Saúde bucal na escola

0
512
Consultório Itinerante atende alunos das escolas municipais de Goiânia

Alunos participam de Escovação Dental Supervisionada, ação promovida dentro do projeto Consultório Odontológico Itinerante

Lívia Máximo

O dia começa cedo na Escola Municipal Professora Leonísia Naves de Almeida, localizada no setor Morada do Sol. E por lá os alunos já sabem direitinho a rotina. Após o café da manhã é hora de escovar os dentes. Todos a postos com a escova nas mãos e a “tia” ensina o passo a passo da lição de cuidado e saúde.
Este momento é a Escovação Dental Supervisionada, realizada pelos educadores e equipe de saúde do Consultório Odontológico Itinerante, projeto integrado ao Programa Saúde na Escola, criado pelos ministérios da Saúde e Educação (MEC), com o objetivo de reduzir a incidência de cáries e doenças bucais em crianças e adolescentes.
Em Goiânia, o projeto tem a parceria da Universidade Federal de Goiás (UFG) e Hospital das Clínicas e está atendendo primeiramente nesta escola. No decorrer do ano seguirá para outras unidades, conforme cronograma. “A nossa intenção é levar, aos poucos, as ações para 100% dos alunos da rede municipal, de acordo com a região e planejamento”, afirmou a enfermeira e apoio pedagógico da Gerência de Projetos Educacionais da Secretaria Municipal de Educação (SME), Marislei Brasileiro.
Ainda segundo Marislei, o projeto é inovador. “Além de trabalhar a higiene bucal, a ideia também busca desenvolver novos hábitos alimentares nos educandos. A meta é realizar os atendimentos em Goiânia entre um e dois anos, segundo as demandas apresentadas pelos alunos”, ressaltou.
Laíne Gomes Custódio é cirurgiã dentista, trabalha no Consultório Itinerante e defende a ideia de que, além do que é feito durante o atendimento, como tratamento curativo, a prevenção também é fundamental. “A orientação quanto à escovação, uso de fio dental é muito importante para previnir outros problemas. Muitas vezes em casa a criança não tem esse estímulo. Então, aqui na escola e junto com os professores a gente supervisiona e consegue introduzir, assim como melhorar esse hábito na vida das crianças”, pontuou.
A aluna Clariane Alves de Oliveira, 10 anos, foi atendida pelo projeto e aprovou a iniciativa.
“Gostei bastante desse projeto, pois ele me ajudou a aprender a usar fio dental e escovar os dentes sempre depois das refeições. Quero que ele continue em outras escolas e não termine tão cedo”, disse.
A professora do 5º ano, Lorena Rodrigues, trabalha na escola há cinco anos. De acordo com ela, é perceptível o quanto os alunos já se conscientizaram quanto a importância da saúde bucal. “Aqui a comunidade é carente e precisa realmente desse tipo de projeto. Tem sido muito bom e os alunos têm aprendido realmente. Nós, enquanto profissionais da Educação, estamos fazendo projetos que valorizam a saúde, levamos o tema para a sala de aula para ajudar ainda mais. A escola está ajudando, fazendo sua parte”, ressaltou.
Sobre a importância da parceria entre a saúde e a educação, o diretor da escola, Wender Pereira do Nascimento, comentou que só veio a acrescentar de maneira muito significativa na vida dos alunos: “Contempla desde a instrução dos alunos até o tratamento dentário. Sabemos que os nossos dentes são considerados cartão de visita. Então, é primordial e a comunidade só ganha com isso. Os pais, as famílias ficaram muito felizes por recebermos o Consultório aqui na escola”.

Projeto
O projeto “Consultórios Itinerantes” foi criado em 2015 pelo Ministério da Saúde e tem a parceria do Ministério da Educação (MEC). Alunos de escolas públicas de 20 estados do país, que integram o Programa Saúde na Escola (PSE), receberão os atendimentos, por profissionais da saúde, conforme definição dos hospitais universitários federais. O MEC é responsável pela compra e manutenção de 34 caminhões/consultórios. Já o Ministério da Saúde entra com a manutenção dos consultórios e dos materiais que serão utilizados.
Procedimentos educativos, preventivos e curativos são realizados simultaneamente durante os atendimentos odontológicos, que vão desde o ensino de técnicas de escovação e uso do fio dental, aplicação de flúor, monitoramento e troca de escovas, prevenção no espaço físico das escolas, até restaurações e adequações do meio bucal. Os tratamentos são realizados mediante autorização dos pais ou responsáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here