Dias intensos da campanha

0
2357

Os últimos dias da campanha eleitoral para o primeiro turno reservam naturais preocupações políticas e tensões entre os candidatos, em Goiânia. A temporada de ataques na propaganda eleitoral de Iris Rezende (PMDB) e de Vanderlan Cardoso (PSB) define bem a polarização do processo, revelada pelas recentes pesquisas eleitorais. Agora, é com eles, e o cenário do segundo turno está montado.
A antepenúltima semana da campanha eleitoral teve um clima de reta final antecipada por causa dos resultados da pesquisa Serpes, divulgada pelo jornal O Popular, que apontou crescimento do candidato Vanderlan e queda de Waldir enquanto Iris estacionou.
O clima na campanha de Vanderlan é abastecido por pesquisas internas que apontariam uma distância menor entre ele e Iris Rezende. “Estamos no calcanhar do adversário”, disse Marconi Perillo (PSDB) em evento do partido dele e aliados para apoio ao candidato do PSD. O governador enfatizou que tem experiência com o profissionalismo das campanhas e que sempre dá muito crédito nas pesquisas de “tracking” (Pesquisas eleitorais diárias feitas por telefone).
Perillo participou do evento para gerar imagens para a propaganda eleitoral e marcar a firmeza do apoio negociado com Vanderlan junto aos seus aliados. E, também, reforçou bastante a figura de Thiago Albernaz, neto do ex-prefeito Nion Albernaz, como vice da chapa. Ele foi reconhecido pelo governador como um político diferenciado que é “uma jóia rara, um diamante”.
Se os aliados de Marconi Perillo tinham alguma dúvida, a partir do evento de apoio não restou mais justificativa para não entrar na campanha de Vanderlan Cardoso. “Em política e na vida, o que vale é a confiança”, disse ele ao se referir ao acordo feito entre o PSB e o PSDB para a prefeitura de Goiânia.
Já o candidato Iris Rezende passou a semana numa agenda com contatos diretos em comícios noturnos com o eleitor. Tem repetido, com insistência, que, se eleito, vai cumprir os quatro anos de mandato. Na Rádio Vinha, questionado sobre o assunto por um ouvinte, afirmou que a garantia que tinha para a afirmação era a própria palavra dada em entrevistas e discursos de campanha.
Na história – nos cargos executivos -, excluindo a cassação durante o primeiro mandato, Íris cumpriu, integralmente, apenas um mandato de prefeito de Goiânia, encerrado em 2008.
A campanha entra na penúltima semana com acirramento de debates sobre pesquisas eleitorais e o resultado que elas aponta – com divergências e convergências. Os indícios de continuidade no crescimento da candidatura a prefeito de Vanderlan Cardoso, as variações do candidato Iris e as quedas de Waldir ainda tendem a monopolizar o debate e, claro, acirrar os ânimos e as tensões entre os partidários dos candidatos. A temperatura vai aumentar, e muito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here