Professora da rede estadual ganha prêmio internacional pela sua atuação em sala de aula

0
548
O concurso Educador Inspirador tem como meta selecionar os melhores professores do Brasil

A professora de línguas, Português, Inglês e Espanhol, Simone Souza Moura Otoni, do Colégio Estadual Jalles Machado, de Goianésia, foi eleita a melhor professora de Goiás no concurso Educador Inspirador, realizado pela empresa americana Quizlet, uma comunidade educacional internacional de ensino e aprendizagem on-line. A etapa regional do concurso foi aberta à comunidade escolar, pública e privada, que pode indicar e votar em seus professores. Ao todo, 80 profissionais foram indicados, sendo três de Goiás. A professora foi indicada por seus alunos de 2ª e 3ª séries do Ensino Médio.

O concurso Educador Inspirador tem como meta selecionar os melhores professores do Brasil, tendo como critério ações inovadoras que incluem, em sala de aula, o uso de tecnologias nas rotinas de ensino e aprendizagem. Junto com outros 26 professores de todo o país, Simone concorre a uma viagem à sede da empresa, no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. A seleção será feita pela empresa e a Revista Nova Escola.

O Prêmio é um reconhecimento das ações inovadoras desenvolvidas por Simone na rede estadual de educação e que incluem o uso das novas tecnologias em sala de aula. Dentre os projetos da educadora está o livro de poesias “Como flores do jardim”, realizado em conjunto por alunos de três turmas da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Estadual Jalles Machado. A obra, que tem a professora como coautora, será disponibilizada em plataforma digital e reúne mais de 70 textos produzidos pelos estudantes. Outro projeto realizado pela educadora é o 1° Festival Audiovisual de Curta-Metragem Cine Futuro, que inclui exibições de curtas-metragens produzidos pelos alunos da 2ª série do Ensino Médio.

Formada em Letras e Pedagogia, com pós-graduação em História e Cultura Afro e Linguística Aplicada à Educação, Simone é  professora desde 2011. Para ela, educar é um ato que extrapola ensinar os conteúdos curriculares. “É necessário educarmos para a vida, refletindo sobre nossa ação no mundo“, destaca a professora, que também é escritora e já publicou três livros, sendo dois de poesias -“Metanoia, poesias e desabafos” e “Jardim do Éden” – e o romance “O sentido da vida”.

Para a professora, diante do atual cenário, caracterizado por uma sociedade tecnológica e rápida, o professor deve assumir o papel de mediador, com a função de transformar informação em conhecimento. “Os alunos de hoje são diferentes dos de antigamente. Eles têm acesso à muita informação e por isso precisamos ajudá-los a filtrar e usar as informações da melhor forma possível”.

Defensora da necessidade de incorporar a tecnologia no cotidiano das práticas pedagógicas, Simone acredita que o professor é um agente do futuro, que precisa se capacitar cada vez mais, aperfeiçoando suas práticas e estratégias de ensino.

Assessoria de Comunicação da Seduce

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here