Magda Mofatto: “Ninguém sabe se a oposição será oposição em 2018”

0
1249

Marcione Barreira
marcionebarreira@gmail.com
A deputada federal Magda Mofatto (PR) tem apenas uma certeza quando o assunto é eleição em 2018: quer continuar na vida pública. Mesmo assim, não esconde que o desejo dela é ser candidata ao Senado ou pleitear a vice-governadoria. O cenário até agora é bem aberto e a deputada frisa que ainda tem muito para dialogar. Indagada pela Coluna se ela vislumbra uma possível aliança com a oposição, a parlamentar despista e alimenta a tese de que nem mesmo a oposição sabe se será oposição na hora das alianças. “As conversas vão longe ainda. Não sabemos se a oposição será oposição em 2018”, afirma. Magda Mofatto lembra que em 2014 ninguém imaginava que o DEM de Ronaldo Caiado fosse se aliar ao PMDB de Iris Rezende. Por isso, argumenta que em tempos de novos ares e composições, ninguém pode descartar uma grande aliança entre os velhos antagonistas da política goiana, PMDB e PSDB. “Quem sabe o PSDB e o PMDB podem se unir e o PR se juntar a eles”, declara Magda. A deputada usou a frase acima também para despistar sobre a possibilidade de sua legenda se juntar à oposição por falta de espaço na base do governo. Magda acredita ainda que a habilidade do governador ganhará mais força ao se aprofundar os diálogos e acredita que o aliado fará de tudo para aglutinar as forças, até mesmo com atraindo as que hoje fazem parte da oposição. “Marconi tem uma boa relação com todos. Ano passado esteve perto de apoiar Iris Rezende na eleição municipal. Até lá, tudo pode acontecer”, repetiu a parlamentar.


“Essa administração tem total desprezo por este Poder”

Vereadora Dra. Cristina (PSDB) ao criticar, no plenário da Câmara Municipal de Goiânia, o prefeito Iris Rezende por ter vetado um projeto de autoria dela que propôs a criação do Conselho Municipal de Educação


Rápidas

O vice-governador José Eliton tem destacado que Goiás foi o primeiro estado a sair da crise.

Marconi Perillo autorizou o chamamento de empresas candidatas a construir quase 3,4 mil moradias em Goiânia.
O governo estadual garante que as forças policiais não serão prejudicadas com o corte de gastos.

Marconi sobre a venda da Celg: “A partir de agora, viveremos uma nova página na história de Goiás”.


Pau-mandado
O vereador Clécio Alves (PMDB) subiu à tribuna da Câmara de Vereadores na última semana e se defendeu da acusação de que seria manobrado pelo prefeito Iris Rezende. Em certo momento, ele disse: “Amigos, não sou um pau-mandado de Iris, jamais”.

Adversário
Clécio reclamou que Iris está tratando-o como adversário. O vereador lamentou o fato, entretanto se colocou à disposição para ajudar o prefeito. “Sou aliado de Iris Rezende até onde ele achar que devo ser”, completou.

Visita
O deputado estadual Lincoln Tejota (PSD) esteve na Câmara Municipal de Goiânia na última quarta-feira. Durante a visita, abraços e muita conversa com os parlamentares da Casa. Ele é esposo da vereadora Priscilla Tejota (PSD).

Câmara federal
A Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência devem ser os principais temas discutidos na Casa este ano. Segundo Magda Mofatto, pode ser que as duas sejam apreciadas pelo plenário ainda neste primeiro semestre.

Vai exigir mais
Segundo a deputada, a Reforma Trabalhista é a que deve gerar mais conflitos pelo fato de afetar direitos adquiridos. Para ela, a reforma é extremamente necessária no esforço de reativar a economia do país.

Celg D
Os governos estadual e federal concluíram o processo de privatização da companhia goiana. Com o negócio, Goiás passa a contar com R$ 1,1 bilhão em seus cofres. A Celg foi vendida para a empresa italiana Anel.

Sem aliança
O deputado federal e presidente do PMDB em Goiás, Daniel Vilela, descarta qualquer possibilidade de composição entre PMDB e PSDB. Em entrevista à Rádio 730 AM, ele afirmou: “Nosso projeto é alternativo a esse modelo defasado em Goiás”.

E tem mais
Na ocasião ele declarou ainda que até mesmo em termos nacionais a união não será fácil. Disse que a bancada do PMDB está revoltada com o PSDB, sem explicar o motivo.

OVG
O programa Bolsa Universitária da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) abriu na última semana inscrições para o preenchimento de 10 mil bolsas. As inscrições podem ser feitas até o final desta semana, dia 24.

De volta
A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) está novamente no comando da Secretaria da Mulher, Desenvolvimento Social, da Igualdade Racial, dos Direitos Humanos e do Trabalho, mais conhecida como Secretaria Cidadã.

Assume
O suplente de deputado estadual Victor Priori (DEM) vai assumir a vaga de Lêda. Priori foi eleito pelo PSDB em 2014, mas desfiliou-se do partido e agora faz parte dos quadros do DEM.

Amigos da Educação
O deputado estadual Francisco Jr (PSD) propôs na última semana projeto de lei que institui o certificado Amigos da Educação, para estimular pessoas jurídicas a contribuírem com ações que beneficiem o ensino na rede pública estadual.

Parceria
Seu projeto, segundo Francisco Jr., conta com o apoio de vários parlamentares da Casa numa eventual votação em plenário.

Secretário
O deputado Lucas Calill, do PSL, é o novo secretário Extraordinário da Juventude. Ele recebeu convite do governador para integrar o corpo de secretários esta semana e está de mudança para a pasta.

No lugar dele
Para ocupar a vaga de Calill na Assembleia, o suplente Santana Gomes (foto), do PLS, retornará à Casa. Ano passado Santa Gomes já ocupava uma cadeira no Legislativo estadual.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here