Concurso de redação aborda questão crucial da adolescência

0
593
Jovens estão discutindo e refletindo como a internet interfere nos relacionamentos pessoais e de que maneira podem estreitar a comunhão familar

Debate sobre redes sociais, estimulado pelo tema deste ano do concurso de redação, incentiva a discussão saudável sobre o comportamento das pessoas no ambiente virtual

p 4-5
Psicóloga Maris Eliana: “Tratar assuntos sobre internet e interatividade na escola é uma necessidade emergente”

Fabiola Rodrigues

O tema da 18ª edição do Concurso de Redação Goiânia na Ponta do Lápis, “Como a internet tem interferido nas relações entre as pessoas?”, está despertando no aluno uma nova percepção sobre as relações no ambiente virtual, valorizando a ética e os relacionamentos interpessoais. Estudiosa do comportamento educacional, a psicóloga Maris Eliana ressalta que o concurso é uma oportunidade para a escola envolver o estudante com essa temática, para que possa compreender sobre o verdadeiro significado da relação humana.
“Assim como estamos aprendendo a alimentar melhor, não desperdiçar água e energia, cuidar do meio ambiente, temos que aprender a utilizar a internet a nosso favor. Cabe aos pais e educadores debater sobre o tema da melhor maneira possível, pois este diálogo acontecendo simultaneamente ganha mais força e fará com que os jovens estreitem seus relacionamentos pessoais”, observa a psicóloga.
Para Maris Eliana, tratar sobre internet e interatividade no ambiente escolar é uma necessidade em qualquer escola do País, já que o jovem brasileiro é um dos que mais utilizam a rede mundial de computadores.
A conectividade nos aparelhos tecnológicos é algo que faz parte do cotidiano dos adolescentes, mas refletir como ela está sendo praticada é a grande questão. A psicóloga diz que é preciso aprender a filtrar as informações disponíveis na internet e que este é um dos pontos a serem discutidos com as crianças e adolescentes na escola e na família.
“Há emergente necessidade de pais e professores orientarem os adolescentes para que eles saibam distinguir verdadeiras e falsas informações, porque a internet é um mundo que contém armadilhas. O mau uso da internet leva a criança a ter problemas psicológicos, comportamentais e físicos”, esclarece a psicóloga.
O Concurso de Redação Goiânia na Ponta do Lápis é realizado pela Tribuna do Planalto, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Esporte, com o objetivo de promover cidadania, além de estimular a prática da leitura e escrita no ambiente escolar. Maris Eliana ressalta que o tema escolhido chegou em boa hora, pois é justamente na fase da adolescência que acontece a mudança de comportamento de uma pessoa. E por isso a necessidade do diálogo aberto sobre como utilizar a internet.
“O acesso virtual se torna um tipo de fuga para o adolescente neste momento de descobertas e, se ele não tiver um mínimo de orientação e conscientização para absorver as informações, certamente enfrentará problemas”, frisa a psicóloga.
Maris Eliana ressalta que a grande questão referente à temática desta edição do concurso é que os professores, com os pais, façam o jovem pensar sobre como ele poderá utilizar a internet e as redes sociais de maneira sadia e ética.
“Tem que falar e orientar os estudantes como usar o mundo virtual corretamente. E que aprendam valorizar o contato entre família e amigos. As crianças desta nova geração precisam aprender a cultivar os valores interpessoais”, diz a psicóloga.
Os familiares também podem ajudar o estudante a produzir uma boa redação. Algumas dicas oferecidas por Maris Eliana ressaltam a valorização da união entre pais e filhos e podem servir para argumentos no texto redigido pelo estudante.
“Cabe à família valorizar os momentos de comunhão durante as refeições, passeios e viagens. Se todos na residência tiverem celular, combinem um período para que ninguém acesse a internet. É valioso a criança brincar com os colegas, a interação faz parte das relações humanas”, lembra a psicóloga.
Com as orientações de Maris Eliana, o estudante poderá preparar redações melhores, para que tenha boa pontuação no concurso. O conjunto de pesquisa, leitura e descrição da prática vivenciada nas relações pessoais engrandecerá o texto. E consequentemente o aluno terá mais compreensão ética ao conectar-se no mundo virtual.

“Nossos adolescentes foram jogados no fantástico ambiente virtual sem nenhum preparo”

Sem dificuldades, os estudantes estão aprendendo tudo sobre relações humanas e redes sociais. p 4-5 dA professora de Português Doraney Oliveira, uma das educadoras que dá o pontapé inicial nos trabalhos de pesquisas e elaboração de textos na escola em que trabalha, relata que a experiência em trabalhar o tema desta 18ª edição do Goiânia na Ponta do Lápis está sendo muito prazerosa.
“Os estudantes vêm se envolvendo de forma única e positiva porque a temática tem tudo a ver com eles. Estão muito empolgados até mesmo com o material que vão estudar, além dos debates em sala, já realizados. Estamos elaborando até mesmo um júri simulado para tratar do tema em sala de aula. Será o máximo”, conta a professora.
Para Doraney, há um grande leque de assuntos que poderão ser abordados no concurso. Ela observa que o estudante geralmente não se atenta para os valores éticos, morais e humanos ao usar a internet.
“Até agora muito estudante não havia parado para fazer uma reflexão aprofundada sobre suas relações nas redes sociais, e como estavam as pessoais. As discussões críticas estão gerando resultados”, afirma Doraney Oliveira.
O ilusionismo virtual é um dos pontos que a professora está enfatizando nas aulas, com o objetivo de ampliar as ideias dos estudantes sobre como podem deixar de cair em ciladas da internet.
“Nossos adolescentes foram jogados no fantástico ambiente virtual sem nenhum preparo para saber como conviver com ele. O concurso traz oportunidade de explorar o assunto de várias maneiras. Queremos, com tudo isso, que o estudante tenha melhores informações e saiba se defender dos ataques virtuais”, conclui a professora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here