Vencedores festejam vitória no concurso

0
408
Desta vez somente as meninas chegaram à grande final e conquistaram as melhores colocações da 17ª edição do concurso

Etapa final do certame contou só com alunas, que receberam prêmios como notebooks, Tvs, smartphones, medalhas e certificados do primeiro, segundo e terceiro lugar
Fabiola Rodrigues

O concurso de Redação Goiânia na Ponta do Lápis teve sua 17ª edição encerrada no último dia 22, no Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro. Cerca de 250 pessoas entre pais, professores e estudantes estiveram presentes na solenidade de entrega das premiações. Este ano mais de 82 mil redações foram elaboradas pelos alunos e na fase final 15 alunas concorreram nas cinco diferentes categorias do certame.
Desta vez somente as meninas chegaram à grande final e conquistaram as melhores colocações do primeiro, segundo e terceiro lugar. A abertura do evento contou com linda apresentação de contação de histórias de Alexandre, Chiclete e Omelete.
Realizado anualmente pela Tribuna do Planalto, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) e escolas da rede particular de ensino de Goiânia, o concurso premiou as finalistas com bolsas de estudo, notebooks para os primeiros lugares de cada categoria; quem ficou na segunda colocação faturou TVs e as alunas que ficaram em terceiro lugar ganharam smatphones, além de todas as 15 alunas finalistas ganharem certificados e medalhas. A recompensa dos ótimos trabalhos que foram produzidos só reforça os objetivos do certame, que é o de promover formação de consciência, desenvolvimento da criatividade e domínio da língua e também ajudar a construir uma sociedade mais fraterna.
O tema deste ano levou os alunos a aprenderem tudo sobre como se alimentar de maneira correta, por meio do tema “Educação Alimentar: em busca de uma vida saudável”. As alunas vencedoras do primeiro lugar de cada categoria conversaram com a Tribuna do Planalto, após receber os prêmios e contam suas trajetórias e satisfações de terem vencido na final.
A vencedora da categoria A, que são os alunos do 4º ao 6º ano da rede municipal, foi Mariana Rodrigues, que estuda na Escola Municipal Agripina Teixeira Magalhaes, localizada no Jardim Diamantina. Ela conta que o concurso contribuiu para que ela melhorasse os seus textos.
“É muito importante ganhar esse prêmio porque é um incentivo para as práticas de leitura e escrita. Li bastante material sobre o assunto para redigir um ótimo trabalho. Estou muito feliz com o resultado de ter ganhado em primeiro lugar”, conta, emocionada, a aluna.

A estudante que venceu a categoria B, que cota com com os alunos do 7º ao 9º ano da rede municipal, foi Gabriela Callegaris, da Escola Municipal Dalisia Elizabeth Martins Doles, localizada no Setor Goiânia 2. Ela comemorou a conquista com sentimento de alegria a mais, pois o ano passado disputou a mesma categoria e ficou em segundo lugar.
“Fiquei emocionada e feliz, não esperava a primeira colocação. Claro que as expectativas são muitas, mas quando nosso nome é divulgado a sensação é incrível. Agradeço minha professora, que me ajudou a pesquisar, ler e interpretar vários textos. Os resultados vieram. No último ano, quase ganhei a primeira colocação e desta vez tive a oportunidade de me surpreender mais ainda”, diz Gabriela Callegaris.
Na categoria C, em que estão os alunos da Educação de Jovens e Adultos (Eaja), a vencedora do primeiro lugar foi Maria das Graças, da Escola Municipal Pedro Círiaco de Oliveira, localizada na Vila Concórdia. Ela contou à Tribuna do Planalto que o concurso ajudou no desenvolvimento de seus trabalhos escolares, principalmente na escrita.
“É uma emoção indescritível vencer. Só de estar entre os melhores finalistas é muito bom, mas ganhar em primeiro lugar não tem palavras que expressem tamanha alegria. Estudei bastante para conseguir produzir um bom material. Valeu a pena cada esforço”, relata, muito emocionada, Maria das Graças.
Na categoria D, alunos do 4º ao 9º ano das escolas particulares, quem venceu foi Angélica Almeida, da Escola Guilherme Ramos, localizada no Jardim Novo Mundo. Ela diz que não teve nenhuma dificuldade de produzir o texto, por gostar de ler e escrever.
“Estou bem feliz de ter sido selecionada como a melhor da minha categoria. Já havia ficado emocionada quando me escolheram na escola. Vencer em primeiro lugar é maravilhoso e indescritível. Fiz pesquisas sobre o tema, mas não achei difícil e nem tive dificuldade porque gosto de estudar”, diz.
N categoria E, formada por alunos do Ensino Médio da rede particular, a vencedora foi Yasmim Adorno, do Colégio WR, localizado no Setor Bueno. Ela conta que recebeu muita motivação e empenho dos professores para fazer a redação.
“Tinha esperança de ganhar em primeiro lugar e consegui. Fiquei muito feliz e alegre com o prêmio. Na escola onde estudo, sempre recebemos orientações sobre como redigir boas redações e, como gosto muito, tudo cooperou para meu bom desempenho”, disse, emocionada, a aluna após a premiação.


Estreantes, professora e aluna são premiadas

Nesta 17ª edição os alunos da Escola Municipal Agripina Teixeira Magalhães, localizada no Jardim Diamantina, participaram pela primeira vez do Goiânia na Ponta do Lápis. E, para a alegria de todos a aluna Mariana Rodrigues ficou em primeiro lugar da categoria A. A professora de Português Anne Sullivam, que ministra aulas para ela, conta que a experiência de participar do concurso foi gratificante.
“É a primeira vez que os alunos participam desse concurso de redação e tivemos ótimos resultados, como exemplo o da Mariana Rodrigues, que se dedicou ao máximo e conseguiu a melhor posição da sua categoria. Gostei muito da experiência de ajudar os alunos e eles mostraram interesse e empenho na produção do material”, diz a professora.
O concurso, em sua fase final, além de premiar os três finalistas das categorias, também dá um notebook para o professor orientador do aluno que ficou em primeiro lugar de cada categoria. E foi o que aconteceu com Anne Sulivam, que levou o prêmio para casa.
“As premiações motivam os alunos e a nós também. Reconhecer o trabalho dos educadores é fundamental para que eles sejam os primeiros a estimular os estudantes no ambiente escolar. Já estamos aguardando com expectativa para participar no próximo ano”, expressa, feliz, Anna Sulivam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here