Caiado diz que eleição de Iris em Goiânia é fundamental para a oposição em 2018

0
2416
Linha Direta

Os políticos sempre participam de uma eleição já pensando na próxima. O senador Ronaldo Caiado (DEM), hoje aliado de primeira hora de Iris Rezende (PMDB), já trata a eleição do peemedebista na capital como fundamental para a vitória da oposição ao governador Marconi Perillo (PSDB) em 2018. O presidente regional do Democratas disse a líderes políticos na semana passada que a eleição de Iris será o primeiro passo para as mudanças que Goiás precisa para interromper um processo de “corrosão” na política estadual. “Tenho insistido que a eleição dele está diretamente ligada às mudanças que Goiás precisa promover em 2018”, afirmou. “Falei a todos que nos próximos dias o trabalho será ininterrupto junto às classes que tanto nos ajudaram, como os médicos, produtores rurais, a polícia. Se queremos mudar Goiás, o primeiro passo é fazer Iris prefeito”, acrescentou. O democrata também falou sobre o adversário de Iris Rezende que, lembrou, deixou a prefeitura de Senador Canedo sem crumprir suas promessas. “Em 2010 Iris tinha cumprido todas as suas metas e saiu candidato por um clamor. Já Vanderlan para se candidatar ao governo e, como o próprio Marconi lembrou, não cumpriu a maior parte de suas promessas”, disse.


“Nós não estamos pleiteando aumento. Não é hora de pensar em reajuste. Achamos que não é o momento para isso”

Presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, sobre projeto que tramita no Senado propondo reajuste de 16,38% no salário de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), teto do funcionalismo público e referência para os vencimentos do Judiciário.


Liderança confirmada
Os integrantes do Fórum de Governadores do Brasil Central declararam na sexta-feira, em Porto Velho (RO), apoio ao governador Marconi Perillo para a reeleição dele à presidência da entidade. A eleição do presidente do Fórum para 2017 vai acontecer no mês de dezembro, em Brasília (DF). Confúcio Moura, governador de Rondônia, disse que os integrantes decidiram apoiar Marconi “por seu dinamismo, capacidade de aglutinação e de deliberação”.

Alíquotas unificadas
O tema principal do Fórum do Brasil Central, em Rondônia, foi a adoção de alíquotas unificadas para facilitar o comércio entre os estados. “Sinto-me honrado e agradeço aos amigos governadores pela confiança”, disse Marconi no Twitter sobre o apoio dos colegas. E acrescentou: “Agradeço ao governador Confúcio Moura, pela hospitalidade e como presidente do Fórum vou continuar trabalhando em prol dos estados”. Só para lembrar. Marconi Perillo foi o idealizador desse Fórum de Governadores do Brasil Central.


Eleição do sucessor
Apenas quatro prefeitos de grandes cidades conseguiram eleger o sucessor já no primeiro turno. Um deles é Maguito Vilela (PMDB), prefeito de Aparecida de Goiânia. Os colegas de Maguito de Barueri (SP), Betim (MG) e Pelotas (RS) também conseguiram fazer o sucessor no primeiro turno.

Único em Goiás
Em todo o Brasil, 18 candidatos apoiados por prefeitos de grande cidades perderam a eleição no primeiro turno, 15 prefeitos conseguiram a reeleição e em 55 delas o eleitorado deixou a decisão para o segundo turno. Em Goiás, entre as grandes cidades, Maguito foi o único a eleger o sucessor, Gustavo Mendanha (PMDB).

Apoio do interior
Enquanto Vanderlan Cardoso (PSB) fecha aliança com vários partidos para o segundo turno em Goiânia, Iris Rezende busca apoio de correligionários e aliados eleitos no interior do Estado para ajudá-lo agora na capital.

Corpo e alma
Prefeito Maguito Vilela entrou de corpo e alma na campanha de Iris Rezende no segundo turno em Goiânia. Junto com Daniel Vilela, presidente regional do PMDB, ele ajuda a mobilizar aliados para eleger o correligionário.

Acelerar Goiânia
João Dória Júnior (PSDB), prefeito eleito de São Paulo, gravou mensagem de vídeo pedindo voto paraVanderlan Cardoso (PSB). “Você quer um prefeito assim para Goiânia, que vai modificar, vai melhorar a vida das pessoas, principalmente dos mais pobres e dos mais humildes? Vote Vanderlan Cardoso, número 40. Ele vai acelerar aí como estou acelerando aqui”, afirma Doria

Vai entender
Francisco Júnior (PSD) ficou chateado no primeiro turno porque foi preterido pelo grupo do governador Marconi (PSDB) na disputa pela prefeitura de Goiânia, mesmo sendo de um partido da base do governo que, quase e peso, foi apoiar Vanderlan Cardoso (PSB) que fazia oposição e criticava o governo estadual.

Pois é
Agora, no segundo turno, Francisco Júnior toma o mesmo caminho e adere a Vanderlan Cardoso, o que sugere que a base governista estava certa em escolher o candidato do PSB desde o primeiro tuno.

Cargo no governo
Mas o apoio de Francisco Júnior a Vanderlan Cardoso não teria sido apenas uma decisão pessoal do deputado por entender que o candidato do PSB é melhor do que Iris Rezende. Corre nos bastidores que ele vai assumir importante cargo no governo estadual em 2017.

Base ampliada
Vanderlan Cardoso já tinha recebido apoio da Rede Sustentabilidade e do Partido da República (PR). Depois veio apoio de Francisco Júnior e do PSD e, na sequência, da candidata a vice-prefeita na chapa do delegado Waldir (PR), Rose Cruvinel (PMN), e do deputado estadual Virmondes Cruvinel (PPS).

Na frente dos bois
Em Goiânia, mesmo antes de saber quem vai se eleger prefeito neste segundo turno, o atual presidente da Câmara Municipal, verador Anselmo Pereira (PSDB), já trabalha nos bastidores para tentar se reeleger presidente da Câmara Municipal.

Bom exemplo
Deputado Henrique Arantes (PTB), mesmo sendo da base do governo estadual, já antecipou que vai votar contra qualquer projeto que retire a gratificação por produtividade dos servidores estaduais da Saúde, em greve há 20 dias. “Faço aqui esse compromisso, de antecipar o meu voto em favor da categoria”, declarou da tribuna da Assembleia.


Rápidas

Ronaldo Caiado (DEM) representou Iris Rezende (PMDB) em sabatina na Federação da Agricultura de Goiás (Faeg).

O PROS entrou de corpo e alma na campanha de Iris Rezende para prefeito de Goiânia neste segundo turno.

Dos 25 vereadores de Aparecida Goiânia, nove são candidatos à Presidência da Casa no biênio 2017/2018.

Produtor rural Tasso Jayme disputa a presidência da Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here