Temer dá posse a ministros e destaca desafio de retomada do desenvolvimento

0
934
Presidente Michel Temer dá posse aos novos ministros das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, e da Justiça e Segurança Pública, Osmar Serraglio, em cerimônia no Planalto Valter Campanato/Agência Brasil

Ao dar posse hoje (7) a Aloysio Nunes no cargo de ministro das Relações Exteriores e a Osmar Serraglio como ministro da Justiça e Segurança Pública, o presidente Michel Temer disse que ambos são qualificados para os novos desafios.

Segundo ele, a tarefa de “recolocar o Brasil no rumo do desenvolvimento é enorme”. Durante o discurso, Temer elogiou a parceria que tem mantido com o Congresso Nacional para a aprovação de medidas de interesse do governo, classificando-a de “presidencialismo verdadeiro”.

A Osmar Serraglio, Temer disse que ele terá um “trabalho pesadíssimo”. “Não haverá sábado, não haverá domingo. Não quero assustar sua família, mas é assim que as coisas se passam”, disse, destacando os desafios atuais da segurança pública e a iniciativa da União de atuar em casos que, de acordo com ele, são de responsabilidade inicial dos governos estaduais.

Participaram da posse, além de outros ministros, senadores e deputados de vários partidos. Ao mencionar as reformas encaminhadas ao Congresso pelo Palácio do Planalto, dirigindo-se aos parlamentares, o presidente disse ter “absoluta convicção” de que alcançará as vitórias “em nome do país”.

Sobre os desafios do novo chefe do Itamaraty, Temer disse que ele deve continuar desempenhando o papel de José Serra no sentido de universalizar as relações internacionais. “Não vamos segmentá-las em nome de interesses dessa ou daquela qualidade. Devemos ter uma relação institucional entre Estados”, defendeu.

Aloysio Nunes Ferreira assumiu o lugar do também senador José Serra (PSDB-SP), que há duas semanas pediu demissão por problemas de saúde. Já Osmar Serraglio substituirá Alexandre de Moraes, que assumirá a vaga deixada por Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF). Teori morreu em um acidente aéreo no dia 19 de janeiro.

Serra e Moraes faziam parte da equipe de Temer desde que ele assumiu a Presidência ainda na interinidade, em maio do ano passado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here