Pesquisa aponta para vitória da Chapa 2 no Conselho de Farmácia

0
1347

Pesquisa realizada pelo Instituto Directa mostra que a Chapa 2 – Eu Amo Farmácia, que concorre ao Conselho Regional de Farmácia em Goiás (CRF-GO), deve eleger com facilidade suas duas principais representantes: Lorena Baia, que disputa a Presidência da entidade, e Ernestina Rocha, que busca vaga no Conselho Federal.

Na pesquisa estimulada, Lorena aparece com 44,3% das intenções de voto, contra 21,6% da adversária da Chapa 1 – Amor pela Farmácia, Nara Luiza de Oliveira. Já Ernestina, com 51,2%, tem ampla vantagem sobre a adversária Sueza Oliveira, que aparece com 16,7%.

Se computados apenas os votos válidos, Lorena deve ser eleita presidente do CRF-GO com 67,2%, mais que o dobro dos votos atribuídos a Nara Luiza, 32,8%. Já na disputa ao Conselho Federal, a considerar-se os números da pesquisa, Ernestina Rocha será eleita com 75,4% dos votos válidos, contra 24,6% de Sueza Oliveira.

A eleição para o CRF-GO acontece exclusivamente pela internet nos dias 8, 9 e 10 de novembro. Embora o voto seja obrigatório, a taxa de abstenção é bastante elevada, situação que explica ao alto percentual de indecisos apurado na pesquisa Directa. Para a Presidência, ela chega a 31,4%. O farmacêuticos que declararam voto nulo somam 2,7%. Na disputa para o Conselho Federal, o índice de indecisos cai para 27,2%, mas os nulos sobem para 4,9%.

Os farmacêuticos vão eleger, além de presidente do CRF-GO e conselheiro federal, um suplente ao CFF; vice-presidente, secretário-geral e tesoureiro do CRF-GO; quatro conselheiros com mandatos que vão de 2018 a 2021; mais quatro conselheiros com mandatos entre 2019 e 2022.

Espontâneo

No levantamento espontâneo, quando não são apresentados os nomes dos concorrentes, Lorena Baia mantém a mesma vantagem média do dobro de intenções de voto sobre Nara Luíza, aponta o Directa. A atual vice-presidente tem 24,5%, contra 11,2% da ex-presidente. O voto nulo alcança 2,2% e 56,2% não souberam dizer.

Para o CFF, o levantamento espontâneo também reforçou a grande vantagem de Ernestina Rocha sobre Sueza Oliveira. A atual presidente do CRF ostenta 29,5% das intenções de voto contra 7,8% da hoje conselheira federal. Os votos nulos alcançam 3,6% e 59,1% não sabem dizer em quem votariam.

Rejeição

No quesito rejeição, os números se invertem. Nara Luíza obteve o índice de 9,6%, quando o Directa perguntou ao farmacêutico em quem ele não votaria de jeito nenhum. Lorena Baia tem 3,8% de rejeição.

Estratificação

Para chegar aos números, o Instituto Directa ouviu 402 farmacêuticos (de um universo de aproximadamente 7,6 mil aptos a votar), entre os dias 28 de Outubro e 1º de Novembro.

A metodologia, do tipo quantitativa “survey”, consiste na realização de entrevistas endereçadas a setores censitários em 70 cidades de Goiás, executadas através de questionário estruturado e questões para respostas espontâneas e estimuladas.

A amostra foi estratificada por sexo, faixa etária e tempo de exercício profissional. A margem máxima de erro é de 3,9% pontos para mais ou para menos, com nível de confiança em 95%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here