“É possível administrar para todos”

0
3263

Manoel Messias, Ronaldo Coelho e Marcione Barreira

Filha do professor e ex-prefeito de Goiânia Darci Accorsi e Lucide Sauthier, a delegada e deputada estadual Adriana Accorsi é intimamente ligada à história do PT em Goiás. Natural de Itapuranga, ela se formou em Direito e ganhou projeção após assumir a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depai), em 2003, onde permaneceu por oito anos, investigando e solucionando crimes, muitos de repercussão em todo o País. Em 2012, foi a primeira mulher a ocupar o cargo de Delegada Geral da Polícia Civil de Goiás e, logo no ano seguinte, assumiu a Secretaria Municipal de Defesa Social de Goiânia. Em 2014, voltou para os quadros da Polícia Civil e entrou na disputa por uma vaga de deputada estadual pelo PT, tendo sido a primeira candidata da legenda a ser eleita para o cargo. Na entrevista à Tribuna do Planalto, a candidata petista à Prefeitura de Goiânia afirma que a atual administração da capital, capitaneada pelo também petista Paulo Garcia, “passou por problemas pontuais já superados”. Adriana Accorsi diz que Garcia e o PT deixarão como legado inúmeras obras de infraestrutura que estão em curso.


Tribuna do Planalto – Por que a Srª deseja ser prefeita de Goiânia?
Adriana Accorsi – Quero ser prefeita de Goiânia porque como delegada de polícia tive a oportunidade de conhecer de perto as necessidades da população. Na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, por onde fiquei por quase 10 anos, lidava com as situações-limites como a falta de estrutura familiar, a pobreza e a violência que atinge a cidade. Busquei fazer o meu melhor, servir. Por outro lado, cresci vendo minha família e meu pai, Darci Accorsi, na vida pública, dedicando a cuidar das pessoas, foi o prefeito mais bem avaliado, porque provou ser possível administrar para todos, não só para o centro, ou os bairros nobres. Tudo isto fez surgir em mim o desejo de poder fazer mais pela cidade em que moro.

Como está a receptividade da população por onde a Srª tem andado?
Muito boa. Tenho andado por toda a cidade e em todos os lugares as pessoas me acolhem e demonstram esperança e confiança na minha candidatura. Existe também um grande reconhecimento pelo trabalho realizado na gestão do meu pai, e isso possibilita perceber que as pessoas sabem reconhecer o que foi feito e o que querem para a cidade, e demonstram desejo em me ver à frente da prefeitura.

Quais são propostas para a área de mobilidade urbana?
Quero concluir as obras que já estão em curso como o BRT Norte-Sul, que une Aparecida de Goiânia ao Recanto do Bosque, na região Norte da cidade; investir nos corredores exclusivos para o transporte coletivo; na construção de viadutos e pontes, nas ciclovias. Fiscalizar e monitorar o contrato com as empresas de transporte público, visando dar dignidade aos usuários, que são as maiores vítimas da precariedade do atual sistema. Além disso, aprofundar no conceito e no trabalho para pensarmos uma cidade onde exista a mobilidade humana, com calçadas estruturadas para o ir e vir, sem altos e baixos, com rampas para as pessoas com mobilidade reduzida e onde as calçadas sejam respeitadas, para uso dos pedestres e não para que comerciantes transformem os espaços em estacionamentos ou quiosques comerciais, obrigando os pedestres a irem trafegar nas ruas, correndo o risco de ser atropeladas.


“Vamos implantar linhas de transporte 24 horas”

Como resolver o problema do transporte público, que entra governo sai governo continua sem qualidade?
Primeiro fiscalizar os contratos de concessão pública no que diz respeito à quantidade e qualidade das frotas e também à pontualidade. Sem essas medidas, o que vemos é a população refém do que tem de pior em transporte público. Vamos também implantar as linhas de transporte 24 horas. Ampliar a frota, garantir mais qualidade e segurança além de tarifas mais baratas para a população que necessita do transporte coletivo.

Quais as principais propostas para a área de saúde?
Vamos construir o primeiro hospital pediátrico municipal de Goiânia, com atendimento 24 horas e UTI, funcionamento dos Cais e Ciams 24 horas, criação de unidade móvel para o atendimento de saúde prioritário nos finais de semana, nos bairros e regiões. Criação dos Centros Dias destinados ao atendimento às pessoas idosas, com equipes multidisciplinares. Construção de Unidade de Pronto Atendimento em cada região e fortalecimento do programa de saúde da família.


