Martírio, documentário sobre o genocídio indígena no Brasil está em cartaz no Cine Ouro

0
475

No filme de longa metragem, o diretor apresenta uma revisão da história na tentativa de compreender o genocídio indígena no Brasil. O documentário parte da trágica situação vivida há décadas pelos Guarani-Kaiowá, uma das maiores populações indígenas do país nos dias de hoje, vitimados por uma violência história e ainda muito presente, e para isso não poupa críticas aos políticos da Bancada Ruralista. Um dos filmes mais obrigatórios do ano. O ingresso do cinema custa R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). Pessoas acima de 60 anos têm acesso livre. Uma das novidades da sala é que todas as segundas-feiras o ingresso terá valor de meia-entrada para todos, com preço de R$ 4 reais e sessão do documentário Martíro são às 19:30 horas.

Iniciação esportiva atendem 800 alunos
Cerca de 800 pessoas, desde crianças a idosos, são atendidos gratuitamente com exercícios físicos e atividades esportivas em nove polos espalhados pela cidade. As oficinas da Prefeitura de Goiânia, coordenadas pela Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), ainda têm vagas disponíveis em algumas modalidades coletivas e individuais, nos turnos matutino e vespertino. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 3524-7306.

UEG de Itumbiara pode oferecer curso de Medicina
Os trabalhos internos e as articulações já estão em andamento há algum tempo. A abertura do curso se inscreve no Redesenho Institucional, pelo qual passa a UEG, e se insere na reformulação da oferta de cursos pela universidade. O curso é uma demanda antiga do município. “Foi uma demanda que surgiu há alguns anos, com expectativa vinculada aos investimentos na construção do câmpus pelo Governo do Estado em parceria com a Prefeitura. afirma o reitor da UEG, professor Haroldo Reimer.

O Museu e seus Saberes debate a multidisciplinaridade
A próxima palestra do Ciclo de Estudos O Museu e seus Saberes vai ser realizada no dia 20 de abril, no Auditório Tadeu Batista do Centro Cultural Oscar Niemeyer. O Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC) informa que os participantes da comunidade acadêmica vão receber certificados. E adianta que a conversa será sobre temas diversos, como a multidisciplinaridade do trabalho em museus e as dificuldades para sua consolidação enquanto espaço democrático.
A coordenação do ciclo espera a participação da comunidade para estabelecer um espaço de reflexões, diálogos e busca de ações criativas acerca dos desafios dos museus na contemporaneidade. A palestra da quinta-feira da semana que vem, Prevenir e preservar: Desafios e Caminhos da Conservação em Museus, com Ana Cristina Santoro, começa às 14 horas. O CCON fica na Avenida Deputado Jamel Cecílio, Quadra Gleba, Lote 01, nº 4.490, Setor Fazenda Gameleira, em Goiânia. Mais informações: (62) 3201-4923

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here