Assembleia, Sebrae e Governo promovem encontro com prefeitos

0
1804
Prefeitos participaram de encontro no Plenário Getulino Artiaga, na Assembleia Legislativa

Evento teve como objetivo estimular e apoiar os prefeitos eleitos para o fomento de atividades empreendedoras e geradoras de renda em suas cidades

O presidente da Assembleia, deputado Helio de Sousa (PSDB) abriu, em sessão especial, na tarde de quinta-feira, dia 24, no Plenário Getulino Artiaga, o I° Encontro Estadual de Prefeitos pelo Desenvolvimento Econômico e Social dos Municípios. O evento foi uma promoção do Sebrae-Goiás, em parceria com a Assembleia Legislativa e teve como objetivo estimular e apoiar os prefeitos eleitos para o incremento e fomento de atividades empreendedoras e geradoras de renda em suas cidades.
Helio de Sousa destacou a necessidade dos prefeitos eleitos de se prepararem para assumir a gestão de seus municípios a partir de 1º de janeiro do ano que vem. Ele ressaltou que o cenário de crise gera indefinição e impõe aos futuros prefeitos maior capacidade e preparo para superar as dificuldades financeiras e atender as expectativas e promessas de campanha feitas à população municipal.
“Ao ser procurado pelo presidente do Sebrae, doutor Igor Montenegro, eu vi nessa parceria uma oportunidade de contribuir para o debate com os municípios. Apesar da realidade dos municípios ser difícil, nós devemos buscar alternativas. Para administrar, a prefeitura é preciso ter criatividade e buscar caminhos”, apontou o parlamentar.

Prefeitos
O prefeito de Sanclerlândia, Itamar Leão (PSDB), que vai para o seu terceiro mandato, considerou o encontro de grande importância especialmente para os prefeitos que vão assumir mandatos pela primeira vez. Itamar elogiou a iniciativa da Assembleia do Sebrae Goiás, por colaborar com os gestores municipais na difícil missão de realizar uma administração eficiente e promovendo a economia local.
O prefeito eleito de São Miguel do Araguaia, Nélio Cunha (PSDB), é um estreante na gestão municipal e vai administrar uma cidade com poucos recursos, com sérios problemas de desemprego e graves problemas na área da saúde pública. Ele veio ao encontro com a expectativa de receber informações sobre como fazer parcerias com o Sebrae/GO e com os governos Estadual e Federal para acelerar a economia local.
Já Paulo Sergio de Rezende, o Paulinho (DEM), reeleito em Hidrolândia, destacou que os prefeitos precisam se unir, cada vez mais, se aprimorarem e lutarem pelos municípios. “É muito importante estarmos aqui na Assembleia para discutir o futuro dos municípios goianos e as dificuldades que temos vivido à frente das prefeituras. Precisamos nos tornar cada vez mais fortes para que tenhamos condições de representar os nossos municípios e levar aos cidadãos aquilo que eles desejam. Estaremos sempre presentes em todos os eventos que possam nos beneficiar e trazer conhecimento”, enfatizou.
O diretor superintendente do Sebrae, Igor Montenegro, ressaltou a importância dos prefeitos valorizarem as pequenas empresas instaladas em seus municípios. “A maioria dos prefeitos sonha com a atração de um grande empreendimento em seu município. Mas a grande realidade é que os grandes investimentos vão acontecer em pouquíssimos municípios. 98% das empresas no Brasil são pequenos negócios, que unidos são maiores que um grande empreendimento e geram um quarto do PIB brasileiro. Por isto podem ser mais importantes. Valorizar pequenos negócios pode ser muito mais importante do que atrair os grandes”, explicou.
De acordo com o superintendente, a longevidade dos Pequenos Negócios no Brasil está crescendo. As últimas estatísticas são de que 75% sobrevivem ao segundo ano de existência. “Estas empresas respondem por 52% dos empregos no Brasil, mas nos pequenos municípios esta estatística chega a 100%”, disse.
Montenegro explicou ainda que o Sebrae pode ir a qualquer município, mesmo onde não existe uma agência do órgão, basta que seja oferecido um local para a instalação da sala do empreendedor. “A coisa mais importante que um prefeito pode fazer

AGM
À frente da administração municipal de Bom Jardim de Goiás há quase 8 anos, o presidente da Associação Goiana dos Municípios (AGM), Cleudes Bernardes da Costa (PSDB), compartilhou experiências com os presentes. “Nos cabe a responsabilidade de sermos otimistas para estimular que nossa população seja empreendedora e saiba detectar quais são os arranjos produtivos de nossas cidades”, alertou o presidente da AGM.
Cleudes Baré também convidou os prefeitos e futuros prefeitos a participarem da AGM, contribuindo para ampliar a força do movimento municipalista. “Os senhores e senhoras estão diante de grandes desafios e surpresas desagradáveis. Escolham governar no princípio da lei e para a coletividade. Entendam o orçamento de seus municípios em sua complexidade. A AGM está à disposição de vocês para colaborar e orientar em tudo que for necessário”, aconselhou o presidente da Associação.

FGM
O prefeito de Panamá e presidente da Federação Goiana dos Municípios (FGM), Divino Alexandre da Silva, destacou as dificuldades que os municípios enfrentam, no momento, devido à crise enfrentada pelo País. “É a crise na economia, a recessão, o PIB negativo. Tudo isso reflete na base, que é o cidadão. Agora temos também a discussão da PEC 55, que limita gastos no setor público. O Brasil vai ser o grande prejudicado”, salientou.
Divino destacou ainda, que devido à falta de dinheiro os gestores não conseguem administrar os municípios e por isto a importância de estabelecer parcerias com órgãos como o Sebrae buscar alternativas viáveis como os consórcios públicos. “Um caminhão pode ser compartilhado por três ou quatro municípios. A gestão compartilhada é uma saída para enfrentar a crise”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here