Como a prefeitura pode ajudar na segurança pública?
Pretendo dobrar o efetivo de viaturas e de guardas civis metropolitanos. Quero ampliar o monitoramento eletrônico 24 horas, e instalar mais mil câmeras que irão colaborar com o policiamento comunitário, numa parceria com as polícias Civil e Militar. É nossa meta também investir na iluminação pública, limpeza dos lotes baldios e combate às drogas, unindo programas de prevenção ao uso de drogas em todas as áreas. Além disso, implantar o programa Vida e Paz de cooperação de todas as áreas na gestão de riscos e defesa da cidade.

Quais suas propostas para a área de educação básica (Cmeis e ensino fundamental)?
Iremos ampliar as vagas para as escolas de tempo integral. Fazer parcerias com entidades filantrópicas para diminuir a procura de vagas nos Cmeis, em curto prazo e construir outras unidades de Cmeis ao longo da administração, para que possamos zerar o déficit existente. Investir na segurança das escolas com instalação de câmeras e uma central ligada à Guarda Civil Metropolitana. E ainda implantar serviço de telefonia celular com mensagens SMS para os pais informando sobre entrada e saída dos alunos, possibilitando maior controle e segurança sobre as crianças e alunos. Além disso, é preciso implantar um sistema informatizado, moderno, para que os pais possam acompanhar a vida escolar de seus filhos pela internet.

Como a Srª avalia a atual administração da capital?
A administração municipal passou por problemas pontuais, que hoje estão superados. Atualmente está com inúmeras obras de infraestrutura em curso que vão ficar como legado: os parques, sobretudo o parque Macambira-Anicuns, considerado o maior parque linear da América Latina, o BRT – que já citei; a restauração e revitalização da Praça Cívica, entre outras.“Pretendo dobrar o efetivo de guardas civis”


“Temos que explorar e ampliar a vocação econômica de Goiânia”P6-200

Como gerar emprego em Goiânia, já que muitos postos de serviço nas últimas décadas estão sendo criados em cidades do entorno da capital?
Goiânia é conhecida por ser uma cidade acolhedora, com excelente qualidade de vida. Os goianienses têm orgulho de sua cidade. Temos que explorar a sua vocação e ampliar os polos que aqui já existem, como o polo de confecções, dando incentivos aos empresários deste importante setor econômico. Estruturar e ampliar a rede hoteleira possibilitando a realização de congressos nas mais diferentes áreas, como o turismo religioso e os congressos médicos. Na nossa gestão, iremos também restaurar os monumentos art déco e incentivar o turismo arquitetônico, que possibilitará mais um nicho de mercado e geração de empregos. Revitalizar os mercados e áreas comerciais tradicionais, o que representará inúmeras possibilidades de resgaste cultural da cidade e também vai gerar empregos.

A Srª tem um plano para melhorar a carreira dos servidores da prefeitura?
Em primeiro lugar acredito que é fundamental a valorização do ser humano, isto significa respeitar o plano de cargos e salários que já existe; pagar os salários em dia, como já acontece. Por outro lado, promover concursos públicos para desafogar áreas tão sobrecarregadas como a saúde e a educação, entre outras. Incentivar a qualificação e atualização dos servidores concursados através da Escola para os Servidores Darci Accorsi e ainda discutir com as categorias as necessidades específicas de cada área dentro da responsabilidade e das possibilidades financeiras do município.
Como a Srª pretende conseguir recursos para implantar essas melhorias?
Primeiro temos que observar as contas do município. Verificar a arrecadação e fazer a tarefa de casa. Usar o recurso com planejamento e responsabilidade. Depois buscar parcerias com o Governo do estado e Governo federal para fazer as grandes obras, as obras estruturais que nossa cidade precisa. Além disso, dialogar com o setor empresarial da cidade. Temos empresários sedentos por colaborar com a administração, pois sabem que uma cidade bem administrada é sinônimo de bons negócios. Além disso eles tem demonstrado grande senso de cidadania e responsabilidade social, o que nos possibilita um diálogo permanente e possibilidades de parcerias em prol da nossa cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here