Reforma Trabalhista é debatida em Goiânia

0
446
Deputado Daniel Vilela, presidente da Comissão da Reforma, ouve críticas e sugestões de representantes dos trabalhadores

Representantes de sindicatos de trabalhadores e do Ministério Público estadual debateram, junto ao presidente da Comissão Especial da Reforma, o projeto que prevê a flexibilização das leis trabalhistas durante encontro na CUT-GO

Presidente da Comissão Especial da Reforma Trabalhista, o deputado federal Daniel Vilela (PMDB-GO) veio na última semana a Goiânia para debater a reforma trabalhista que tramita no Congresso Nacional. O encontro ocorreu na  sede da Central Única dos Trabalhadores de Goiás (CUT-GO), um dia antes da grande mobilização nacional que levou milhares de trabalhadores às ruas brasileiras em protesto contra outra proposta do governo Michel Temer, a Reforma da Previdência.
Durante o encontro com representantes de dezenas de sindicatos ligados a áreas como educação, saúde, limpeza urbana e serviço público, além de representantes do Ministério Público do Trabalho no Estado de Goiás,   Daniel Vilela pode dialogar com o movimento sindical e conhecer as reivindicações da classe trabalhadora.   O presidente da Comissão Especial da Reforma Trabalhista ouviu as considerações e fez exposição sobre o projeto que visa atualizar a legislação trabalhista.
O encontro foi comandado pelo presidente da CUT, o ex-deputado estadual Mauro Rubem, que destacou a importância da união do movimento sindical para debater e propor encaminhamentos para as questões de interesses dos trabalhadores relativos às reforma trabalhista e previdenciária. O presidente da CUT afirmou ainda que os projetos de lei trazem alterações significativas para o conjunto da sociedade e não somente para a classe trabalhadora.
Daniel Vilela classificou o debate na CUT como “proveitoso” e disse que levará considerações dos participantes ao relator da comissão, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN)”. O parlamentar convidou os dirigentes sindicais a participarem de audiência pública que deve ser realizada no próximo dia 27, na Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO): “A pluralidade de ideias é importante, em especial quando é nítida a necessidade de mudanças e todos estão dispostos a buscar um consenso.”
O deputado goiano é a favor da reforma porque, segundo ele, as leis trabalhistas precisam ser modernizadas. Daniel Vilela destacou no encontro que os ajustes vão contemplar as novas configurações do mercado de trabalho. “Reformar é necessário porque as configurações do mercado de trabalho mudaram muito nos últimos anos com a evolução tecnológica”, enfatizou o deputado.
Apesar dos argumentos do parlamentar, os representes do sindicatos fizeram críticas à reforma. “O que estamos vendo é o fim dos sindicatos”, afirmou Mauro Rubem.
A procuradora-chefe do Trabalho em Goiás, Janilda Lima, teceu várias observações sobre pontos específicos do projeto.
“No caso da eleição do representante, quem vai chamar essa eleição?”, questionou, ponderando que cabe ao sindicato e não à empresa essa prerrogativa. Segundo ela, o projeto não é claro neste e noutros pontos.
O parlamentar pediu que a procuradora encaminhesse as sugestões para avaliar a possibilidade de apresentar emenda na comissão. Daniel Vilela disse que, embora ainda não haja consenso, tem sido possível promover “um debate razoável e com muita convergência.”
Daniel Vilela ressaltou que ainda serão realizadas 15 audiências na comissão, em Brasília, além dos debate estaduais, como o que será realizado na OAB-GO.
“Estamos promovendo um amplo debate sobre a reforma trabalhista. Este é nosso compromisso como presidente da comissão e acredito que estamos cumprindo este papel”, ressaltou o deputado Daniel Vilela. Em Goiânia, o parlamentar também já se reuniu com membros de sindicatos patronais, na sede da Fecomércio-GO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here