Prefeituras de Goiânia e Aparecida participam do Dia D de combate ao Aedes aegypti

0
469
Lançamento da ação ocorrerá nesta sexta-feira, 8, na Praça da Feira do Parque do Atheneu. A Programação inclui visitas domiciliares, coleta de pneus, fiscalização e trabalho educativo

As prefeituras de Goiânia e Aparecida participam nesta sexta-feira, 8, do Dia D Nacional de Combate ao Aedes aegypti. Com o objetivo de alertar a população quanto aos perigos provocados pelo mosquito transmissor da dengue, zika e febre chikungunya, a ação será realizada na região Leste da Capital.

O lançamento da iniciativa, que contará com a participação de um representante do Ministério da Saúde e autoridades dos dois municípios, incluindo a secretária Fátima Mrué, ocorrerá na Praça da Feira do Parque Ateneu, a partir das 8 horas.

De acordo com o diretor de Vigilância em Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Gildo de Paula, estão previstas inúmeras atividades, como visitas domiciliares, coleta de pneus, fiscalização e promoção de trabalho educativos, como panfletagem em pontos estratégicos da região. ‘Além de eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypt, durante a ação os agentes de combate às endemias conscientizaram os moradores sobre a importância de evitar que ele encontre locais para procriar’, destaca.

Ao todo, mais 300 agentes de saúde participarão da ação, que conta com apoio do Ministério da Saúde, Corpo de Bombeiros e Secretaria do Estado da Saúde de Goiás (SES-GO). A previsão da SMS é visitar 3.600 imóveis apenas em Goiânia.

‘O Dia D é importante para alertar a comunidade sobre os perigos de deixar água acumulada em embalagens, copos plásticos e vasos de plantas, por exemplo. Essas dicas que parecem simples protegem não só contra a dengue, mas também contra outras doenças graves como chinkungunya e zika”, destaca Gildo de Paula.

Notificações

Segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgado nesta quinta-feira, 7, foram notificados em Goiânia neste ano 32.185 casos de dengue. Em 2016, a capital notificou 61.089 casos da doença.

Com relação a chikungunya, Goiânia confirmou 12 casos da doença neste ano. O balanço verificou 6 casos autóctones, quando a infecção ocorreu no município, e 6 casos importados, quando a transmissão do vírus aconteceu em outra cidade. Além disso, dados preliminares da SMS apontam que 45 gestantes contraíram o zika vírus em 2017.

Prefeitura de Goiânia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here