Inaugurado Posto de Atendimento do Detran

0
14340
Posto do Detran leva serviços com atendimento de qualidade à população de Luzimangues, distrito de Porto Nacional

Com o objetivo de proporcionar maior comodidade à comunidade, o governador Marcelo Miranda inaugurou, na última semana, o Posto de Atendimento do Detran de Luzimangues, distrito do município de Porto Nacional. O posto está localizado na Rodovia TO-080 e disponibiliza atendimento de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas.
Marcelo Miranda disse que o distrito de Luzimangues se tornou um polo de desenvolvimento, com uma população expressiva, sendo preciso aproximar os serviços públicos da comunidade.
“O importante é dar condições para que as pessoas possam estar mais próximas dos serviços públicos, e esse posto vai permitir condições de atendimento com qualidade aos moradores que precisarem de serviços do Detran”, afirmou o governador.
Para o presidente do Detran, coronel Eudilon Donizete, o novo posto vai proporcionar maior comodidade para a população. “Além de aproximar os serviços do Detran à comunidade de Luzimangues e adjacências, esse posto vai desafogar o atendimento das agências da Capital”, comentou.
O novo posto tem área de 97,5 m² e conta com três guichês de atendimento, coleta de biometria, registro de contrato e chefe de posto. No local, são ofertados os serviços de primeira habilitação, segunda via de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), troca definitiva da CNH, mudança de categoria da CNH, renovação de exames, alteração de dados de veículos, mudança de categoria, primeiro emplacamento, licenciamento anual, segunda via de Certificado de Registro de Veículos (CRV/CRLV), baixa/inclusão de reserva e alienação, transferência de jurisdição (Pessoa Física/Jurídica), transferência de propriedade (Pessoa Física/Jurídica), dentre outros serviços.


Educação é a base para a ressocialização de presos no Tocantins

A sociedade como um todo deve ser a principal interessada em que um preso passe pelo processo de reflexão e dê retorno positivo ao meio social fora das grades. Afinal, no Brasil, não há pena de prisão perpétua ou de morte e ele precisará retornar ao convívio social. Então, os esforços das políticas públicas voltadas aos presos e aos egressos estão bastante centrados na ressocialização.
Nesse sentido, o Tocantins é um estado que sai à frente dos demais da Federação ao instituir o Comitê Estadual de Educação em Prisões (Comep), cujos membros tomaram posse na semana passada, no auditório da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE). A cerimônia de posse contou com uma apresentação sobre os Aspectos Históricos da Educação nas Prisões do Tocantins, bem como uma exposição de peças artesanais produzidas por reeducandas do sistema penitenciário tocantinense.
O comitê foi instituído por meio da Portaria da Seciju nº 262, de 13 de julho de 2016, e publicado no Diário Oficial do Estado nº 4.666 de 20 de julho deste ano. Trata-se de um órgão colegiado, com atribuições normativas, deliberativas, mobilizadoras, fiscalizadoras, consultivas, propositivas e de acompanhamento e controle social da educação nas prisões do Estado do Tocantins.
Esse é mais um instrumento no trabalho de ressocialização que a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Diretoria de Políticas e Projetos de Educação do Sistema Prisional, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), vem desenvolvendo nas unidades penais tocantinenses no sentido de proporcionar aos detentos a educação básica, profissional, tecnológica e superior.
Atualmente, são ofertadas, pela Seduc, turmas de educação formal em 14 das 41 unidades prisionais do Estado, atendendo diretamente a um público de 365 pessoas presas. Além disso, a Seduc promove a formação continuada dos servidores da educação lotados na educação em prisões e sistema socioeducativo, fornece os materiais didáticos pedagógicos, responsabiliza-se pela remuneração dos servidores e repassa recursos para a alimentação escolar.
Para o diretor de Políticas e Projetos de Educação do Sistema Prisional, Valcelir Borges, o comitê vai de assegurar a participação da sociedade civil na construção de diretrizes educacionais e nas discussões para a efetivação das políticas educacionais previstas no Plano Estadual de Educação nas Prisões do Estado do Tocantins.
O Comitê de Educação em Prisões será composto pelos representantes titulares e suplentes dos segmentos sociais: Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça, Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Universidade Federal do Tocantins (UFT), Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO), Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE), Conselho Estadual de Educação, Diretoria Regional de Educação de Palmas, Conselho Penitenciário do Estado do Tocantins e Conselho da Comunidade na Execução Penal.


Ruraltins apoia cultivo de melancia irrigada

Na região sul do Estado, uma família de agricultores familiares, com orientação de extensionistas do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), aposta no cultivo de melancia como alternativa para diversificar a produção e gerar renda. Na Fazenda Coqueiro, distante 10 quilômetros da cidade de Cariri, o agricultor Cleves Alencar, em uma área de dez hectares, obteve cerca de 300 toneladas de melancia, na primeira lavoura plantada, com uma média de 25 toneladas por hectare.
Segundo o agricultor, utilizando o sistema de irrigação por gotejamento e seguindo todas as recomendações da assistência técnica, desde a análise do solo, adubações corretas, controle de pragas e o manejo adequado da lavoura, as expectativas foram alcançadas e o produto entra no mercado consumidor, com ótima qualidade. “Nosso produto já está sendo comercializado no interior  e na cidade de Palmas, além de Minas Gerais, na cidade de Belo Horizonte e em Parauapebas, no  Pará”, comemorou o agricultor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here