Dia do Jornalista: Reivindicações e críticas marcaram os discursos na Assembleia

0
778

Depoimentos emocionantes, reivindicações e críticas marcaram os discursos dos homenageados e parlamentares durante sessão solene realizada no plenário da Assembleia Legislativa em homenagem ao Dia do Jornalista. O evento foi marcado pela emoção devido às homenagens póstumas a Francisco Mateus Júnior, Iberê Barroso da Silva, Aline Santos Soares Brabo, Maria Arienar da Silva e Olga Cavalcante, falecidos recentemente.

Em seguida, vieram as reivindicações comuns da categoria, feitas pelo jornalista Júnior Veras. Ele pediu apoio aos deputados quanto à observância da lei que trata da carga horária da categoria e respeito ao cumprimento do piso salarial no Estado. Veras cobrou também a realização do concurso da Assembleia Legislativa e a regulamentação dos cargos de jornalista lotados nos gabinetes parlamentares e na TV Assembleia.
Em seguida, a deputada Luana Ribeiro (PDT), que presidiu a sessão, informou que encaminhará as demandas para o presidente do Legislativo, deputado Mauro Carlesse (PHS), e adiantou que o concurso para provimento de cargos na Casa está previsto para ser realizado ainda neste ano. “Será um certame sem máculas, no qual serão respeitados todos os procedimentos legais e técnicos, e a aprovação será por mérito”, esclareceu.
Já o deputado Zé Roberto (PT) expressou sua indignação com o Sistema Globo de Comunicação, que, para ele, usa a informação para fazer política partidária. “Nunca tive desvio de conduta, pois fui vítima de um crime”, denunciou. O parlamentar se refere à cobertura jornalística feita pela emissora de sua recente condução à Polícia Federal a fim de prestar esclarecimentos sobre desvios de recursos públicos supostamente cometidos pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) à época que exerceu a presidência do órgão.(Do Portal Agora-TO)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here