Amastha apresenta Plano de Ação Palmas Sustentável, em Fórum de Governadores

0
654

O prefeito Carlos Amastha esteve no Fórum dos Governadores do Brasil Central nesta sexta-feira, 02, e levou a cada governador participante o Plano de Ação Palmas Sustentável, que aponta as potencialidades da cidade para o crescimento econômico, com abundância de recursos hídricos e grande potencial para geração de energia limpa. O evento reuniu no auditório do Ahãdu eventos, chefes e representantes do executivo de sete estados brasileiros com o objetivo de discutirem estratégias comuns para o desenvolvimento do centro do Brasil e integração desses estados.

“Com esse fórum dá para consolidar as ações de turismo, ações de desenvolvimento econômico e captação de recurso para toda essa região, que é carente, mas com potencial enorme”, afirmou o prefeito Carlos Amastha que é vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).
O ministro da Integração Nacional Helder Barbalho, presente ao evento, cumprimentou o prefeito e ressaltou a importância do fórum para pautar assuntos relativos ao crescimento do País. “Esse conjunto de governadores de estados é importante para a federação brasileira, pois pautam o crescimento do nosso país, pela força política e pela economia”, destacou.
Esse foi o primeiro encontro do Fórum que foi permitida a participação de prefeitos, conforme destacou o governador do Tocantins, Marcelo Miranda. “Pela primeira vez temos prefeitos nesse Fórum por entendermos a importância deles na construção de soluções. Nada mais oportuno que chamá-los para a discussão”.  Participaram ainda do encontro prefeitos das principais cidades do Tocantins, como de Gurupi e Araguaína.
Pauta
Dentre a pauta do encontro, a principal foi a votação para o ingresso do Maranhão, que agora passa a compor o Consórcio Interestadual do Desenvolvimento do Brasil Central, que até então era formado pelos estados de Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e Rondônia.
Ainda foram discutidos assuntos como a equiparação das alíquotas dos principais produtos entre os estados; a compra compartilhada de medicamentos por meio do Brasil Central e o auxílio que pode ser prestados aos municípios.
O Governo Federal anunciou a ampliação em 94% dos investimentos para o Brasil Central. Os recursos somam R$ 2 bilhões foram contratados, entre janeiro a abril, por meio dos Fundos Constitucionais de Financiamento Centro-oeste (FCO) e do Norte (FNO). Esses fundos são voltados prioritariamente para empreendedores de pequeno e médio porte, contemplando inclusive agricultores familiares. A previsão segundo o ministro é que o FCO aplique R$ 10,2 bilhões e o FNO chegue a R$ 4,2 bilhões. Para ele os recursos aquecem a economia e geram emprego e renda.
Também participaram da reunião os governadores de Goiás, Marconi Perillo; Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azanbuja; Rondônia, Confúcio Alves; Maranhão, Flávio Dino; e os representantes do Distrito Federal e do Mato Grosso, o secretário Adjunto de Planejamento, Orçamento e Gestão, Dalmo Jorge Lima Palmeira e o secretário Executivo de Planejamento de Mato Grosso. O Fórum também contou com a presença de deputados federais, representantes das federações da indústria e do agronegócio, e de alguns prefeitos do Tocantins.(Do Portal Agora-TO)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here