Ações educacionais

0
1445

Da Redação

“#Eusou+um por um trânsito+seguro!” Este é o tema do 2º Fórum de Mobilidade Urbana e Trânsito a ser realizado nos dias 16 e 17 de setembro no Centro de Convenções de Goiânia. O evento é direcionado a profissionais das áreas de saúde, trânsito e universidades interessados em participar e discutir estratégias que venham contribuir para a redução da mortalidade por acidentes. Os interessados em participar devem se inscrever pelo https://doity.com.br/2-forum-goiano-de-mobilidade-urbana-e-transito/inscricao.
Maria de Fátima Rodrigues, coordenadora do Observatório de Mobilidade e Saúde Humanas da SES-GO, diz que o tema do fórum está ligado às ações de educação de trânsito do Denatran, no bojo da Década Mundial de Ações para a Segurança do Trânsito – 2011/2020. O encontro é promovido pelo Observatório, Detran-GO e Universidade Estadual de Goiás (UEG). As palestras e os debates acontecerão no dia 16 a partir das 18 horas, e, no dia 17, das 8 às 16 horas. Entre os palestrantes estarão especialistas como Roberto Damatta, Ordeli Savedra e Cesar Urnhan.

Problema de saúde pública
A Organização Mundial de Saúde (OMS) prevê como “tolerável” em 11,1 para cada grupo de 100 mil habitantes a taxa para mortalidade por acidentes de trânsito. Em Goiás, esse índice chega a 32,67, muito superior ao indicado pelo órgão internacional. São 5.800 acidentes registrados em 2015.
Desse total tem-se o número de 4.053 acidentes com motociclistas, 821 com pedestres, 486 com motoristas de carro, 222 ciclistas e os demais com outros tipos de veículos. “Vemos com preocupação esses números e por esse motivo foi criado em 2012 o Observatório de Mobilidade e Saúde Humanas da SES-GO. O órgão vem monitorando, acompanhando e traçando caminhos para a adoção de políticas públicas e sociais para diminuir o número de acidentes no Estado”, explica Fátima. A dupla álcool e direção ainda está no topo das principais causas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here