Chapada dos Veadeiros será reaberta nesta quarta-feira (1º)

0
584
Chapada dos Veadeiros - Foto: Site Thousand Wonders

A partir desta quarta-feira (1º), o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) será reaberto ao público. A unidade ficou interditada por mais de duas semanas em razão de um incêndio que atingiu a área.

Segundo informações do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), as chamas foram extintas nesta terça-feira (31) e, até o último levantamento, mais de 66 mil hectares da reserva foram consumidos pelo fogo.

Apesar dos prejuízos causados pelo incêndio, a estrutura física do parque foi preservada e poderá receber até 500 visitantes por dia. O retorno das atividades é essencial para a área, pois parte das receitas vem do ecoturismo.

Em 2015, a vinda de 56,6 mil visitantes propiciou a geração de 135 empregos nas cidades ao redor da Chapada, com a receita de R$ 3,3 milhões.

O ICMBio informou, ainda, que o fogo deixou inúmeros animais feridos. Para tratar dos bichos, um grupo de veterinários e voluntários atuam na região. A Polícia Federal também está na região para apurar as causas do incêndio. A suspeita é de que seja criminoso.

O combate ao fogo mobilizou diversos setores. Ao todo, 200 militares da Força Aérea Brasileira (FAB), quatro helicópteros, cinco aviões-tanque e um avião Hércules da Força sobrevoaram a área danificada para combater as chamas. Além disso, o  ICMBio Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) participaram da operação.

Em junho, o presidente Michel Temer assinou um decreto que ampliou a área do parque, que passou de 65 mil para 240 mil hectares. A ideia era expandir a área de preservação do Cerrado e impulsionar a economia local, já que passou a integrar seis municípios goianos.

De acordo com estudos do ICMBio, a expansão vai proteger 17 espécies da flora e 32 espécie da fauna ameaçadas de extinção. Em 2001, o parque foi reconhecido como Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO.

Governo Federal com informações da Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here