Homicídios têm nova queda em setembro

0
1284
Resultado é reflexo das ações de inteligência aliadas ao trabalho ostensivo das forças policiais

Dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária apontam para a queda na maioria das modalidades de crimes

Da Redação

O Observatório da Segurança Pública da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária divulgou relatório que aponta queda na maioria das modalidades de crime.  A comparação entre setembro deste ano e o mesmo período de 2015 mostra, por exemplo, que, das 12 modalidades criminais de alta prioridade, dez apresentaram redução.
Casos de homicídio, por exemplo, tiveram queda de 8,26%. Tentativas de homicídio regrediram 22,26%. Também apresentaram redução os crimes de latrocínio (-18,75%); roubo a transeunte (-3,28%); roubo de veículos (-9,78%); roubo em comércio (-8,40%); furto de veículos (-12,7%); furto em comércio (-24,72%); furto em residências (-0,87%); e furto a transeunte (-40,64%). Estupros e roubos em residência foram os únicos que apresentaram oscilação positiva.
De acordo com o secretário em exercício de Segurança Pública e Administração Penitenciária, coronel Edson Costa Araújo, são reflexo das ações de inteligência aliadas ao trabalho ostensivo das forças policiais goianas. “Nossas forças de segurança combatem o crime com extrema dedicação. Essa redução comprova que estamos no caminho certo. As polícias goianas nos enchem de orgulho”, avalia.

Goiânia e Aparecida
Em Goiânia, o número de homicídios teve queda de 25,45%. Houve ainda redução nos casos de furtos a transeuntes (-40,37%); furtos em comércio (-33,84%); furtos de veículos (-29,77%); estupros (-28,57%); roubos de veículos (-19,91%); tentativas de homicídios (-11,94%); roubos a transeuntes (-10,45%); e furtos em residências (-8,4%). Latrocínios mantiveram-se estáveis. Únicos crimes que apresentaram oscilação positiva foram roubos ao comércio e roubos em residências.
Aparecida de Goiânia apresentou queda em todos os indicadores de criminalidade considerados como alta prioridade. Homicídios cederam 14,28%, estupros 50%, e tentativas de homicídios 26,32%. Latrocínios tiveram queda de 50%. Também apresentaram queda os crimes de roubo a transeuntes (-14,54%); roubos de veículos (-18,14%); roubos em comércios (-57,89%); roubos em residências (-46,99%); furtos de veículos (-50%); furtos em comércio (-7,69%); furtos em residências (-24,91%) e a transeuntes (-50%).

Homicídios no ano
No acumulado do ano – entre janeiro e setembro – o índice registrado em 2016 é 4,18% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado. Na Capital a queda é de 17,03%. Do mesmo modo, Aparecida de Goiânia teve retração de 17,03% nos homicídios. No Entorno do Distrito Federal, o recuo nos homicídios foi de 0,19%.


Saúde pública

Pacientes do Hugol elogiam atendimento

“Depois de quatro longos meses desde o fatídico dia em que sofri um acidente automobilístico, sinto-me confortável em deixar aqui registrado o quanto me ajudaram a vencer cada degrau que deparei depois de ter renascido. O que, para mim, é sinal de que cumprem brilhantemente a missão da excelência no atendimento”, relata Stella Cirqueira Batista. Esse é um dos trechos dos vários elogios registrados na Serviço de Atendimento ao Usuário/Ouvidoria do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol).
Para valorizar a atuação dos colaboradores que atendem os pacientes com qualidade, humanização e segurança, o hospital promoveu na quinta-feira, dia 13, 5ª edição do Café com Elogios, evento dedicado a homenagear os colaboradores e setores que foram elogiados pelos usuários (pacientes, acompanhantes e visitantes). Cerca de 200 colaboradores foram citados nominalmente nos Cartões Elogio.
O ouvidor da Secretaria da Saúde de Goiás, Hardwicken Miranda Vargas, prestigiou o evento e ressaltou que “esses elogios são sentimentos expressados pelas pessoas em gratidão por serem bem atendidas e isso não tem preço. Vocês [profissionais] vão perceber o valor que cada cartão elogio tem ao ver nos olhos das pessoas quando elas saem felizes pelo atendimento”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here