Raul Filho defini vice

0
7119

Na semana que é a reta final para definição das candidaturas a prefeito e vereadores, a disputa pelo Paço Municipal avança com a definição dos vices. Raul Filho (PR) deu o melhor passo dos principais candidatos com a definição do vereador Pastor João Campos (PSC) seu vice. O atual prefeito Carlos Amastha (PSB) presenteou seus adversários ao escolher Cínthia Ribeiro (PSDB), indicada pelo senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO). O governo do Estado, capitaneado por Marcelo Miranda (PMDB), deverá a apostar suas fichas na vice-governadora Cláudia Lelis (PV) por não ter construído nomes do PMDB.

Aliás a situação do PMDB é esdrúxula porque o partido fez o governador e não trabalha para reforçar suas bases no Estado. A exceção no campo dos modebas vai para Dulce Miranda que, como os outros deputados federais, trabalha para fidelizar os eleitores de seus municípios de atuação. Aliás, segundo os bastidores, deve-se a Dulce a articulação que tirou Mauro Carlesse (PHS) da disputa por Gurupi e o colocou como presidente da Assembleia Legislativa. Enquanto os articuladores do Palácio dormiram em berço esplêndido, o PMDB ficou sem candidatos em Palmas, Araguaína, Porto Nacional e vários outros municípios importantes.

Por outro lado, Raul Filho não só reconstruiu seu nome, mas coloca-se como o mais forte oponente ao atual prefeito. Além disso, escolheu um vice que soma à sua candidatura os votos de muitos evangélicos. Além de tudo, o Pastor João Campos (PSC) pode ser também uma alternativa a encabeçar a chapa, caso a candidatura de Raul faça água, como torcem e trabalham alguns. Aliás, é bom lembrar que muita gente que hoje diz que Raul Filho não poderá se candidatar também dizia que Marcelo Miranda não poderia nem ter registrado candidatura em 2014.

Amastha por sua vez escolheu a pior vice que poderia ter (nada pessoal), já que Cínthia Ribeiro não tem a mesma penetração política que o finado senador João Ribeiro. Aliás transferência de votos é uma coisa muito complicada. Se já é difícil para os vivos transferirem votos, imaginem para quem morreu já faz um tempo considerável, politicamente falando. Fora isso, Amastha luta também contra ele mesmo, já que seu maior inimigo é o aumento exagerado no IPTU e as taxas criadas ou aumentadas, da pior forma possível: na calada da noite. Se por um lado isso reforçou o caixa da Prefeitura, possibilitando obras e até o pagamento dos direitos e benesses ao funcionalismo municipal, por outro, a população já não aguenta mais tantos impostos.

Noutras raias concorrem Sargento Aragão (PEN), Wanderlei Barbosa (SD), Luana Ribeiro (PDT), Fabiano do Vale (PRB), e vários outros que não chegarão a 0,5% de votos.

Neste final de semana o jogo começa a ser jogado de fato, porque os times terão que estar formados até sábado. Formados os times, vamos ver como jogam e quem vai levar a taça. (Do Site Agora-TO)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here