Marconi participa do lançamento do 42º Congresso da UBES/UNE

0
136
Goiânia foi escolhida para sediar o 42º Congresso na União Brasileira de Estudantes Secundaristas / União Nacional dos Estudantes (UBES/UNE), maior encontro de secundaristas da América Latina. Foto: Humberto Silva

O governador Marconi Perillo abriu o Palácio das Esmeraldas (Salão Verde) para estudantes que participaram do lançamento do 42º Congresso da União Brasileira de Estudantes Secundaristas / União Nacional dos Estudantes (UBES/UNE), o maior encontro de secundaristas da América Latina, que será realizado de 29 novembro a 2 de dezembro próximo. “Eu quero parabenizar o governador pela recepção porque todos os estudantes, quando vêm aqui, sentem-se sempre muito bem acolhidos e prestigiados”, declarou a presidente da UNE, Marianna Dias. A solenidade foi realizada na manhã desta quarta-feira (1º/11).

Em discurso, Marconi Perillo relembrou sua carreira como auxiliar do ex-governador Henrique Santillo, suas atuações como parlamentar e os embates que travou junto com os estudantes que lutaram por mais espaço na política. “Se fosse outro governador ele poderia dizer: ‘Mas nós vamos apoiar essas pessoas para elas nos xingarem?’ Eu sempre respeitei o contraditório, a diversidade de ideias. Eu tenho respeito pela luta de todos que construíram, ao longo do tempo, a UBES e a UNE”, ressaltou.

À frente do Governo de Goiás pela quarta vez, Marconi  pontuou que sempre trabalhou para “ampliar o espaço de participação da juventude”. Prova disso é que “o Passe Livre Estudantil já é realidade para mais de 100 mil alunos. Tem a Bolsa Universitária que serviu de modelo para o ProUni. Eu sempre defendi as causas da escola pública. Uma das primeiras brigas que eu tive como deputado foi a garantia de meia-entrada para estudantes. Eu sempre procurei valorizar a cultura popular”.

O vice-governador Zé Eliton deu as boas-vindas aos estudantes secundaristas, ao dizer que “Goiás os recebe de braços abertos porque aqui nós temos a tradição de defender a diversidade das  ideias, das opiniões e a construção conjunta de um Estado melhor”.

Estiveram presentes, ainda, o secretário de Estado de Governo, Tayrone Di Martino; a secretária de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira; o superintendente da Juventude, Leonardo Felipe; a presidente da UBES, Camila Lanes, parlamentares da Assembleia Legislativa de Goiás e da Câmara Municipal de Goiânia e estudantes.

42º Congresso – Os participantes do 42º Congresso na União Brasileira de Estudantes Secundaristas / União Nacional dos Estudantes (UBES/UNE) vão decidir, em Goiânia, os rumos do movimento estudantil e eleger a nova diretoria da UBES para o período 2017-2019. A presidente da UBES, Camila Lanes, acredita que mais de 10 mil estudantes estarão presentes. “Nós estamos dispostos a discutir, com os estudantes secundaristas e entidades representativas, temas relacionados à educação, tecnologia e cultura. Vamos consolidar também as pautas e as bandeiras da próxima gestão da UBES”, afirmou a dirigente.

Goiás é destaque – O Estado de Goiás se destaca no cenário nacional pelos investimentos em educação e cultura. Na área da educação, os professores tiveram reajuste salarial de até 34% e passaram a receber auxílio alimentação, estão sendo construídas Escolas Padrão Século XXI, salas de aula são climatizadas, a Rede Itego está presente em todas as regiões do Estado com cursos profissionalizantes e estudantes são beneficiados com a gratuidade do transporte público, entre os principais benefícios. “Na área da educação, por exemplo, nós vamos inaugurar 22 escolas, entre novembro e dezembro, no Entorno do Distrito Federal. Em quatro anos deste mandato do governador Marconi Perillo deverão ter sido inauguradas 62 escolas, o que é um recorde”, frisou Raquel Teixeira.

Goiás está entre os cinco estados brasileiros que mais investem em cultura no país, totalizando, para 2017, cerca de R$ 60 milhões por meio dos principais mecanismos de fomento ao setor em Goiás, o Fundo de Arte e Cultura (FAC) e o Programa Estadual de Incentivo à Cultura (Lei Goyazes). A secretária da Educação explicou que “com a crise fiscal, finanças é a área que primeiro sofre cortes e a da cultura. Mas em Goiás foi diferente. Nós temos investido até mais do que em anos anteriores. Esse ano foram R$ 40 milhões só Fundo de Cultura, R$ 9 milhões da Lei Goyazes e já foi aberto essa semana o novo edital da Lei Goyazes, com mais R$ 10 milhões; temos também o Circuito Cultural da Praça Cívica. Todas essas ações são fruto do investimento continuado do governador Marconi Perillo”.

Assessoria Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here