Uma nova forma de compartilhar

0
1874
Publicitário Guilherme Margonari formou equipe para colocar em prática aplicativo interativo

Publicitário goiano cria aplicativo para torneio mundial de fotografia, cujas fotos  competem em torneios online por meio da ferramenta

Yago Sales

Não é difícil se deparar com alguém apontando a câmera do Smartphone para algum objeto ou para situações do cotidiano e, logo depois, compartilhar em uma rede social. É uma tendência em todo o mundo que não exclui classe social, já que basta um celular com acesso à internet. As fotos postadas costumam agradar ou não e podem ser curtidas e compartilhadas.
O publicitário Guilherme Margonari, percebendo essa febre, não perdeu tempo: colocou em prática um aplicativo interativo, cujas fotos passariam a competir em torneios online por meio da ferramenta.
Para colocar a ideia em prática, Guilherme formou uma equipe, com pessoas que detinham o conhecimento técnico. “Cometi muitos erros, mas aprendi muito e fui me capacitando. Hoje somos uma equipe de alto desempenho e me orgulho muito de todos os envolvidos no projeto”, avalia Guilherme.
A equipe conta com dois sócios da Logics Tecnologia, Romeu Godoi, 33 anos (desenvolvedor e especialista em IOS) e Bruno Frederico Trindade, 33 anos, (analista e programador de Sistemas Web e Mobile), além de Adriano Afonso Toccafondo, 29 anos, (publicitário) e Murilo Aires, 24 anos, (engenheiro de software).
Depois de um ano e dois meses de desenvolvimento, a primeira versão teste do aplicativo alcançou o App Store em abril deste ano. Logo que ficou disponível, foi classificado entre os “Melhores Novos Apps”, passando para os “Apps Novos Que Amamos” na semana seguinte. Por 15 dias, foi um dos aplicativos mais destacados.
A recompensa para os vencedores, que vão precisar de medalhas e figurar entre os melhor de sua categoria, renderá uma moldura de campeão no Instagram. Isso é uma prova de que o aplicativo não é um concorrente de um dos aplicativos mais baixados em todo o mundo, com foco voltado à fotografia. “Como gamificação da fotografia somos concorrentes indiretos deles, mas antes disso somos uma plataforma que interage e soma porque quando você ganha um torneio no QillQ pode compartilhar a foto vencedora com uma moldura de campeã no próprio Instagram”, afirma.
Os usuários aprovam. Guilherme Margonari, por exemplo, reconhece que o aplicativo traz uma proposta diferente, mas observa: “Leva um pouco de tempo para acostumar, mas depois de entender o app, a experiência de se divertir publicando é muito legal”.
Murilo Aires conta, no espaço de avaliações do aplicativo, que não gostava de fotografar. “Agora, quando menos percebo, estou fotografando tudo”, afirma.
Felipe Miguel dos Santos, 22 anos, estuda o 5° período de Análise e Desenvolvimento de Sistemas em Goiânia. Para ele, o desenvolvimento de software é essencial para melhorar as relações das pessoas com as tecnologias. “Baixei o app para acompanhar tanto o trabalho dos goianos, quanto para compartilhar minhas próprias fotos”, disse. “Eu quero ser um desenvolvedor web e mobile e sempre acompanho o trabalho de desenvolvedores em todo o mundo”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here