Garantidos recursos para obras de Itegos

0
1676
Os Itegos integram a Rede Pública Estadual de Educação Profissional (Rede Itego)

Governo federal garante liberação dos R$ 20 milhões necessários para a conclusão das obras de construção e expansão de sete Institutos Tecnológicos (Itegos) e unidades de capacitação profissional em Goiás
O governador Marconi Perillo assegurou junto ao governo federal a liberação dos R$ 20 milhões necessários para a conclusão das obras de construção e expansão de sete Institutos Tecnológicos (Itegos) e unidades de capacitação profissional em Goiás. As unidades são construídas com contrapartida estadual, que já foi liberada, e os primeiros R$ 10 milhões da participação federal serão liberados nos próximos dias.
Os recursos restantes serão repassados pelo fundo no ano que vem. Estão em construção cinco novas unidades, a expansão do Itego de Catalão e a construção de unidade de capacitação de Piracanjuba.
As obras são referentes aos Itegos José Luiz Bittencourt, em Goiânia; Roberto Civita, em Aparecida de Goiânia; Itego Paulo Renato Souza, em Valparaíso; Sarah Kubitschek de Oliveira, em Santo Antônio do Descoberto; Itego Raul Brandão de Castro, em Mineiros; expansão do Itego Aguinaldo de Campos Netto, em Catalão; e o Centro de Ensino Profissionalizante (CEP) de Piracanjuba.
Os Itegos integram a Rede Pública Estadual de Educação Profissional (Rede Itego), cujo objetivo é impulsionar o setor produtivo goiano em todas as regiões do Estado.
Além dos institutos tecnológicos, a Rede Itego é constituída também por 60 colégios tecnológicos, os Cotecs, que têm como missão principal atender os arranjos produtivos locais (APLs) com capacitação profissional, prestação de serviços tecnológicos e ações de inovação. Itegos e Cotecs são vinculados à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED) por meio da Superintendência Executiva de Ciência e Tecnologia.
Os municípios que possuem unidades da Rede Itego são: Goiânia (três unidades), Catalão (duas unidades), Anápolis, Caiapônia, Ceres, Cristalina, Goianésia, Goiás, Goiatuba, Piranhas, Porangatu, Santa Helena de Goiás e Uruana.
A unidade com execução de obra é de Santo Antônio do Descoberto. Com investimento total de R$ 8,9 milhões, 92% da obra já foram executados. O valor efetuado totaliza R$ 6,9 milhões. A previsão de inauguração é para este ano. Em situação semelhante está a Escola Padrão MEC/FNDE – Itego Aguinaldo de Campos Netto, localizada em Catalão. O valor total da obra foi orçado em R$ 591 mil, sendo que 98% das obras já foram executadas.
Com 83% das obras concluídas, o Itego Roberto Civita, em Aparecida de Goiânia tem recursos previstos de R$ 8,5 milhões. Em Goiânia, a Escola Padrão MEC/FNDE – Itego José Bittencourt está com 79% do complexo já executado e terá recebido, ao fim da obra, investimentos totais de R$ 8,9 milhões.
Outra unidade em estágio avançado é o Itego Raul Brandão de Castro, localizada em Mineiros. Com investimentos totais previstos de R$ 9,1 milhões, a obra está com 61% da estrutura concluída.
Em Valparaíso, o Itego Paulo Renato Souza receberá ao final investimento de R$ 8,1 milhões. Já foram executados 27% da obra. Em Piracanjuba, o Centro de Ensino Profissionalizante (CEP) possui previsão de recursos da ordem de R$ 390 mil e já teve 25% da estrutura concluída.


Prefeitura promove entrega de escrituras no Residencial Goiânia Viva

Mais de 200 famílias receberam escrituras gratuitas
Mais de 200 famílias receberam escrituras gratuitas

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), promoveu na noite de quinta-feira, dia 27, a segunda etapa de assinatura de 200 contratos de doação de imóveis com valor de escritura pública do Residencial Goiânia Viva. A solenidade aconteceu na Associação Renascer.
De acordo com o secretário de Planejamento Urbano e Habitação, Sebastião Juruna, a ação é resultado do trabalho que pasta vem desenvolvendo para regularizar bairros da Capital, beneficiando as famílias com a escrituração dos seus imóveis. “Em agosto nós realizamos a entrega de 500 contratos no Goiânia Viva e dessa vez serão mais 200”, destaca o secretário.
“Há muitos anos a prefeitura tem uma política de habitação. Estamos resgatando compromissos que foram firmados com a população, intervindo em loteamentos particulares, aprovando decretos, enviando para registro e entregando as escrituras para os respectivos proprietários”, diz Juruna.
O resultado positivo também é possível graças a uma parceria entre Prefeitura de Goiânia e cartórios. Após as assinaturas do prefeito e do procurador é a vez dos proprietários. “Vamos até o setor com os cartórios. Com isso, as famílias assinam contratos na presença do tabelião que possuem valor de escritura pública”, explica o secretário.
“Promover a regularização desses imóveis é trazer dignidade às famílias. Esses moradores possuem os imóveis, mas não a segurança legal da sua propriedade e queremos garantir isso. Só é dono quem possui a comprovação legal, no caso a escritura do imóvel, e é isso que queremos garantir a essas famílias”, ressalta Juruna.
O titular da pasta revela que foi montada uma comissão de regularização fundiária apenas com servidores efetivos: “Até o fim do ano iremos regularizar cerca de 150 loteamentos e áreas da Capital e beneficiaremos mais de 30 mil famílias com a regularização e escrituração dos seus imóveis”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here