Cuidados com a saúde dos alunos têm atenção especial na rede municipal

0
226
A Escola Municipal Maria Araújo de Freitas foi uma das contempladas

Mais de 130 instituições educacionais recebem ações do Programa Saúde na Escola, que contribuem para a formação integral dos educandos

Daniela Rezende

Instituições educacionais de Goiânia participam desde o início do mês de agosto de ações voltadas à qualidade de vida e saúde dos alunos. As atividades são realizadas dentro do Programa Saúde na Escola (PSE,) em conformidade com a Portaria Interministerial número 1.055, de 25 de abril de 2017, e por meio de pacto de atendimento assinado entre a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) e Secretaria Municipal de Saúde (SMS).
Em conjunto, as duas secretarias promovem ações em 64 instituições de Educação Infantil e 70 escolas da rede municipal. Atualização vacinal dos estudantes, alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil, avaliação de saúde bucal e aplicação tópica de fluor, promoção da cultura de paz, prevenção de violências e acidentes, identificação e redução de sinais e sintomas de parasitose, entre outras ações.
De acordo com Marislei Brasileiro, coordenadora do PSE na rede municipal, o Programa se consolida cada dia mais como ferramenta para manutenção da saúde das crianças. “Depois da nova Portaria, eles resumiram o PSE em 12 ações principais com uma aproximação maior da equipe de saúde e educação, de forma que o trabalho não seja só na promoção de saúde, mas também na prevenção”, relatou.
“Antes era observado apenas se o cartão de vacinação estava completo, agora as equipes vão até as escolas para vacinar as crianças e os adolescentes contra gripe, meningite e HPV. Outro fator importante é o acompanhamento de perto dos alunos que estão com sobrepeso, e, assim, possibilitar ações de educação e saúde para que reduza o número de ingestão de guloseimas, refrigerantes e doces. No mês de agosto, o foco foram as vacinações, aproximação com os pais e combate ao Aedes, que vai se intensificar ainda mais”, completou.
Um exemplo de ação foi realizado no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Pequeno Aprendiz, na Vila Mutirão, região noroeste de Goiânia. Mais 64 crianças, com idade entre 2 a 5 anos, aprenderam com estagiárias de nutrição da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) sobre cuidado corporal, a partir da higienização das mãos.
“Para as crianças, a ação foi bem significativa e pedagógica, pois permitiu que elas fizessem a lavagem das mãos de forma correta. O momento envolveu diálogo sobre germes e bactérias, pintura das mãos com tinta e higienização na prática”, contou Ednanda Marques, coordenadora pedagógica do Cmei.

PSE
O PSE é uma ação intersetorial que visa à integração e articulação permanente da Educação e da Saúde para buscar melhorias em questões ligadas à qualidade de vida da população brasileira e contribuir para a formação integral dos alunos com iniciativas para enfrentar vulnerabilidades que comprometam o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino.
Em Goiânia, o Programa tem a parceria da PUC-GO e Universidade Federal de Goiás (UFG). De acordo com Marislei Brasileiro, a Guarda Civil Metropolitana (GCM) também entra como parceira no treinamento dos professores para lhe dar com a prevenção ao uso de drogas.
“Agentes comunitários, guarda, assistentes sociais e outras áreas entram para formar uma rede de proteção contra as drogas, principalmente na região noroeste”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here