Material escolar tem aumento médio de 9,28%

0
1989

Todo início de ano a lista do material escolar representa uma despesa pesada, e este ano o material registrou um aumento médio de 9,28% conforme aponta pesquisa feita pelo Procon. Os técnicos pesquisaram preços de 96 itens em 13 papelarias de Goiânia com o objetivo de auxiliar o consumidor na busca pelo menor preço. Eles encontraram variação de preços de até 330,43% em produtos idênticos. Um alerta do órgão é que o consumidor que optar por uma marca tradicional pode pagar até 171% a mais.

Além das informações de variação entre menor e maior preços e variações de aumento nos últimos 12 meses, o Procon também orienta o consumidor a respeito dos abusos praticados por algumas instituições de ensino, como a inclusão de produtos proibidos na lista, e ainda oferece uma série de dicas ao consumidor visando economia na compra e evitando dor de cabeça futura.

Produtos idênticos podem variar até 330,43%
Para esse tipo de análise, o Procon Goiás compara produtos idênticos, ou seja, mesma marca e mesmo modelo, para que o consumidor perceba que, mesmo se tratando do mesmo produto, a variação de preço é muito grande.

A maior variação para produtos idênticos verificado pelo órgão foi na lapiseira de 7mm – Polly Teen da Faber Castell. Nesse produto o menor preço encontrado foi de R$ 2,30 enquanto o maior chegou a R$ 9,90, variação de 330,43%.

Veja algumas dicas do Procon:

Sempre que possível, o consumidor deve avaliar e comparar preços considerando marcas diferentes. Contudo, deve ter em mente que produtos com marcas menos conhecidas não são, necessariamente, de qualidade inferior. Essa equação de preço e qualidade deve sempre estar na balança na hora da compra. Substituir as marcas em alguns produtos é uma dica do Procon, mas avaliando sempre o melhor custo/benefício.

Para se ter uma ideia, uma caixa com 12 lápis de cor grandes da Faber Castell está custando, em média, R$ 14,24, enquanto o mesmo produto, com as mesmas especificações, de outra marca, custa em média R$ 5,24. Se optar pela marca mais conhecida, o consumidor vai ter um acréscimo de 171,75% no preço do produto.

Outro exemplo é a caneta hidrocor ponta grossa Jumbo – com 12 unidades. O preço médio da marca Faber Castell é R$ 37,42, enquanto o preço médio de outra marca é R$ 15,69. Uma diferença de 138,49%.

Fracionamento da compra em outras papelarias
Além da pesquisa de preço, essencial para a compra de qualquer tipo de produto, o ideal é selecionar pelo menos três papelarias próximas e fazer a pesquisa de preços. Após a pesquisa, comprar entre os três estabelecimentos somente os produtos que estão mais baratos. Segundo o Procon, cinco das 13 papelarias visitadas estão estabelecidas no Centro de Goiânia.

Abusos em itens da lista

O valor da mensalidade cobrada pela escola é definido a partir da planilha de custos, que inclui todas as despesas de custeio, ou seja, os materiais de uso coletivo como materiais de limpeza, materiais de expediente. Dessa forma, quando a escola inclui alguns desses itens de uso coletivo e que não será utilizado no processo didático pedagógico, configura prática abusiva por onerar excessivamente o consumidor.

O Procon recomenda que quando surgir dúvida sobre algum item, o consumidor questione junto à escola para qual finalidade será utilizado. Caso seja um item de uso coletivo, sem influenciar no processo didático pedagógico, simplesmente ignore. Se houver a exigência da escola para a aquisição, esta prática deverá ser denunciada.

A escola também não pode exigir marca, modelo ou determinar o local da compra. Cabe aos pais adquirirem os produtos nos estabelecimentos de sua preferência e os produtos que irão gerar maior economia.

material_escolar_fundii

Dicas para economizar

Solicite junto à escola uma lista dos materiais que restaram do ano letivo anterior e avalie a possibilidade de reaproveitá-los como tesouras, caixa de lápis de cor e canetas, antes de ir às compras.

Saiba que o consumidor pode adquirir, a princípio, somente os produtos que serão utilizados no primeiro semestre do ano letivo e, posteriormente, quando a demanda diminuir, poderá adquirir o restante do material.

Grupos de pessoas resultam em compra de grande quantidade. Dessa forma, reúna grupo de amigos ou familiares e avaliem a possibilidade de conseguir descontos junto às papelarias. O desconto é uma mera liberalidade do comerciante. (Assessoria de Imprensa Procon Goiás)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here