Seleções de Masters marcam volta do público ao Estádio Olímpico

0
1561
Foto: Paulo José

Inaugurado pelo governador Marconi Perillo, o Centro de Excelência do Esporte Arquiteto Eurico Godoi recebeu na noite desta segunda-feira, dia 8, sua primeira partida de futebol. A Seleção de Masters de Goiás e a Seleção Brasileira de Masters jogaram no Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira, construído do zero e entregue junto com o Laboratório de Capacitação e Pesquisa Draulas Vaz, marcando a volta do público à arena.

Milhares pessoas assistiram à partida festiva, que teve dois tempos de 35 minutos. Apesar das boas jogadas e lances de efeito, nenhuma das duas equipes conseguiu marcar gols. Na segunda etapa, o goleiro Lauro, ex-Atlético goianiense e Itumbiara, fechou o gol e garantiu o empate para o selecionado goiano, após várias finalizações da Seleção Brasileira. Final de partida, 0 x 0, com as atenções voltadas para a tietagem dos atletas e de artistas como o cantor Marrone.

Participaram do time goiano os jogadores Kléber, Wilson Goiano, Fabão, Rafael Dias, Josué, Ronildo, Alex Dias, Carlos Alberto Santos, Marrone, Marcelo Borges, Valdeir, Lauro, Uidemar, Walace, Marabá, Michel, Luiz Frazão, Guilherme, Ranielli, Guará, Felipe, Cacau, Lindomar, Matinha e Éber. Na Seleção Brasileira estavam ídolos de brilharam nos maiores estádios do Brasil e do mundo como Fábio Noronha, Paulo Roberto, Júnior Baiano, Mauro Galvão, Valber, Ronaldão, Túlio Maravilha, Amaral, Viola, Guilherme, Beto, Donizete e Paulo Sérgio.

 

Antes da partida, cronistas esportivos e jornalistas que fizeram história no Estádio Olímpico receberam uma placa em homenagem. Entre os agraciados estavam Evandro Gomes, Edson Rodrigues, Ledes Gonçalves, Jurandir Santos, Adolfo Campos, Levy de Assis, José Calazans, Jairo Rodrigues, José Carlos Lopes, Cunha Filho, Cleber Ferreira, Cesar Rezende e Manuel de Oliveira.

Construídos pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), o Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira e o Laboratório de Capacitação e Pesquisa ocupam um espaço de 33.682,02 metros quadrados e tiveram um valor de investimento de R$ 155 milhões. O Estádio e o Laboratório serão administrados por uma Organização Social, que deve ser contratada pelo Governo em no máximo 60 dias.

Complexo moderno
As obras do Centro de Excelência do Esporte ficaram paralisadas durante quatro anos e, ainda no primeiro ano de seu terceiro mandato (2011-2014), Marconi anunciou a retomada do projeto para a conclusão do complexo. Apesar da crise econômica nacional, que afetou a arrecadação dos Estados, entre eles Goiás, o governo estadual manteve as frentes de construção trabalhando.

08-08-16-oLIMPICOeSTiNAUG-lEOIRAN-6274
Foto: Goiás Agora

“O Centro de Excelência do Esporte é um grande presente para os esportistas, um presente para Goiânia, para Goiás e para o Brasil. Uma obra lindíssima, moderna e de primeiro mundo. Uma obra que renasceu no Centro de Goiânia para valorizar a área”, afirmou Marconi na inauguração na manhã desta segunda-feira, dia 8.

“Um complexo que conta com um Centro de Excelência para treinar os atletas em várias modalidades, incluindo acomodações para que os atletas possam ficar aqui; conta com um moderno Estádio Olímpico, com um ginásio e depois nós teremos um parque aquático que será a quarta e última etapa”, disse o governador.

O Governo de Goiás vai realizar a partir de agora as obras da quarta etapa do Centro de Excelência, que compreendem a construção do Parque Aquático e a reforma do Ginásio Olímpico. Marconi afirmou que está com o sentimento de dever comprido.

“Estamos resgatando todos os compromissos que fizemos nos últimos anos nas plataformas eleitorais com obras que primam pela qualidade. Fizemos de novo um estádio. Agora temos uma arena moderníssima. Estamos com o sentimento de dever comprido. A sensação de que colaboramos com a cidade. O Centro Olímpico vai valorizar Goiânia. Vai ser um cartão de visita para a cidade e é uma forma de revitalização do Centro da cidade”, disse.

O Estádio Olímpico acomoda 13,5 mil pessoas sentadas – todos os lugares possuem assento plástico. O centro abrigará alojamento para os atletas com 150 vagas para homens e 150 para mulheres, refeitório, auditório para 200 pessoas, 14 salas de aula, academia e quadras de treinamento. O local, que tem mais de 33 mil metros quadrados de área construída, recebeu investimentos de R$ 155 milhões.

*Gabinete de Imprensa do Governador

Fotos: Paulo José

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here