Escola inovadora terá foco em sustentabilidade

0
588
Município de Alto Paraíso foi escolhido para ser piloto do programa e deve se tornar referência de sustentabilidade no País

A ideia é estimular o estudante a ter compromisso com a natureza, com energia, alimentação, plantação e consumo consciente na teoria e na prática

Os primeiros passos para o processo de transição de modelo tradicional para um modelo de escola inovadora foram dados pelo Educandário Humberto de Campos, da Cidade da Fraternidade no município de Alto Paraíso de Goiás, que fica no Nordeste goiano. Escolhida pela Secretaria de Educação, Cultura e Esporte, a escola faz parte de um projeto piloto que tem relação direta com a construção da Escola do Bem Viver, no âmbito da implantação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) no Estado de Goiás.
A proposta tem foco na sustentabilidade e a ideia é estimular o aluno a ter compromisso com a natureza, com energia, alimentação, plantação e consumo consciente na teoria e na prática. No dia 24 de janeiro, as atividades na escola começaram com os alunos fazendo algumas plantações e passando por um Censo de Perfil. A partir disso, surgiram muitas ideias voltadas para o desenvolvimento da criatividade e para a promoção da sustentabilidade, bem como o planejamento da realização de painéis de grafite com a temática proposta. Nos próximos dias os alunos vão plantar cerca de meio hectare de mandioca em busca de melhorar a alimentação escolar.

Cidade sustentável
O município de Alto Paraíso foi escolhido para ser piloto do programa e deve se tornar referência de sustentabilidade no País. O compromisso foi firmado pelo governo estadual, em nome do governador Marconi Perillo, e conta com o apoio técnico da prefeitura local e de organizações da sociedade civil, representadas pela Associação Awaken Love, liderada por Sri Prem Baba. No dia 5 de janeiro, Marconi recebeu o novo prefeito de Alto Paraíso, Martinho Mendes da Silva, e o mestre Sri Prem Baba para reafirmar, junto ao líder espiritual, a parceria entre o Governo de Goiás, a administração municipal e entidades o pacto social e economicamente sustável em torno do cumprimento das 17 Metas Globais de Desenvolvimento Sustentável.

Ipe Artes
Na articulação do projeto piloto educacional – o quarto item das 17 Metas de Desenvolvimento Sustentável – está a criação do Instituto de Pesquisa e Extensão em Arte Educação e Tecnologias Sustentáveis (Ipe Artes), sob a coordenação de Luz Marina de Alcantara, representante da secretária de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, na implementação deste projeto em Alto Paraíso de Goiás.
O Ipe Artes realizará, neste ano, ações de formação inicial e continuada e cursos em diversas modalidades nos eixos: Arte/Educação, Sustentabilidade, Cultura de Paz e Educação para a Diversidade. O objetivo das ações educativas do Instituto é favorecer o protagonismo e autonomia da comunidade local por meio do desenvolvimento da sensibilidade crítico-criativa e do empreendedorismo social.
A missão do instituto é transformar o território, por meio de parcerias com diversas instituições atuantes na região, em Cidades Educadoras e Comunidades de Aprendizagem, que possam servir de modelos a serem irradiados para outras localidades.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here