Idosos têm atendimento especial na rede municipal

0
3107
Aurora Maria de Jesus tem 83 anos e se esforça nas atividades da escola

Além do letramento, atividades voltadas à faixa etária estimulam a socialização e resgatam as memórias

Daniela Rezende

A Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) de Goiânia recebe todos os anos em suas turmas de Educação de Adolescentes, Jovens e Adultos (Eaja) cerca de 400 pessoas idosas com idade acima de 60 anos. Matriculados em 62 escolas e turmas de extensão espalhadas pela Capital, esses alunos são motivados a retomar os estudos e recebem atendimento diferenciado que visa além do letramento, fortalecer a socialização e valorizar as tradições.
Integrando os direitos da pessoa idosa, a Educação colabora para aprendizagem desses educandos como é o caso da aluna Aurora Maria de Jesus, que cursa o primeiro ano do ensino fundamental, na Escola Municipal Vicente Rodrigues do Prado, no Parque dos Amendoeiras. Com 83 anos e diagnosticada com Alzheimer, a educanda tem dificuldades de memorização, o que não a impede de se esforçar nas atividades da sala de aula.
Isabel Rosa dos Santos foi quem matriculou a mãe Aurora na escola.
“O sonho de minha mãe é aprender a ler e em algum momento ficava magoada por não ter estudado na época certa. Para os médicos quanto mais ela se exercitar e interagir com outras pessoas, a chance de retardar os sintomas, como os esquecimentos, são maiores. Na última consulta, o médico ficou surpreso com sua disposição e melhora e atribuiu esse avanço a sala de aula”, conta a filha.
“Além disso, quanto mais carinho e atenção ela receber, os sintomas são amenizados. O cuidado que os professores e outros alunos têm com a minha mãe só ajuda em sua recuperação. A convivência com o ambiente escolar a deixa mais calma e dormindo melhor. Aos poucos, ela tem vencido barreiras que pareciam impossíveis. Sua satisfação, empenho e força de vontade são surpreendentes”, acrescenta Izabel.

Tratamento prioritário e específico

Além do atendimento nas escolas, os idosos têm atendimento prioritário e específico nas turmas de extensão. São oito locais de Goiânia: Centro de Convivência dos Idosos (Jardim Novo Mundo), Comunidade Santa Luzia, Casa do Idoso (Vila Mutirão), Associação dos Idosos do Brasil (Setor Aeroporto), Associação de Bairros do Bairro Feliz, Associação dos Idosos (Jardim Balneário Meia Ponte), Centro de Trabalho Comunitário (Setor Progresso) e Residência Terapêutica (Jardim Petropólis).
Com horários diferenciados, cada turma possui em média 15 alunos, cujo atendimento é feito nos turnos matutino e vespertino por um pedagogo e um professor de educação física.
“Uma das frentes de organização da Eaja é o atendimento aos idosos que vai além do processo de escolarização. O objetivo também é promover a socialização, estimular momentos com a família, resgatar as memórias, entre outras ações”, ressalta Márcia Melo, coordenadora da Gerência de Educação de Adolescentes, Jovens e Adultos (Geaja) da SME.
Matrículas
As vagas na Eaja são oferecidas para pessoas com idade acima de 15 anos, que não concluíram o Ensino Fundamental na idade regular. As matrículas podem ser feitas em qualquer época do ano no portal da Prefeitura de Goiânia www.goiania.go.gov.br. Mais informações pelo telefone 3524-8923.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here