Semas alerta que 65% dos idosos que recebem o BPC podem ter benefício suspenso

0
233

O prazo para cadastramento dos idosos beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) – popularmente conhecida como Loas, no CadÚnico, que era até o final deste ano, foi prorrogado para dezembro de 2018.

De acordo com dados da Diretoria de Proteção Social Básica, de 12.700 pessoas inscritas no Benefício de Prestação Continuada em Goiânia, apenas 4.405 idosos ou deficientes se inscreveram até o momento, ou seja, falta 65% para se cadastrarem. A inclusão evitará a suspensão do benefício.

A Prefeitura de Goiânia mandou via correios comunicado solicitando aos beneficiários a importância do cadastramento no CadÚnico, no entanto, a procura foi baixa.

Para inscrever o beneficiário do BPC no Cadastro Único, o responsável pela unidade familiar deverá procurar um dos 15 Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou um dos 12 Núcleos de Assistência Social (Nas), de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

As unidades estão localizados em diversas regiões de Goiânia. O Beneficiário também poderá procurar o setor de Cadastro Único Para programas sociais – CadÚnico/Programa Bolsa Família localizado na sede da Semas, na Rua 25-A, esquina com Avenida República do Líbano, no setor Aeroporto, também de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Além do próprio beneficiário, podem se qualificar como responsáveis, pessoas maiores de 16 anos que residam na mesma casa do beneficiário e que dividam a renda domiciliar.

Segundo o secretário da Assistência Social, Dr. Robson Azevedo, a medida fortalece e amplia o acesso à rede socioassistencial. “O Cadastro Único, além de manter o BPC é a porta de entrada para diversos outros programas sociais do governo federal, como o Bolsa Família e a Carteira do Idoso”.

Documentação

Na inscrição do CadÚnico, é preciso levar os seguintes documentos: CPF (obrigatório para todos os membros da família) ou Título de Eleitor do responsável pela Unidade Familiar e qualquer documento das outras pessoas da família: Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, RG, CPF, Título de Eleitor ou Carteira de Trabalho.

É recomendável levar também comprovante de endereço: conta de água, luz ou telefone, para facilitar o processo de cadastramento. Não é necessário levar nenhum documento emitido pelo INSS para fins de comprovação de recebimento do BPC. O cadastro deve ser atualizado no máximo a cada dois anos ou quando houver alteração nas informações declaradas no último cadastramento.

O Benefício de Prestação Continuada

Popularmente conhecido como LOAS, o BPC é um programa do Governo Federal que garante um salário mínimo mensal ao idoso acima de 65 anos, ou ao cidadão de qualquer faixa etária que possua uma deficiência que o impossibilite de participar de forma plena e efetiva na sociedade, mesmo que não tenha contribuído para a Previdência Social.

Nos dois casos, o cidadão que pleiteia o benefício deve comprovar não possuir meios de se sustentar ou de ser sustentado pela família (renda familiar total de até ¼ do salário mínimo). O requerente deve estar incluído junto a sua família no Cadastro Único.

Serviço

Assunto: Prazo para inclusão de idosos beneficiários do BPC no CadÚnico termina em dezembro

Local: Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou Núcleos de Assistência Social (Nas), ou o setor de Cadastro Único Para programas sociais – CadÚnico/Programa Bolsa Família localizado na sede da Semas, na Rua 25-A, esquina com Avenida República do Líbano, no setor Aeroporto.

Horário: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here