Maioria dos municípios goianos terá disputa entre dois candidatos este ano

0
1074

Dados da Confederação Nacional de Municípios (CNM), colhidos junto o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), indicam que no Estado Goiás 116 municípios terão disputa para prefeito entre dois concorrentes

A disputa pelas prefeituras está polarizada entre duas candidaturas em mais da metade dos municípios do País. De acordo com dados parciais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 2.620 cidades terão dois candidatos concorrendo ao cargo de prefeito e outros 1.586 municípios terão a eleição disputada entre três candidaturas. Em Goiás, 116 prefeituras serão disputadas por dois candidatos.
O levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) ainda indica que Goiás terá 80 municípios com três candidatos e 30 com até quatro. Após análise dos dados divulgados pelo TSE, o número de candidaturas varia entre 1 e 9 no estado. Dos 97 municípios brasileiros que terão apenas um candidato, quatro são de Goiás (Moiporá, Mutunópolis, São João da Paraúna e Vianópolis). Nestas cidades, o candidato que tiver a candidatura homologada e disputar a eleição já será o primeiro prefeito eleito em 2016.
De acordo com a entidade municipalista, o levantamento foi realizado com as bases de candidatos disponibilizadas pelo TSE na última segunda-feira (22). A CNM afirma que foram realizados cálculos e estatísticas levando em conta os candidatos ao cargo de prefeito, sendo que os dados serão processados e deferidos pelo TSE. As convenções partidárias ocorridas em julho definiram os candidatos a prefeito e vereadores para as eleições municipais deste ano. Foram registrados 16.297 candidatos a prefeitos.
De acordo com o presidente da Federação Goiana de Municípios (FGM) e representante da CNM na região Centro-Oeste, Divino Alexandre da Silva, as eleições municipais têm um caráter especial, uma vez que os gestores municipais estão próximos ao cotidiano da população. “É o momento em que o povo participa para a decisão política do seu município, consciente de seu papel e da importância de cobrar resultados da administração pública. Assim, todos contribuem para o desenvolvimento socioeconômico local”, avalia Divino.

Dados
Os dados apresentados pela CNM são preliminares e estão sujeitas às alterações do TSE. A entidade municipalista optou por utilizar as candidaturas deferidas ou aguardando julgamento, retirando da análise as que estão com situação indeferida, renúncias e falecimentos. Portanto, os dados podem apresentar divergências em relação aos divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here