Marconi dá largada ao programa Goiás na Frente no Entorno do DF

0
430
Governador Marconi Perillo autorizou a realização de obras rodoviárias e das áreas de Saúde, Segurança Pública, Saneamento e Educação (fotos: Mantovani Fernandes)

O programa destinou R$ 850 milhões somente para a região do Entorno Sul do Distrito Federal
O 1º Encontro Regional do Programa Goiás na Frente aconteceu na manhã de quarta-feira da semana passada, dia 3, no Ginásio de Esportes Lindolfo Lima, na Cidade Ocidental, Entorno Sul do Distrito Federal. O início oficial da aplicação dos R$ 9 bilhões em várias frentes de serviços em todos os municípios do Estado foi feito pelo governador Marconi Perillo e o vice-governador, José Eliton, coordenador do programa.
O encontro reuniu os prefeitos de: Cidade Ocidental, Fábio Corrêa; Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró; Novo Gama, Sônia Chaves; Santo Antônio do Descoberto, Adolpho Roberto; Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango; Luziânia, Cristóvão Tormin; Cristalina, Daniel Vaz; Abadiânia, José Aparecido Alves e Alexânia, Allysson Silva, e ainda secretários de estado, deputados federais e estaduais e lideranças de toda a região.
O programa Goiás na Frente, na opinião comum de alguns prefeitos ouvidos, está sendo conhecido nacionalmente como o primeiro programa de investimentos do Brasil pós-crise. Através dele, o governo do Estado planeja os investimentos e define estratégias. É desenvolvido com recursos economizados pelo ajuste fiscal, racionalização dos gastos públicos e a venda de ativos.
Os investimentos, é regra do programa, atingem áreas prioritárias, definidas em conjunto com os municípios. Depois de planejado cada passo, cada investimento e cada ação, o governo definiu a aplicação dos recursos.
O programa foi dividido em três etapas: a primeira foi a definição do conjunto de obras estratégicas e estruturantes capazes de gerar benefícios a curto, médio e longo prazos. A segunda foi a definição da verba de 500 milhões para o desenvolvimento municipal. Todos os prefeitos, independentemente de partido ou posição política, foram ouvidos.
A terceira etapa priorizou o acompanhamento e o monitoramento. A execução das obras e ações definidas serão acompanhadas por um grupo gestor que se reunirá bimestralmente sob a presidência do governador Marconi Perillo.

Detalhamento
Só para a região do Entorno Sul foram destinados R$ 850 milhões. Parte da aplicação deste montante foi detalhada por José Eliton. Serão R$ 150 milhões em obras estruturantes; R$ 80 milhões no programa Rodovida Construção; mais de R$ 2 milhões em manutenção de rodovias; R$ 73 milhões de reconstrução de rodovias; R$ 1 milhão de reconstrução do aeroporto de Cristalina; R$ 171 milhões na educação; R$ 50 milhões em Saúde, priorizando os hospitais regionais de Valparaíso de Goiás, Santo Antônio do Descoberto e Águas Lindas, que deverão ser entregues até o final do ano que vem; R$ 8 milhões em tecnologia e inovação com a entrega, ainda neste semestre, dos Itegos de Santo Antônio do Descoberto e de Valparaíso: R$ 25 milhões em Segurança Pública (incluindo-se, em um mês, a inauguração em Cidade Ocidental da base de Operações de Divisas e, em menos de um mês, a entrega da unidade de comando da Rotam de Luziânia); R$ 360 milhões em saneamento básico (ainda neste ano a expectativa é que sejam concluídas as obras do Complexo Produtor de Corumbá IV, que garantirá o abastecimento de água a toda a região); R$ 10 milhões em habitação; R$ 4 milhões em cursos superiores, com prioridade para a construção de uma unidade da UEG em Valparaíso: R$ 51 milhões para investimento por parte dos prefeitos e R$ 95 milhões em energia, através da Celg Geração e Transmissão, dentre outras.
“Estamos aqui numa agenda de trabalho. Enquanto o Brasil inteiro sofre com a crise, enquanto alguns estados não estão conseguindo sequer pagar a folha salarial, aqui em Goiás nós temos um governador que tem coragem para tomar medidas e viabilizar o estado para continuar a fazê-lo crescer”, declarou José Eliton.

