Prefeitura tem 10 dias para decidir sobre alvará da SaferTaxi

0
2456
Novo Aeroporto de Goiânia

Yago Sales

Depois de cinco meses sem dar respostas ao pedido de alvará de funcionamento para a SaferTaxi, o juiz Élcio Vicente Silva, da 3ª Vara da Fazenda Pública Estadual da Comarca de Goiânia, estipulou prazo de 10 dias para a prefeitura permitir, ou não, a atuação da empresa no Aeroporto Santa Genoveva, na Capital. A SaferTaxi atua no ramo do transporte de passageiros em aeroportos e possui frota própria, a exemplo do Uber, serviço de motoristas particulares que tem gerado atrito com os taxistas de Goiânia.

Intermediadora de Transporte de Táxi, a SaferTaxi tem contrato de 11 anos firmado com a Socicam Administração Projetos e Representação Ltda, que administra e tem o direito à exploração das unidades comercial no terminal de passageiros do Santa Genoveva.  “Agora falta o alvará”, disse à Tribuna do Planalto, o advogado da empresa, Leonardo Ranña.

“A prefeitura fica fazendo novas exigências e, por isso, impetrou-se o mandato de segurança. A prefeitura ao ficar com um processo por quase cinco meses sem decidi-lo definitivamente, seja pela expedição do alvará, seja pela negativa, desobedece ao princípio da eficiência que deve ser observado pela administração pública”, explica Leonardo.

“Todas as exigências foram atendidas, inclusive as que constam no site da prefeitura. Toda vez que cumprimos, ela aparece com uma nova exigência. Muitas que nem consta na própria lei. Não sabemos a motivação. Tudo indica que cooperativas de táxis tentam criar obstáculos. É só uma desconfiança”, acredita.

Quando o passageiro desembarca no aeroporto, o serviço oferecido pela SaferTaxi ajuda o passageiro a fazer o pagamento prévio em uma máquina de caixa eletrônico que calcula a corrida. O serviço, já desempenhado em outras cidades como  no Rio de Janeiro e Brasília, onde a operação é realiza no Aeroporto Juscelino Kubitschek (Aeroporto Internacional de Brasília), traz uma inovação do ponto de vista tecnológico. Em Goiânia, por sua vez, outros serviços do mesmo molde, como a “99Taxi” e a “Easy Taxi”, utilizam a tecnologia como intermédio entre consumidor e o taxista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here