Escolas e Cmei recebem melhorias estruturais

0
338
Programa Escola Viva garante qualidade estrutural às instituições

Programa Escola Viva é destinado à manutenção predial e conservação das 361 instituições educacionais da Capital

Daniela Rezende

Escolas e centros municipais de Educação Infantil (Cmei) da Capital tem muito a comemorar como novo programa criado para atender aos serviços de reforma predial e ações preventivas das instituições. O “Escola Viva” foi criado em maio e apresenta uma solução rápida para garantir mais qualidade estrutural às unidades.
Na última semana, pelo Programa Escola Viva, já foram reformadas duas instituições da região norte, a Escola Municipal Hebert José de Souza e o Cmei Jardim Balneário Meia Ponte. As unidades educacionais receberam pintura geral, revisão elétrica e hidráulica, limpeza geral, revisão de telhados, reposição de vidros e substituição de lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED.
Os recursos financeiros são destinados direta e exclusivamente, às instituições para custear serviços de reparos e conservação dos prédios públicos, que terão, ao longo do ano, um investimento de aproximadamente R$ 10 milhões. Orientadas pela SME, as escolas e Cmei ganham autonomia e agilidade para solucionar problemas estruturais e emergenciais.
A mão de obra é realizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra). “Temos a satisfação de executar o ‘Escola Viva’, que foi um pedido do prefeito Íris Rezende. Nossas unidades estavam com dificuldades estruturais e necessitando de ajuda”, afirmou o secretário de Educação e Esporte, Marcelo Costa.
Ainda de acordo com o secretário, a ação vai permitir atender todas as 361 instituições da rede. “Trabalhamos para montar um programa que fizesse permanentemente a manutenção das instituições, para que possamos dar também aos nossos alunos e professores um ambiente adequado para a Educação”, completou.
Outras sete instituições também já receberam recursos e passaram por intervenções. São elas: as escolas municipais Maria Helena Batista Bretas, Professora Maria Nosídia Pereira das Neves, Balneário Meia Ponte, Amâncio Seixo de Brito e os Cmei Professora Darly, Santa Luzia e Tio Oscar.
“Ha cerca de oito anos esperávamos um incentivo nesse sentido, pois não foi feita reforma e nenhuma intervenção neste período. Muitas vezes pedíamos e a nossa escola era esquecida. Com o recurso, já fizemos pintura geral da escola, troca de 70 lâmpadas antigas por LED, reparos na parte de hidráulica e de alvenaria, reparo no portão e nas janelas. A reforma incentiva o trabalho e dá mais qualidade no ensino aos 386 alunos que estudam na instituição”, relatou a diretora da Escola Municipal Balneário Meia Ponte, Roseliane Alves Borges Silva.

Mutirão
A SME integrou no fim de semana, 3 e 4 de junho, a primeira edição do mutirão da Prefeitura de Goiânia, na região norte da Capital, com serviços e atividades esportivas e educacionais, além das obras do Programa Escola Viva. As ações tiveram como objetivo envolver a comunidade, levar cidadania e qualidade de vida à população.
Os estandes da SME incluíram oficinas de alimentação saudável e horta escolar, pintura facial de crianças, jogos de língua portuguesa e contação de histórias com fantoches. Os visitantes tiveram acesso também a atividades de recreação, como amarelinha, pernas de pau, xadrez, cabo de guerra, pula elástico, peteca, corrida de saco, golzinho e voleibol.
Durante o mutirão, apresentações artísticas de música e dança de alunos da rede municipal de ensino encantaram o público. Outra ação foi o plantio de 100 mudas de árvores no Parque Itália, feita por educandos das escolas municipais Maria Helena Batista Bretas e Agripina Teixeira Magalhães.

Prefeito de Goiânia, Iris Rezende, visita escola que recebeu reforma durante Mutirão
Prefeito de Goiânia, Iris Rezende, visita escola que recebeu reforma durante Mutirão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here