Marconi Perillo em momento de descontração com participantes da solenidade de assinatura de ordens de serviço
Marconi Perillo em momento de descontração com participantes da solenidade de assinatura de ordens de serviço

Governador assina várias ordens de serviços

O programa Goiás na Frente largou em ritmo acelerado. Durante a solenidade, com o testemunho de prefeitos e parlamentares, o governador Marconi Perillo assinou várias ordens de serviço.
Para Luziânia, foi autorizada a pavimentação asfáltica da GO-520, trecho Luziânia-Lago Azul, distrito de Novo Gama, no valor de R$ 14,4 milhões e a restauração da pavimentação asfáltica da GO-010, trecho entroncamento da GO-436-entroncamento da BR-040, no valor de R$ 9,4 milhões.
Para Santo Antônio do Descoberto, pavimentação asfáltica da GO-425, trecho Santo Antônio do Descoberto-Barraca da Serra, valor de R$ 14,4 milhões.
Para Cristalina, restauração da pavimentação asfáltica da GO-436, trecho entroncamento da BR-040 Divisa Goiás-DF, valor R$ 64,3 milhões.
Em outra Ordem de Serviço, o governador autorizou convênio da Agehab com os municípios de Cidade Ocidental, Abadiânia, Águas Lindas, Alexânia, Cristalina, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás, para a construção de 5.524 unidades habitacionais no valor R$ 53,4 milhões. recursos provenientes do programa Cheque Mais Moradia.
Em outra ordem de serviço, o governador autorizou a Saneago a celebrar contrato com a Prefeitura de Cidade Ocidental para execução de interligação de quatro postos tubulares profundos, execução de 19 mil metros de redes de distribuição de água tratada e construção de um reservatório metálico para capacidade de mil metros cúbicos no bairro Recreio Mossoró, valor de R$ 1,1 milhão.
O governador Marconi Perillo garantiu em seu discurso que “para tudo o que foi mostrado aqui, o governo já tem dinheiro em caixa para investir”.
“O programa Goiás na Frente – salientou – é uma iniciativa séria, planejada, sem demagogia. Nasceu graças à economia do dinheiro público, da multiplicação do pouco que a gente tem para beneficiar a população que precisa do benefício do governo do Estado”.

“Governo Federal não coloca um centavo na segurança pública”

Depois de ouvir algumas reivindicações de mais investimentos na área da segurança nas cidades do Entorno, o governador Marconi Perillo anunciou já ter autorizado um concurso público para a contratação de mais três mil policiais. Garantiu que, tão logo o Estado comece a chamar esses novos policiais, uma quantidade bastante expressiva será destinada para a região do entorno de Brasília.
Marconi destacou, por outro lado, que os salários pagos à polícia de Goiás só perdem para os de Brasília, que é custeado pelo Governo Federal.
“Em Goiás quem paga a polícia é só o governo do Estado. Mesmo assim nós pagamos uma gratificação para os policiais que atuam no Entorno que acaba por praticamente igualar os salários da PM de Brasília”, lembrou.
Mais uma vez, criticou a falta de investimentos do Governo Federal na área da Segurança Pública dos estados.
“Sei das dificuldades e das angústias da população em relação à área da Segurança. Nós estamos enfrentando esse desafio de melhorar a segurança, sozinhos, sem ajuda do Governo Federal, que não coloca um centavo na segurança pública. Está mais do que na hora de os deputados apresentarem uma emenda constitucional para garantir dinheiro do Governo Federal também para as secretarias de segurança dos estados”, exortou.
Por fim, Marconi anunciou que nos próximos dias serão iniciadas as obras de construção do Hospital Regional de Valparaíso de Goiás, segundo ele, “o maior hospital da região”.
E encerrou seu discurso com um desafio: “Escrevam o que eu estou dizendo. Hoje o governo de Brasília reclama porque os trabalhadores do Entorno procuram os hospitais da capital federal, que não chegam nem perto dos hospitais regionais de Goiás, para assistência médica. Daqui a pouco tempo, eles é que virão aqui para serem atendidos pelo hospital de Valparaíso, de Águas Lindas e de Santo Antônio do Descoberto”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here