PMDB e PSDB tentam manter hegemonia na Câmara

0
1208

Mapa eleitoral de Goiânia mostra ainda que 31 partidos lançaram candidaturas. Nanicos tem mais da metade de candidatos a vereador em comparação com as grandes legendas

Marcione Barreira, repórter de Política

Nos primeiros dias da campanha eleitoral no rádio e na televisão já será possível ver e ouvir com maior facilidade quem é quem nessas eleições. Nesses próximos dias, até 29 de setembro, a campanha já está espalhada em todas as plataformas. Em Goiânia, pediram registro junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) 729 candidatos divididos entre vereador, prefeito e vice-prfeito.
Concorrem para uma das 35 cadeiras da Câmara Municipal de Goiânia 714 candidatos. Esses concorrentes estão distribuídos entre os mais diversos partidos. No total, 31 legendas tentam ganhar espaço nessas eleições. A agremiação que lançou o maior número de candidatos foi o PTN, com 57 postulantes.
Para prefeito são sete candidatos. Esses tentam suceder o petista Paulo Garcia (PT). Na estatística divulgada pelo Tribunal Regional Eleitoral constam oito vices, entretanto isso se dá por conta da renúncia do vice de Adriana Acorsi (PT), Jerônimo Carlos (PROS), e sua substituição pelo vereador Deivison Costa (PTdoB).val adr
As coligações majoritárias ficaram assim divididas: Coligação Goiânia Vida e Paz, encabeçada pela deputada estadual Adriana Acorsi (PT) e pelo vereador Deivison Costa (PTdoB); Coligação Honestidade e Coragem, encabeçada pelo deputado federal Delegado Waldir Soares (PR) e pela ex-deputada Rose Cruvinel (PMN); a Rede Sustentabilidade vem com chapa pura (sem coligação) com o vereador Djalma Araújo na cabeça de chapa e o empresário Valmiro Batista na vice; Coligação Se a Cidade Fosse Nossa, encabeçada pelo professor Flávio Sofiati (PSOL) e pelo educador social João Pucinelli (PSOL); Coligação Renova Goiânia, composta pelo deputado estadual Francisco Jr (PSD), na cabeça de chapa, e pelo coronel Pacheco (PTB) na vice; Coligação Experiência e Confiança, liderada por Iris Rezende (PMDB), tendo na vice o deputado estadual Major Araújo (PRB); e a Coligação Uma Nova Goiânia, encabeçada pelo empresário Vanderlan Cardoso (PSB) e, na vice, o vereador Thiago Albernaz (PSDB).  pol
A coligação com maior número de partidos foi formada pela chapa que trás Vanderlan Cardoso e Thiago Albernaz. Estão juntos 12 partidos. São eles: PSB, PSC, PHS, PSL, PP, PV, PPS, PMB, PSDB, PRB, SD e PSDC. A segunda maior é a Coligação Goiânia Vida e Paz, com seis partidos: PT, PC do B, PEN, PPL, PROS e PT do B. Em seguida vem a coligação Experiência e Confiança, liderada pelo ex-prefeito Iris Rezende, também com seis partidos: PMDB, DEM, PDT, PRP, PTC e PRTB. As outras coligações, com exceção da Rede, vêm com dois partidos cada uma.
Dono do maior número de cadeiras na Câmara, cinco, o PSDB lançou 23 candidatos. O PT, que atualmente conta com um vereador, lançou 22 nomes. O PMDB, que já teve maioria, tenta ganhar terreno lançando na disputa 39 candidatos. Entre os partidos que lançaram menor número de candidatos para esta disputa estão o SD e PPL, com três, PRB, com seis, e PRTB e PDT, com sete.
Entre os que mais lançaram estão PTN, com 57, PSDC com 53, PROS com 51 e PSD com 40 candidatos a vereador.
val adr
No Estado
Nessas eleições o PSDB foi o partido que mais lançou concorrentes no Estado de Goiás. O PMDB está em segundo e em seguida o PP. Dos 246 municípios, o PSDB postulou 137 nomes para disputar as prefeituras. O PMDB tenta ganhar 115 prefeituras pelo interior, incluindo Goiânia, acapital. Já o PP concorre com 49 nomes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here