A reação de Goiás em plena crise nacional

0
982

O estado de Goiás tem suportado com relativa tranquilidade as turbulências pelas quais passam a economia brasileira desde meados de 2014. Em parte isso se deve à antecipação da tomada de decisões, pelo governo estadual, no sentido de conter gastos e, assim, evitar o descontrole financeiro, que fatalmente levaria ao caos enfrentado em estados como Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo e outros. Com controle firme e antecipação de medidas de ajuste imprescindíveis para contenção de gastos, o estado tem colhido bons frutos.
Agora, o anúncio de investimentos feitos pelo governador Marconi Perillo é mais uma excelente notícia que estimula a classe empresarial goiana e mesmo externa a acreditar e investir no nosso estado. Goiás está no caminho certo e quem, agora, investir aqui certamente sairá na frente quando a economia brasileira retornar aos trilhos, o que já está bem próximo, conforme alguns indicadores econômicos e conjunturais da economia e política nacional.
Somente um estado com a economia nos prumos pode anunciar, em uma semana pré-carnaval, investimentos tão vultosos como o chamamento de empresas para construir quase 3,4 mil moradias, o que representará investimentos da ordem de quase R$ 60 milhões exclusivamente oriundos dos cofres estaduais. Na área habitacional, a determinação do Governo é contratar 30 mil moradias para todo o Estado nestes próximos dois anos, para resolver a falta de moradias de interesse social, trabalho que deve contar com a parceria dos municípios.
No mesmo diapasão, o governador Marconi Perillo anunciou na semana passada que o governo estadual investirá R$ 500 milhões em convênios com as prefeituras dos 246 municípios goianos, neste e no próximo ano.
No geral, depois de dois anos administrando a maior crise econômica da história do País e realizando ajustes fiscais, o governo estadual agora está com uma carteira de investimentos que chega à vultosa cifra de R$ 2 bilhões em obras neste e no próximo ano. Deste total, R$ 1,1 bilhão são provenientes da privatização da Celg, portanto, já estão na conta do governo.
O dinheiro irrigará áreas fundamentais para a economia de Goiás, como reconstrução e manutenção de rodovias, investimento em saneamento, além da construção de casas, em parceria com o governo federal.
Com tanta boa notícia, Marconi Perillo reiterou na semana passada, durante evento com empresários goianos, que está otimista com a melhoria da economia e aposta na queda da taxa de juros no país.
São notícias excelentes para um período de vacas magras por que passam os estados da Federação. A política agressiva de atração de investimentos de Goiás, aliada à contenção do gasto público, tem conseguido mitigar, para os goianos, os efeitos nefastos da crise econômica sem precedente que se abateu sobre o Brasil.

Manoel Messias Rodrigues – Editor Executivo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here