dois concursos em andamento. Ter mais tempo para organizar as ideias para escrever as redações é fundamental, já que o objetivo do certame não é somente dar prêmios. Além de promover a escrita, visa também debater assuntos relevantes do dia a dia, da vida do educando.
“Promovido pela Tribuna do Planalto, o concurso tem a capacidade de articular a interdisciplinaridade escolar. Para consolidar o tema dessa edição, precisamos de tempo. Ainda bem que o teremos”, ressalta Anna Crhistina.
A professora de Português Doraney Oliveira sempre prepara seus alunos para participar do certame. Dedicação, esforço e tempo para trabalhar com os estudantes são o que garante o sucesso do educando.
“Ter um prazo maior para promover debates e discussão em sala de aula é um enorme diferencial para o resultado na escrita dos alunos. Há 16 anos tenho participado das edições e posso garantir que tempo de qualidade é decisivo para bons resultados”, afirma a professora.
Doraney Oliveira conta que durante as férias fez pesquisas e procurou assuntos sobre educação alimentar. Filmes, textos jornalísticos, artigos sevem para fomentar os debates no ambiente escolar. O período acrescentado para entregar o material contribuirá para o tema ser melhor explorado.
Envolver os estudantes para obterem conhecimento requer dedicação. E para isso acontecer precisam estar motivados, além de envolvidos emocionalmente com o assunto. A professora diz que sua experiência de 26 anos lecionando faz constatar essa realidade.


Alunos são estimulados a escrever bem

Os alunos do noturno da Escola Municipal Leonisia Naves de Almeida, localizada no Setor Morada do Sol, estão vivendo experiência de impulso para escrever as redações. A Professora de Português Doraney Oliveira está orientando grupos de estudos em sala de aula. Os alunos estão vendo filmes e fazendo rodas de debates para se sentirem envolvidos como tema do certame.
“Os estudantes estão envolvidos em outros concursos, mas já estou preparando eles para se sentirem capacitados a explorar tudo sobre educação alimentar. Desde que voltaram às aulas, já estou introduzindo material para se familiarizarem e ter facilidade ao escrever”, conta.
A professora lembra que a Tribuna do Planalto sempre traz temas de muita importância para serem discutidos no ambiente escolar. Nesse sentido o prazo a mais que foi dado para orientar os estudantes sobre o tema é primordial.
“O jornal trouxe um assunto extremamente importante para ser discutido. Além das redações fazer com que o estudante melhore a escrita, fará com que se conscientizem a buscar maneiras de melhorar a alimentação. Ter tempo a mais é nosso melhor aliado”, lembra a professora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here