Novo sistema da Central de Regulação de Vagas marca mais de 47 mil exames na primeira semana

0
1153
Com o novo software, usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) marcam os procedimentos nas unidades onde foram atendidos. Neste primeiro momento, SMS está reforçando as equipes e deslocando servidores da Central de Regulação para as unidades com objetivo de garantir agilidade no atendimento

Os pacientes com necessidade de realizar exames de baixa e média complexidade não precisam mais procurar a sede da Central de Regulação de Vagas, localizada no Jardim Goiás, para marcar os procedimentos. Com a modernização e implantação do novo sistema de regulação, que começou a funcionar no início da semana passada, mais de 47 mil exames foram marcados até esta segunda-feira, 4, nas próprias unidades da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS) e municípios do interior de Goiás.

De acordo com a secretária Fátima Mrué, o modelo antigo de marcação de exames, conhecido popularmente como chequinho, não existe mais. ‘Agora, com a implantação dessa nova estrutura tecnológica, os procedimentos são marcados em nossas unidades de saúde. Ao ser inserido no sistema, o paciente já é informado em tempo real com o local e data para a realização dos exames’, explica.

Neste período de transição, o tempo médio de atendimento é de cerca dez minutos para cada paciente, uma vez que as informações pessoais dos cidadãos precisam ser inseridas na nova plataforma. Diante disso, de acordo com a secretária Fátima Mrué, a SMS está reforçando as equipes e deslocando servidores da Central de Regulação para as unidades. ‘O objetivo desse remanejamento é tirar as dúvidas dos cidadãos e realizar a marcação de exames com agilidade, eliminando as filas que podem surgir neste período inicial’, destaca.

Ainda segundo a secretária, na próxima semana as unidades da Atende Fácil terão guichês específicos para atender a população que busca assistência na área da Saúde. ‘A expectativa é de que dentro de 10 a 15 dias nenhum pedido de exame de média e baixa complexidade esteja pendente, pois terá sido feito nas próprias unidades ou nas cidades de origem’, diz.

Para os pacientes que já possuem um pedido de exame, a orientação é procurar a unidade de saúde mais próxima para atualização do documento e agendamento no novo sistema. Para isso, a Prefeitura de Goiânia investiu na capacitação dos servidores administrativos de 141 unidades e realizou cursos teóricos e práticos com os colaboradores que atualizam a nova plataforma.

A próxima etapa de implantação do novo sistema é para os exames de alta complexidade. “Já deve começar a funcionar assim que esta primeira fase estiver consolidada, ou seja, em torno de 15 dias. Além disso, a nova plataforma vai possibilitar que a SMS controle efetivamente os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e rastreie, de forma integrada, os medicamentos disponibilizados pelo poder público”, finaliza Fátima Mrué.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here