Colégios militares conquistam as melhores colocações no ranking do Enem

0
225
Atualmente, são 35 colégios militares em 26 municípios, onde estudam cerca de 40 mil estudantes

Com mais essa notícia sobre a qualidade da educação nas escolas militares, a procura por vagas deve aumentar nas unidades

No ranking de desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016, os colégios militares figuram nos cinco primeiros lugares ocupados por escolas da rede estadual de ensino em Goiás. São elas: Colégio Cézar Toledo, em Anápolis, com 545 pontos; Colégio Hugo de Carvalho Ramos, em Goiânia, com 543 pontos; Colégio Carlos Cunha, em Rio Verde, com 539 pontos; Colégio Vasco dos Reis, em Goiânia, com 534 pontos; e Colégio Dionária Rocha, em Itumbiara, com 517 pontos. Essa é a pontuação média geral dos alunos por unidade.
Duas dessas instituições se destacam por serem as mais tradicionais – Colégio Vasco dos Reis e Hugo de Carvalho Ramos. Segundo o comandante de Ensino da Polícia Militar, coronel Anésio Barbosa Júnior, o resultado mostra que o projeto pedagógico adotado está no caminho certo. “Nós estamos acima da média nacional, em termos de escola pública, e ao longo dos últimos anos estamos nos destacando”, afirma.
Em Goiás, foi adotada política de expansão gradativa dos colégios geridos pela corporação desde 2013, quando haviam apenas seis unidades. As instituições passam por um processo de adaptação, transição para o novo modelo de ensino. A mudança deve necessariamente ser tratada por meio de projeto de lei, a ser aprovada na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás.
Atualmente, são 35 colégios militares em 26 municípios, onde estudam cerca de 40 mil alunos cursando a 2ª fase do Ensino Fundamental e Ensino Médio. A maior oferta atendeu anseio da população, como aponta o coronel. “Houve uma procura e aceitação muito grande por parte da sociedade. O diferencial das escolas militares é a busca pela melhoria do ensino com a participação efetiva da comunidade, na tentativa de identificar e resolver os problemas e desenvolver as melhores práticas educacionais”, afirma.
Barbosa avalia que esse “interesse da sociedade ecoou e o governo se sensibilizou para responder à demanda”. O ingresso de novos alunos se dá por sorteio das vagas. “Infelizmente, ainda há muita confusão e preconceito em torno dos colégios militares. Não somos superiores, só diferentes. Esse rendimento nos anima, nos motiva”, pondera.
Segundo ele, o conteúdo curricular das instituições é praticamente o mesmo, distinguindo-se pela oferta das matérias de Civismo e Cidadania, ministradas por militares que ensinam valores humanos e a disciplina no dia a dia. Outro diferencial é que os PMs exercem funções administrativas, como fazer as chamadas dos alunos e o contato com os pais, visando, segundo ele, à otimização de resultados, já que os professores podem se dedicar mais às atividades em sala de aula.

Médias nacionais do Enem
As provas do Enem foram aplicadas em duas etapas: em novembro e dezembro de 2016. Considerada a média total, a categoria de participantes obteve as maiores médias em ciências humanas e suas tecnologias (533,5), em linguagens e códigos e suas tecnologias (520,5), matemática e suas tecnologias (489,5) e ciências da natureza e suas tecnologias (477,1).
A média dos estudantes que concluíram o Ensino Médio em 2016 foi levemente superior, mas manteve o grau de dificuldade. A maior nota também foi obtida em ciências humanas e suas tecnologias (536), linguagens e códigos e suas tecnologias (523,1), matemática e suas tecnologias (493,9) e ciências da natureza e suas tecnologias (482,3).
A maior avaliação do Enem de 2016 foi registrada em matemática e suas tecnologias (991,5); a mais baixa, em linguagens e códigos e suas tecnologias (287,5). Os resultados foram divulgados pelo Inep/MEC em janeiro de 2017.

História
O Colégio da Polícia Militar do Estado de Goiás – CPMG foi criado pela Lei 8.125 de julho de 1976, no artigo 23, inciso I, alínea B, que trata da Organização Básica da Polícia Militar do Estado de Goiás. Mas somente depois de 23 anos foi estruturado pela Portaria de nº 604 de 19 de novembro de 1998, iniciando seu funcionamento com 440 alunos nas instalações da Academia de Polícia Militar com apenas 6 salas de aula, o então Colégio Militar Cel Cícero Bueno Brandão. Após seis meses de funcionamento, recebe do então delegado Metropolitano de Educação, um prédio contendo 11 salas de aula e torna-se a Unidade Vasco dos Reis, na Rua 92-A, no Setor Sul, em Goiânia.
Em 2000, para atender à demanda, a unidade foi transferida para as instalações do Colégio Hugo de Carvalho Ramos, cedido pelo Governo do Estado para a implantação de uma nova unidade sob a administração militar. A Secretaria de Educação entregou a direção do Colégio Estadual Hugo de Carvalho Ramos para a PMGO, com mais de 1,7 mil alunos matriculados. O Colégio Militar, com a nova estrutura, colocou à disposição da comunidade mais 455 vagas.
Assim, o CPMG Unidade Vasco dos Reis se transformou em uma extensão da nova unidade criada e só conquistou autonomia administrativa a partir de 2003.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here