Artesanato goiano ganha espaço e destaque internacional

0
3828
Alda de Assis e suas biojoias. Foto: Edmar Wellington

As peças encantam pela beleza, criatividade e ainda carregam o mérito de preservar e valorizar o meio ambiente. É a partir dessa integração entre natureza e arte que Alda de Assis Lima transforma pedaços de ossos, bambus, raízes, sementes, coité (cuia) e pedras brutas como o cristal, entre outras, em braceletes, colares, anéis, brincos e pulseiras. O resultado são biojoias, obras de arte de encher os olhos e atiçar a vaidade feminina.

Uma coleção inédita da artesã goiana desfilou na abertura oficial do Goiânia Fashion Week, dia 15 de novembro. “É um sonho ter chegado a uma vitrine tão importante na cena da moda goiana”, alegra-se, reconhecida de que chegar lá teve a cooperação e apoio de outras pessoas. Entre essas, Alda destaca a dedicação e o trabalho do gerente do Programa Goiano de Artesanato, do Governo de Goiás, André Franco.

André Franco: participação de Goiás na Fenearte, maior feira de artesanato da América Latina

André Franco: participação de Goiás na Fenearte, maior feira de artesanato da América Latina

No momento, Franco e sua equipe visitam municípios goianos cadastrando artesãos e suas criações e levando o convite para que esses artistas se associem à Cooperativa do Artesão Goiano, em fase final de formação. Segundo informações da Gerência, até o início de 2018, o CNPJ da Cooperativa estará apto. Isso significa ainda melhores instrumentos de apoio ao cooperado em viagens e participações em exposições, feiras e outros eventos, por todo o país.

Dos 246 municípios goianos, 176 já receberam a equipe do Programa gerido pela Secretaria de Desenvolvimento (SED), computando 7.910 artesãos cadastrados. “Nossa meta é ir a todos os municípios goianos e cadastrar todos os artesãos do Estado até 2018”, anuncia Franco.

Outra meta do Governo de Goiás por meio do Programa Goiano de Artesanato é subir ainda mais no ranking nacional em vendas do artesanato que depois de anos estacionado no penúltimo lugar subiu em apenas cinco anos para o nono lugar, atrás apenas dos estados tradicionalmente conhecidos pelo artesanato local. A expectativa de André Franco é de que até 2018 Goiás tenha ultrapassado os estados do Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Pernambuco, chegando assim ao 5º lugar.

O caminho vem sendo bem pavimentado: pelo segundo ano consecutivo os artesãos goianos quebraram o recorde de vendas e encomendas na Fenearte, a maior feira de artesanato da América Latina. No estande de 36 metros quadrados destinado ao Estado de Goiás, coordenado pela equipe do Programa do Artesanato Goiano foram comercializados R$ 137.306,00 e encomendadas mais 415 peças no valor total de R$ 35.500,00.

Joias em prata confeccionadas em Pirenópolis

Joias em prata confeccionadas em Pirenópolis

Os destaques de venda foram as pedras e cristais de Cristalina, as joias em prata de Pirenópolis; as flores do cerrado e as imagens em fibras vegetais das artesãs Ivanilde dos Reis e Fatina de Olhos D’Água, ambas de Alexânia. Também foram destaques de venda as panelas de barro das artesãs Dona Alice e Rosângela, da Cidade de Goiás; as casas sertanejas do artesão Ernesto Antônio de Goiânia; as peças em cerâmica do artesão Carlos Antônio de Aparecida de Goiânia e as cestarias da AZEM de Serranópolis.

“Foi uma experiência incrível participar da Fenearte. Além da visibilidade dada às peças que as artesãs fazem com os vários tipos de capim do cerrado existentes em Serranópolis, pudemos também divulgar nosso município e Goiás”, expressou a artesã Claudiane Alves Ferreira, que participou pela primeira vez da Fenearte.

O Sebrae Goiás também é um grande parceiro dos artesãos goianos, afirma Alda, que também sonha em breve trabalhar com prata. Antes, porém, ela se dedica junto com outros artesãos e, sob a coordenador do Programa de Artesanato Goiano, pela criação da Cooperativa do Artesão Goiano. “Será muito importante para todos nós porque a partir daí teremos direito a Carteira Nacional do Artesão Brasileiro”, afirma.

A partir da Cooperativa, os beneficiados serão oficialmente reconhecidos como artesãos de nível nacional, com a chancela para comercializar os produtos com nota fiscal avulsa e ainda com isenção do pagamento do ICMS.

Governo de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here