Projetos de estudantes da UEG receberão R$ 100 mil

0
415
Marcos Rogério Júnior é um contemplados do 1º edital de Fomento à Juventude do Fundo de Arte e Cultura

Iniciativa visa estimular estudantes de ensino médio e superior a refletirem e produzirem materiais culturais fotográficos e literários relacionados à temática

Quatro estudantes da Universidade Estadual de Goiás (UEG) foram contemplados no primeiro edital de Fomento à Juventude do Fundo de Arte e Cultura de Goiás. Três projetos vão receber R$ 20 mil cada um; o quarto, R$ 40 mil.
Os contemplados são Débora Corrêa Alves, Iuri Moreno Pereira e Marcos Rogério Júnior, do Câmpus Laranjeiras da UEG; e Fábio Júlio Borges, do Câmpus Inhumas. As propostas foram apresentadas em janeiro deste ano.
O projeto de Débora, intitulado Intercâmbio Central Saint Martins, visa à formação profissional na área da direção de arte e cenografia cinematográfica. Pretende impulsionar conhecimentos teóricos e práticos/técnicos referentes à ilustração arquitetônica e elaboração de composições cenográficas.
Graduada em Comunicação Social com habilitação em Audiovisual – hoje Cinema e Audiovisual –, Débora conta que, descontando os impostos, vai utilizar R$ 14,5 mil para as despesas básicas do projeto. O que não é pouco. “Esse tipo de prêmio é importante para fomentar a capacitação na área de cinema em Goiás”, avalia.
Marcos Rogério, que foi colega de Débora na UEG, é um dos autores do projeto Concurso Cultural Juventude e Direitos Humanos. A iniciativa é realizada em Goiás para estimular estudantes de ensino médio e superior a refletirem e produzirem materiais culturais fotográficos e literários relacionados à temática.
O projeto foi contemplado com R$ 40 mil, que, após descontados os impostos, serão usados em custos com a publicação de livro com as obras selecionadas no concurso e premiação aos vencedores.

Oportunidade de formação
Para Marcos, estar na universidade ajudou muito a conquistar o prêmio. “A gente tem acesso a muita informação e oportunidade de formação. No meu curso, temos disciplina que ensina elaborar projetos, e a UEG também fez oficinas sobre os editais de que pude participar”, explica.
Além de contar com quatro entre os 18 contemplados, foi a UEG, juntamente com o Conselho Estadual de Juventude, que propôs e formatou o edital ao Fundo de Arte e Cultura de Goiás, em 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here